Traição, drogas e atenção: veja os contratos pré-nupciais das estrelas

Para algumas celebridades, proteger-se após o divórcio é fundamental para manter seu futuro (e o patrimônio) intacto. Confira.
 (Yara Nardi/Reuters)
(Yara Nardi/Reuters)
Carlo Cauti
Carlo Cauti

Publicado em 29/04/2022 às 15:49.

Última atualização em 29/04/2022 às 16:20.

Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe. Um casamento deveria durar para sempre, mas sabemos tudo pode acontecer.

É por isso que os contratos pré-nupciais estão se tornando cada vez mais comuns, especialmente quando se trata de casais de estrelas.

Descubra como ganhar no mínimo R$ 3 mil em 30 dias gerando renda extra no modo turbo! Clique aqui e saiba mais!

Hoje os holofotes estão acesos para o acordo pré-nupcial de Jennifer Lopez e Ben Affleck.

Aparentemente, JLo exigiu de Affleck um mínimo de quatro relações sexuais por semana, para evitar que "a paixão termine" ou qualquer tentação de infidelidade.

Sem assinatura? Nada de casamento!

Contratos pré-nupciais rotineiros entre as celebridades

Pode parecer estranho no Brasil, mas nos EUA os contratos pré-nupciais não são uma novidade.

Para algumas celebridades, proteger-se após o divórcio é fundamental para manter seu futuro (e o patrimônio) intacto. Confira.

Alguns contratos pré-nupciais que vieram a público, jamais confirmados oficialmente pelos interessados, tornaram-se bastante famosos ao longo dos anos por suas reivindicações ridículas de uma ou ambas as partes.

Confira os contratos pré-nupciais mais estranhos assinados por celebridades.

Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones

Um dos acordos mais difíceis de alcançar (os advogados trabalharam nele por semanas) foi o de Michael Douglas e Catherine Zeta-Jones.

O ator, que se lembrava muito bem dos US$ 40 milhões pagos à ex-mulher Diandra após o divórcio, quis acertar todos os detalhes com a noiva em caso de separação.

A bela atriz britânica, antes de se casar, conseguiu convencer Michael, notório viciado em sexo, a pagar-lhe em caso de separação, US$ 3 milhões por cada ano juntos.

Se ela o traísse, ele teria um bônus de US$ 5 milhões.

Mark Zuckerberg e Priscilla Chan

Mark Zuckerberg, criador do Facebook, e Priscilla Chan, deixaram as coisas claras antes de se casarem.

Descubra como ganhar no mínimo R$ 3 mil em 30 dias gerando renda extra no modo turbo! Clique aqui e saiba mais!

Ele quis vai ficar com todo o dinheiro (sua participação acionária no Facebook vale US$ 19 bilhões).

Ela, quis "consumir" o casamento pelo menos um a cada sete dias.

Evidentemente Priscilla conhece seu Mark, que é um workaholic, talvez a longo prazo, por causa do excesso de trabalho, possa acabar esquecendo de seus deveres conjugais.

Mas, além de fazer sexo uma vez por semana, Priscilla pediu que ela tivesse pelo menos 100 minutos de tempo de qualidade por semana.

Sobre o dinheiro não há conversa. Mas Chan quer atenção.

Beyoncé e Jay Z

Beyoncé e Jay Z fecham acordo de US$ 15 milhões.

O relacionamento entre os dois cantores por enquanto continua a todo vapor, mas se esse casal multimilionário divorciar, seu acordo pré-nupcial entraria em vigor para consertar as coisas.

No papel está claro que espera-se que Jay Z dê a Beyoncé US$ 5 milhões para cada filho que o casal tiver juntos.

Não só isso: se Beyoncé e Jay Z se separarem, seu contrato estipula que Beyoncé receberá US$ 1 milhão por cada ano em que estiverem casados ​​(até um máximo de 15 anos).

