Quintenária, Flexform ensaia renovação com nova linha de cadeiras gamer

Apostando na busca por conforto de quem passa várias horas jogando, a empresa tradicional de itens para escritório mira em uma tendência de consumo que se acentuou na pandemia
O modelo Alpha Pro, da nova linha gamer da Flexform (Flexform/Reprodução)
O modelo Alpha Pro, da nova linha gamer da Flexform (Flexform/Reprodução)
A
André Lopes

Publicado em 25/11/2021 às 16:41.

Última atualização em 25/11/2021 às 20:44.

Para quem gosta de jogar, o ‘setup gamer’, como são chamados os itens que vão da CPU até a mesa que acomoda o teclado e o monitor, requer investimentos em um nível que soa até exagerado aos que não tem costume com esse universo. Dado isto, as cadeiras específicas para a jogatina viraram artigos extraordinariamente cobiçados, com um interesse crescente durante a pandemia, e que deve seguir em expansão depois dela.

Tome-se, como exemplo, as vendas de cadeiras desse tipo no e-commerce da Amazon: até maio deste ano, houve aumento de mais de 300% nas compras. Dado que evidencia que muita gente quer jogar com o devido estilo.

Foi mirando neste mercado de grande potencial que a brasileira Flexform, empresa tradicional fundada em 1965 e que se dedica à fabricação de cadeiras e poltronas executivas, anunciou no início do mês uma nova fase de ampliação de portfólio que agora comporta uma linha gamer

Com os modelos Alpha e Sigma, nas versões Pro e Lite, a empresa criou um design próprio, com as devidas características inspiradas em bancos de carros esportivos, e promete atender as demandas de quem joga e garantir acesso aos mesmos materiais das cadeiras corporativas de luxo.

“As melhores mentes da empresa passaram horas dedicadas a criar a cadeira gamer mais ergonômica e mais confortável do mercado. Estamos orgulhosos do  resultado”, diz Ennrico Iannoni, head de desenvolvimento do Projeto Gamer.

Em um teste feito pela EXAME, com a cadeira Alpha, emprestada para análise, a primeira coisa que se nota ao se sentar é a densidade da espuma. Diferente de modelos das marcas Thunder, Fortrek e PCYes, que usam um enchimento mais flexível, é possível dizer que a Alpha é basta ‘dura’. O conforto nela é gerado pela ergonomia das curvas, que encaixam na lombar e na lateral externa das coxas, proporcionando uma postura bastante ereta. 

O encosto de cabeça é bem posicionado para pessoas com alturas entre 1,60 metros e 1,80 metros, e faz a diferença mesmo em atividades que não sejam jogar. Não foram poucas as vezes que reclinar a cabeça nele aliviaram parte do cansaço das costas durante o dia de trabalho. 

O courino do revestimento aparenta ser de qualidade alta, e se confunde facilmente com couro. As costuras são reforçadas e as partes de plástico e metal que compõem a estrutura da cadeira são bem acabadas, polidas e sem rebarbas. Apesar de sutil, também há símbolos que remetem aos jogos de tiro bordados no encosto, garantindo um ar de exclusividade a mais. 

Contudo, se a robustez chama a atenção, a cadeira peca com pouca mobilidade nas posições na hora de reclinar. Ambos os modelos Alpha e Sigma trazem sistema apoia-braço com regulagens em quatro direções e diferentes graus, mas eles são limitados. A cadeira não tem angulamento total como concorrentes da mesma faixa de preço e até inferior, e a ampliação do alcance lateral do apoio de braço é feita ajustando os parafusos na parte de baixo da cadeira. Não seria difícil um braço que usasse botões para regular a função.

Também, diferente de outras cadeiras de escritório vendidas pela própria Flexform, a versão gamer recebida pela reportagem veio desmontada. Então é necessário considerar a leitura do manual e até um convite para que alguém auxilie na montagem. Mas não é difícil. 

No apanhado geral, a cadeira Alpha é uma excelente opção, com detalhes exclusivos e de procedência, em um mercado abarrotado de marcas pouco ou se quer conhecidas. A garantia para o abaulamento da espuma, bastante comum em produtos de baixa qualidade, é de sete anos. Uma cobertura deste nível só é encontrada em marca de luxo como a Hermam Miller, que oferece 10 anos, e custa 10 vezes mais.

O design da linha é o destaque, com cores chamativas e curvas minimalista. Outras marcas não poupam esforços para se parecer mais com o banco de um carro com logos de patrocínio do que com uma cadeira. A Alpha é justamente o contrário.

Preços

Alpha Pro - 3,699 reais

Sigma Pro - 3,799 reais

Alpha Lite - 2,899 reais

Sigma Lite - 2,999 reais

Veja Também

Os 5 melhores jogos para experimentar no fim de semana
Tecnologia
Há 6 dias • 1 min de leitura

Os 5 melhores jogos para experimentar no fim de semana

Veja o horário de funcionamento dos bancos nesta quinta-feira
Minhas Finanças
Há uma semana • 2 min de leitura

Veja o horário de funcionamento dos bancos nesta quinta-feira

Agências do INSS terão horário especial em dias de jogos do Brasil
Minhas Finanças
Há uma semana • 2 min de leitura

Agências do INSS terão horário especial em dias de jogos do Brasil

Brasil é favorito de traders globais para Copa do Mundo
Mercados
Há uma semana • 2 min de leitura

Brasil é favorito de traders globais para Copa do Mundo

Os 5 melhores jogos para experimentar no fim de semana
Tecnologia
Há uma semana • 3 min de leitura

Os 5 melhores jogos para experimentar no fim de semana