Próxima geração do Corolla terá mudanças radicais

Sedã compartilhará a plataforma e a mecânica híbrida do Prius

Enquanto a versão levemente reestilizada (por fora e por dentro) do Corolla deve chegar ao Brasil em 2017, novidades realmente radicais aguardam a próxima geração do modelo, prevista para 2020.

A nova geração do Corolla utilizará a plataforma global TNGA, a mesma do novo Prius, e que também servirá de base para o futuro SUV compacto C-HR. E se tanto o Prius como o C-HR serão oferecidos com motorização híbrida, nada mais lógico que imaginar o Corolla seguindo por esse caminho.

Fontes internas da Toyota não apenas confirmam o raciocínio como vão além: segundo eles, todos os Corolla de nova geração serão híbridos - inclusive no Brasil.

Isso significa que as versões movidas exclusivamente a combustão do sedã médio deixarão de existir daqui a apenas quatro anos.

O plano estratégico da marca prevê que a plataforma TNGA será a base de metade de seus modelos no mundo até 2020, reduzindo custos e permitindo a fabricação de diferentes modelos em uma mesma linha de montagem.

No caso do Brasil, a estratégia poderia facilitar a produção local de Corolla, C-HR e Prius.

Plataforma TNGA: será a base de metade dos modelos da Toyota no mundo até 2020 (Divulgação)





Antes, o facelift

A atualização que o Corolla deve sofrer antes da nova geração será apresentada na Europa ainda em 2016, e chega ao Brasil em 2017.

O visual dianteiro é baseado na versão híbrida do carro, à venda em mercados da Ásia, com um conjunto de grade e faróis mais afilados.As laterais e traseira permanecem quase idênticas.

Corolla: frente remodelada dá a impressão de maior largura (Divulgação)

Por dentro, o interior também será renovado, com mudanças sutis no formato das saídas de ar-condicionado e uma nova tela touch screen que elimina os botões físicos.

A oferta de equipamentos vai incluir o tão esperado controle de estabilidade, cuja ausência continua a ser o principal motivo de críticas ao modelo no país.

Depois, o híbrido

O novo Prius, que antecipa boa parte das características do futuro Corolla, acaba de ser lançado no Brasil, com expectativas de vendas ambiciosas por parte da Toyota.

O modelo, importado, é hoje o híbrido mais barato do país, custando a partir de R$ 119.950, preço acima da versão mais cara do Corolla atual (R$ 104.650), mas que poderia ser reduzido com a fabricação local e o ganho de escala nos próximos anos.

Outra medida que poderia gerar um preço mais competitivo é a tramitação do projeto de lei 174/2014, que visa conceder isenção de IPI para os elétricos e híbridos produzidos no Brasil.

Novo Corolla: terá a mesma base mecânica do Prius - mas com estilo mais conservador (Divulgação)

O novo Prius já foi testado por QUATRO RODAS, estabelecendo a segunda melhor marca de consumo da história da revista - 23,8 km/l em roteiro urbano.

Seria isso um aperitivo do que a nova geração do Corolla irá oferecer? Para ler a avaliação completa, detalhando tudo o que o sedã médio mais vendido do Brasil herdará no futuro próximo, não perca a edição de julho da QUATRO RODAS, que começa a chegar nas bancas e endereços de assinantes a partir desta semana.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.