• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Referências de moda constroem a narrativa vingativa em Cruella

Para Cruella, sobre a vilã da Disney interpretada por Emma Stone que estreia nesta sexta-feira, 28, foram desenvolvidos 277 figurinos
 (Divulgação/Laurie Sparham/Disney Enterprises Inc.)
(Divulgação/Laurie Sparham/Disney Enterprises Inc.)
Por Julia StorchPublicado em 26/05/2021 13:15 | Última atualização em 28/05/2021 12:46Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Na Inglaterra nasceram Estella, Cruella e as referências de estilo da vilã da Disney. Ambientada na capital inglesa na década de 1970, em meio à revolução do punk rock, o filme traz a história da personagem através de looks icônicos. Com atuações de Emma Stone, como Cruella, e Emma Thompson, como a inimiga Baronesa, o filme revela a fúria por trás da jovem de cabelos branco e preto

Quer aprender a investir melhor? Inscreva-se no curso Manual do Investidor da EXAME Academy.

Com estreia marcada para sexta-feira, 28, nos cinemas e via Premier Acess Disney+, o filme mostra uma jovem vigarista chamada Estella, uma garota inteligente e criativa determinada a fazer um nome para si através de seus designs. Ela faz amizade com uma dupla de jovens ladrões Horace e Jasper e, juntos, constroem uma vida para si nas ruas de Londres. Um dia, o talento de Estella para a moda chama a atenção da Baronesa Von Hellman (Emma Thompson), uma lenda fashion ao mesmo tempo chique e assustadora. 

Estella passa a trabalhar para a Baronesa, seu ícone da moda e grande referência na época. Mas o relacionamento delas desencadeia em revelações que farão com que Estella abrace seu lado rebelde e se torne a Cruella má e voltada para a vingança.

E é através da moda que Estella se torna Cruella. Criando suas próprias peças, que assim como capas de super-heróis são capazes de conceder poderes, os vestidos transformam a jovem em vilã. Enquanto Baronesa possui um estilo clássico da alta costura, com referências a Dior, Balenciaga e Givenchy, Cruella representa o movimento punk, com maquiagens carregadas, e peças que relembram Vivienne Westwood, e posteriormente Steven McQueen, John Galliano e Versace

Emma Thompson como Baronesa, representa um estilo mais clássico da moda. (Laurie Sparham/Disney Enterprises Inc./Divulgação)

Para a construção dos personagens, foram confeccionados 277 figurinos. Emma Stone veste 47 peças, enquanto Emma Thompson, e os parceiros de crime de Cruella têm 30 trocas de roupa cada um. Alguns destaques das peças, que acabam chamando a atenção mais do que a narrativa, são um vestido de Cruella feito com 393 metros de organza e mais de 5.000 pétalas de flores (costuradas à mão). Vestindo a peça, Cruella sobe em cima de um carro e consegue cobri-lo com a saia. 

As referências a outros estilistas se fazem sutilmente. Com 12 metros de cauda, outro vestido é composto de jornais e retalhos de vestidos de coleções passadas da Baronesa. À primeira vista, partes do vestido usado por Cruella na caçamba de um caminhão de lixo, relembram a icônica peça criada por Elsa Schiaparelli em 1935. Na época, a estilista italiana criou uma estampa a partir de recortes de jornais que a elogiavam. Já a versão da Disney, remete a um upcycling afrontoso à Baronesa, visto que mesmo com retalhos e materiais descartáveis, a vilã consegue se destacar com suas criações.

"Isso parecia algo apropriadamente agressivo para Cruella fazer", disse o diretor Craig Gillespie ao Estadão. "Eu queria homenagear essa coisa moderna de reusar, refazer e reformar coisas", completou Jenny Beavan, figurinista do longa e duas vezes ganhadora do Oscar de Melhor Figurino por Mad Max: Estrada da Fúria e Uma Janela para o Amor.  Mesmo com o filme se passando nos anos 1970, a moda atual se faz presente no longa. 

Quais são os lançamentos no Brasil e no mundo? Assine a EXAME e saiba mais.