• AALR3 R$ 20,18 0.20
  • AAPL34 R$ 66,86 -2.83
  • ABCB4 R$ 16,62 -0.84
  • ABEV3 R$ 14,05 -0.21
  • AERI3 R$ 3,63 -6.20
  • AESB3 R$ 10,62 -3.19
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.52
  • ALPA4 R$ 20,53 -1.11
  • ALSO3 R$ 19,06 -2.11
  • ALUP11 R$ 27,15 -0.07
  • AMAR3 R$ 2,40 -2.83
  • AMBP3 R$ 30,43 -2.37
  • AMER3 R$ 22,95 -4.65
  • AMZO34 R$ 63,65 -2.82
  • ANIM3 R$ 5,29 -4.68
  • ARZZ3 R$ 79,25 -0.33
  • ASAI3 R$ 15,71 -1.01
  • AZUL4 R$ 20,61 -6.15
  • B3SA3 R$ 11,95 -1.24
  • BBAS3 R$ 37,65 -0.83
  • AALR3 R$ 20,18 0.20
  • AAPL34 R$ 66,86 -2.83
  • ABCB4 R$ 16,62 -0.84
  • ABEV3 R$ 14,05 -0.21
  • AERI3 R$ 3,63 -6.20
  • AESB3 R$ 10,62 -3.19
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.52
  • ALPA4 R$ 20,53 -1.11
  • ALSO3 R$ 19,06 -2.11
  • ALUP11 R$ 27,15 -0.07
  • AMAR3 R$ 2,40 -2.83
  • AMBP3 R$ 30,43 -2.37
  • AMER3 R$ 22,95 -4.65
  • AMZO34 R$ 63,65 -2.82
  • ANIM3 R$ 5,29 -4.68
  • ARZZ3 R$ 79,25 -0.33
  • ASAI3 R$ 15,71 -1.01
  • AZUL4 R$ 20,61 -6.15
  • B3SA3 R$ 11,95 -1.24
  • BBAS3 R$ 37,65 -0.83
Abra sua conta no BTG

Brasileiros vacinados: cinco países que não pedem teste de covid

Testagem para comprovar a ausência do vírus no passageiro antes do embarque não é mais obrigatória em alguns países da Europa e na Argentina; veja lista
Viagem: testagem para comprovar a ausência do vírus no passageiro antes do embarque não é mais obrigatória em alguns países (Fotos Públicas/Pexels)
Viagem: testagem para comprovar a ausência do vírus no passageiro antes do embarque não é mais obrigatória em alguns países (Fotos Públicas/Pexels)
Por Laura PanciniPublicado em 28/01/2022 15:13 | Última atualização em 28/01/2022 15:37Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Planejar uma viagem em um momento de incerteza não é fácil, mas o avanço da vacinação e a queda no número de mortes mundiais fez com que ser turista em um mundo com covid não fosse mais tão impossível. Com testagens, imunização e rastreamento (até isolar, caso necessário), muitos países vêm conseguindo monitorar a entrada de estrangeiros.

Os brasileiros já foram vetados de entrar em várias regiões do mundo por conta da alta circulação do vírus no país. Nos Estados Unidos, por exemplo, a restrição foi suspensa somente em novembro de 2021 e só para aqueles vacinados e com teste PCR feito até 72 horas antes do voo.

Países como Alemanha, Portugal, França e Holanda ainda pedem por testes PCR negativos antes do embarque no Brasil, vacinados ou não. As informações são de até 28 de janeiro de 2022 e podem mudar conforme o avanço da vacinação, novas variantes e a própria Ômicron. Veja a lista:

Irlanda

Desde 6 de janeiro, turistas brasileiros totalmente imunizados contra a covid-19 ou com um comprovante de recuperação da doença nos últimos seis meses não precisam mostrar teste negativo antes do embarque. Já os não vacinados devem realizar o teste PCR até 72 horas antes do voo.

Na Irlanda, o esquema vacinal completo não inclui a dose de reforço, o que significa que o brasileiro só precisa das duas doses das vacinas AstraZeneca, Pfizer ou CoronaVac, ou a dose única da Janssen, para entrar.

Inglaterra

Um dia após a Irlanda, a Inglaterra autorizou a entrada de brasileiros vacinados sem a necessidade de isolamento ou teste de covid-19. Por enquanto, os imunizados são obrigados a realizar uma testagem até dois dias após a chegada no país, mas, a partir de 11 de fevereiro, vacinados que entram no Reino Unido não precisarão mais fazer o teste em qualquer momento.

Para os não vacinados, ainda é obrigatório uma quarentena de 10 dias e dois testes PCR no segundo e oitavo dia após a chegada no país, além de uma testagem (seja ela de antígeno ou PCR) antes do embarque.

Suíça

Desde 20 de janeiro, todos os brasileiros vacinados podem entrar na Suíça sem necessidade de teste. Não vacinados não podem entrar, somente em exceções.

No site oficial Travelcheck, turistas podem responder a um questionário que mostra quais condições se aplicam a ele.

Espanha

Em território espanhol, a regra é a mesma: turistas brasileiros não precisam mostrar teste de covid, somente a carteirinha de vacinação.

É possível que, na chegada ao país, autoridades façam um teste de antígeno, que demora cerca de 15 minutos para os resultados saírem. 

Argentina

A partir de sábado, 29 de janeiro, visitantes de países vizinhos da Argentina (Brasil, Chile, Bolívia, Paraguai e Uruguai) ou que estiveram em qualquer um dos países por no mínimo 14 dias não precisam fazer qualquer tipo de teste, seja ele de antígeno ou PCR.

Porém, é necessário comprovar que possui um seguro de saúde que cubra serviços relacionados à doença (internação, transporte médico e isolamento).

Por último, outros países da América Latina (Colômbia, Costa Rica, El Salvador e México) também não estão pedindo testagem para brasileiros vacinados. As regras são as mesmas que as da Argentina, com exceção da necessidade de seguro.

Veja Também

Segundo dia em Davos começa discutindo impostos globais
Mundo
Há 13 horas • 3 min de leitura

Segundo dia em Davos começa discutindo impostos globais

Brasil tem média diária de 97 mortes por covid-19
Brasil
Há 23 horas • 2 min de leitura

Brasil tem média diária de 97 mortes por covid-19