Casual
Acompanhe:

Por que a Rússia foi banida da Olimpíada 2021 e o que é ROC?

O ROC é representado por 335 atletas em Tóquio. Como são considerados "neutros" devem seguir regras para deixar claro que não representam a Rússia na competição

Olimpíada 2021: Os atletas russos que estão na Olimpíada conseguiram provar que não se envolveram no escândalo do doping (Phil Noble/Reuters)

Olimpíada 2021: Os atletas russos que estão na Olimpíada conseguiram provar que não se envolveram no escândalo do doping (Phil Noble/Reuters)

A
André Martins

2 de agosto de 2021, 12h55

Quem está assistindo aos Jogos Olímpicos já deve ter percebido alguns atletas com a sigla ROC nos uniformes. A sigla, em inglês, significa “Comitê Olímpico Russo”. Com a Rússia banida de competições após um escândalo de doping, essa foi a saída para que os atletas russos não perdessem o ciclo olímpico.

O ROC é representado por 335 atletas em Tóquio. Como são considerados "neutros" devem seguir regras para deixar claro que não representam a Rússia na competição. 

De acordo com o Comitê Olímpico Internacional, todas as exibições públicas do nome do participante da organização devem usar a sigla 'ROC', não o nome completo “Comitê Olímpico Russo”.

Os atletas russos que estão na Olimpíada conseguiram provar que não se envolveram no escândalo do doping. Na época da punição, a Wada (Agência Mundial Antidoping) explicou que a decisão foi rígida com as autoridades russas, mas que defende os direitos dos atletas "limpos" do país, aqueles que não estavam envolvidos na fraude.

Por que a Rússia foi banida?

O escândalo começou em 2015, quando surgiram evidências de casos de doping em massa no esporte do país. Em 2019, a WADA, Agência Mundial Antidoping, concluiu que os russos alteraram dados laboratoriais sem autorização, plantaram evidências falsas e apagaram arquivos conclusivos de possíveis casos de doping. Tudo isso patrocinado pelo governo local.

O comitê da agência mundial decidiu banir por quatro anos o país por entender que a agência antidopagem russa não colaborou com as investigações. No ano passado, o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) diminuiu a pena da Rússia para dois anos, após uma apelação. Com isso, a proibição termina em 16 de dezembro de 2022.

Com a punição, a Rússia não pode ser representada em nenhuma competição internacional. Os atletas do país não podem competir com o nome, bandeira e nem o hino nacional russo pode ser tocado em caso de vitória. Porém, conforme orientação do COI, eles são autorizados a utilizar uniformes com as cores do seu país, vermelho, branco e azul.

Sede da última Copa do Mundo, a Rússia também fica proibida de sediar eventos esportivos internacionais durante o período. Seus dirigentes esportivos não podem frequentar tais eventos. 

A Rússia, que no passado reconheceu falhas em sua implementação de políticas antidoping, nega ter administrado um programa de doping patrocinado pelo estado.

Com a bandeira da Rússia ou não, os atletas estão fazendo bonito em Tóquio. A seleção feminina de ginástica conquistou o ouro por equipes pela primeira vez desde a vitória da equipe da Comunidade dos Estados Independentes nos Jogos de Barcelona em 1992. 

Quer receber as atualizações dos Jogos Olímpicos de Tóquio? Assine a newsletter de Casual

Olimpíada 2021