Por coronavírus, São Paulo Boat Show mergulha na raia da USP

A 23ª edição do evento ocorre entre os 19 e 24 de novembro com a pretensão de movimentar mais de R$ 260 milhões, 20% a mais que no ano passado

Saem de cena os barcos a remo e os caiaques que normalmente dominam a raia da USP, que ladeia o ainda nauseante Rio Pinheiros, e entram cerca de 70 portentosas embarcações, várias delas a preços milionários. Mas só entre 19 e 24 de novembro, quando ocorre a 23ª edição do São Paulo Boat Show, e durante os dias gastos com a montagem e a desmontagem do evento, a maior feira náutica da América Latina.

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

O novo cenário se deve – você acertou – ao novo coronavírus. “Entendemos a importância de seguir com a edição desse ano e, com todos os cuidados necessários, pensar uma nova forma de realizá-la”, declarou Ernani Paciornik, idealizador do São Paulo Boat Show e presidente do Grupo Náutica.

A decisão é uma ótima notícia para quem costuma ir ao evento só para tirar fotos com os barcos e imaginar como seria ter um deles (o endereço tradicional é o distante e sisudo centro de convenções São Paulo Expo, vizinho à Rodovia dos Imigrantes).

“Queremos deixar um legado para a sociedade, trazendo ainda mais visibilidade à raia da USP. Vamos torná-la um cartão postal náutico da cidade”, promete Thalita Vicentini, diretora geral da São Paulo Boat Show.

Visão aérea do Rio Pinheiros e da raia da USP

Visão aérea do Rio Pinheiros e da raia da USP (Divulgação/Divulgação)

Pela primeira vez, o público encontrará os barcos mergulhados na água – os motoristas que circularem pela Marginal Pinheiros também poderão avistá-los graças ao muro de vidro que está sendo despedaçado, construído pela prefeitura de João Doria (PSDB). Os 40 expositores ainda prometem demonstrações de lanchas, jets, veleiros, infláveis e motores em ação e convidam o público a mergulhar na raia para praticar esportes como vela, stand up paddle e wakeboard. Outro chamariz: dois barcos serão construídos, à vista de todos, ao longo da feira, que custou mais de 10 milhões de reais.

O guindaste usado para içar as embarcações

O guindaste usado para içar as embarcações (Divulgação/Divulgação)

Pelos cálculos dos organizadores, ela irá movimentar 260 milhões de reais, o que corresponde a um crescimento de 20% em relação à edição do ano passado. Para quem não se sentir confortável em pisar na São Paulo Boat Show deste ano, apesar da adoção de protocolos para diminuir os riscos de disseminação da covid-19, ela será transmitida virtualmente por meio de um canal no YouTube (www.youtube.com/revistanautica) e de outras redes sociais.

Endereço: Raia Olímpica da Universidade de São Paulo - Av. Professor Mello de Morais nº 1382, Butantã - São Paulo.

Quando: 19 de novembro (quinta-feira), das 15h às 22h; 20 de novembro (sexta-feira), das 15h às 22h; 21 de novembro (sábado), das 13h às 22h; 22 de novembro (domingo), das 13h às 22h; 23 de novembro (segunda-feira), das 15h às 22h; e 24 de novembro (terça-feira), das 15h às 22h.

Ingressos: R$ 70 (público geral); R$ 35 pessoas acima de 65 anos; R$ 5 pessoas com deficiência (PCD). Mais informações: http://www.saopauloboatshow.com.br

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.