Restrições em SP levam jogo do Palmeiras pelo Paulista para Belo Horizonte

Além do jogo entre Palmeiras e São Bento, a restrição afeta diretamente três rodadas e dois confrontos entre clubes de São Paulo na primeira fase da Copa do Brasil

A Federação Paulista de Futebol (FPF) transferiu o jogo entre Palmeiras e São Bento, marcado para quarta-feira, 17, às 19 horas (horário de Brasília), pela terceira rodada do Campeonato Paulista, para o Independência, em Belo Horizonte.

A partida estava marcada para o estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, interior de São Paulo, mas mudou de local devido à restrição à realização atividades esportivas coletivas no estado, determinada na quinta-feira, 11, pelo governo de São Paulo, como forma de conter a disseminação do novo coronavírus (covid-19). A medida entrou em vigor nesta segunda-feira, 15, e tem duração de 15 dias.

Segundo números divulgados pelo Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo nesta segunda, o estado está com 88,4% dos leitos das unidades de terapia intensiva (UTIs) ocupados. Na região metropolitana da capital, a taxa chega a 90%. Mais de 2,2 milhões de casos da covid-19 foram confirmados em território paulista desde o início da pandemia, há cerca de um ano, com 64.223 óbitos.

Além do jogo entre Palmeiras e São Bento, a vigência da restrição afeta diretamente três rodadas (da quinta à sétima) e dois confrontos entre clubes de São Paulo na primeira fase da Copa do Brasil. A partida entre Mirassol e Red Bull Bragantino, marcada inicialmente para o estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol (SP), nesta quinta-feira, 18, foi levada para o estádio Kleber Andrade, em Cariacica (ES), às 19h15. E Marília (que disputa a Série A3, a terceira divisão paulista) e Criciúma, que seria nesta quarta, às 16h, no estádio Bento de Abreu, em Marília, passou para o estádio Dilzon Melo, o Melão, em Varginha (MG), às 15h30 do mesmo dia.

A FPF ainda tenta convencer o poder público a liberar a realização dos jogos do Paulistão no estado durante a vigência da fase emergencial do Plano São Paulo, de enfrentamento à covid-19.

Nesta segunda-feira pela manhã, a entidade se reuniu com o governo de São Paulo, que manteve o discurso de veto às partidas. "O Centro de Contingência tem, nesse momento, uma posição bastante clara, que é a de não realização desses eventos esportivos. Isso foi colocado mais uma vez na reunião e acredito que a FPF está compreendendo a gravidade do momento e deve seguir às recomendações", resumiu Paulo Menezes, coordenador do Centro, durante entrevista coletiva nesta segunda-feira.

À tarde, o encontro da federação será com o Ministério Público Estadual, de onde partiu a recomendação para a paralisação das partidas. Por causa disso, a reunião com os clubes que disputam a primeira divisão do torneio teve de ser transferida para terça-feira, 16. A entidade planeja concluir o campeonato na data prevista inicialmente: 23 de maio.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.