Nicole Kidman e Keith Urban

O casamento entre a atriz Nicole Kidman e o cantor e compositor Keith Urban teve várias implicações, já que ele é um ex-viciado em cocaína e em outras drogas.

Por isso, Kidman impôs uma proibição ao marido de "não usar qualquer tipo de droga ilícita". Penalidade: não vai receber nem mesmo um centavo em caso de separação.

Portanto, as recaídas com a droga são proibidas, caso contrário o divórcio ocorreria imediatamente e ele perderia todos os direitos sobre os bens de sua esposa.

No contrato, Kidman também prometeu ao marido, quem também alcoólatra, um "prêmio" de US$ 600 mil por ano se ele conseguir ficar limpo, sóbrio e não levar outras mulheres para a cama.

George Clooney e Amal Alamuddin

A superestrela de Hollywood George Clooney e a advogada libanesa Amal Alamuddin, mais do que dinheiro (não sabemos detalhes), no contrato pré-nupcial focaram em sua vida cotidiana.

Todos os dias devem haver telefonemas pelo menos a cada 2 horas e eles não podem ficar longe por mais de duas semanas.

Chelsea Clinton e Marc Mezvinsky

A filha do ex-presidente americano Bill Clinton e da ex secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, Chelsea Clinton, viu seu pai trair a mãe inúmeras vezes. Até o escândalo "sexgate", com a então estagiária da Casa Branca, Monica Lewinski.

Por isso, antes de se casar, quis acertar as contas: no contrato colocou caneta no papel que se seu marido, o banqueiro Marc Mezvinsky, pretendia deixá-la, ele teria que pagar US$ 10 milhões.

No contrato também havia longas pontuações por motivos religiosos, sendo o noivo de fé judaica.

Robbie Williams e Ayda Field

O músico Robbie Williams, ex-Take That, e a esposa Ayda Field têm sido muito pragmáticos e concisos em seus contrato pré-nupcial.

Eles garantiram 2 milhões de libras esterlinas para cada ano passado juntos. Quem falhar, deve pagá-los ao cônjuge.

Além disso, ela não poderá tocar no patrimônio do cantor, que totaliza 80 milhões de libras, em nenhuma circunstância.

Justin Timberlake e Jessica Biel

O cantor e ator Justin Timberlake e a atriz Jessica Biel optaram por se casar na Itália. Tudo muito romântico e charmoso.

Mas mesmo na Europa, não brincaram com seu acordo pré-nupcial.

Em caso de traição do cantor, sua esposa receberá R$ 500 mil.

Nesse caso, o contrato já se materializou: Jéssica já foi traída e Justin já teve de desembolsar os primeiros US$ 500 mil.

William e Kate

Depois de tudo que Charles e Diana a fizeram passar, a rainha Elizabeth II da Inglaterra exigiu que o príncipe William e Kate Middleton assinassem um acordo pré-nupcial.

Descubra como ganhar no mínimo R$ 3 mil em 30 dias gerando renda extra no modo turbo! Clique aqui e saiba mais!

Foi o primeiro na história da casa real inglesa em milhares de anos.

Em caso de divórcio, as coisas não serão fáceis para Kate: ela perderia imediatamente o título de duquesa, o trono, a casa, a guarda dos filhos e seria até mesmo impedida de falar com a mídia.

Felipe di Borbone e Letizia Ortiz

Mas o casal real do Reino Unido não é o único a ter um contrato pré-nupcial.

Letizia Ortiz, um dos rostos mais conhecidos do jornalismo televisivo espanhol, antes de se casar com o príncipe herdeiro da Espanha, Felipe de Bourbon, em 2004, assinou um acordo pré-nupcial que prevê a perda de seu título, bens e custódia das filhas em caso de divórcio, mesmo que a responsabilidade pelo fim do casamento não seja dele.

Descubra como ganhar no mínimo R$ 3 mil em 30 dias gerando renda extra no modo turbo! Clique aqui e saiba mais!