Casual

Os melhores bares de Pinheiros, em São Paulo, segundo ranking EXAME Casual 2023

A seleção dos estabelecimentos foi feita por um júri formado por 60 renomados críticos e influenciadores de todo o país

Tan Tan: bar está entre os melhores do mundo. (Divulgação/Divulgação)

Tan Tan: bar está entre os melhores do mundo. (Divulgação/Divulgação)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 4 de novembro de 2023 às 07h17.

Dos 100 Melhores Bares do Brasil eleitos por EXAME Casual em 2023, 12 estão no agitado bairro de Pinheiros, em São Paulo. A região reúne representantes da boa coquetelaria e do que há de melhor quando se fala em boteco para tomar uma cerveja. A seleção dos estabelecimentos foi feita por um júri formado por 60 renomados críticos e influenciadores de todo o país (veja a lista no final deste conteúdo).

Cada especialista apontou dez bares de sua preferência, sem ordem de importância. Todos os votos foram compilados e organizados nesta lista. Em caso de empate, a organização foi feita por ordem alfabética. É um guia para você, leitor, conhecer o que há de melhor no país. A lista também reconhece o trabalho de toda a cadeia, dos garçons aos empresários.

Os jurados também indicaram seu bartender de preferência, a estrela por trás dos balcões. Veja a lista completa abaixo. Aproveite também para conhecer os melhores bares de São Paulo e os melhores do Rio de Janeiro.


1º Tan Tan

Tan Tan: pela segunda vez consecutiva o noodle bar fica em primeiro lugar. (Divulgação /Divulgação)

Cozinha e bar em dois balcões gêmeos no centro do Tan Tan. Essa é a expressão máxima do conceito que o chef Thiago Bañares quis colocar no local para mostrar que as duas vertentes gastronômicas estão em igual patamar. Repetindo o feito do ano passado, o bar aparece em primeiro lugar no ranking EXAME Casual e coleciona títulos. Ocupa a 56ª posição na lista do World’s 50 Best Bars Awards 2023 e está listado entre os dez melhores bares de coquetéis e restaurantes no prêmio regional da Tales of the Cocktail Foundation. Com uma fórmula que lembra os izakayas — bares japoneses com boa comida e boa bebida —, o ambiente é moderno e ao mesmo tempo intimista. Se estiver sozinho ou em dois, prefira sentar-se no balcão (pode escolher entre o de drinques ou o de comida).

Recentemente o Tan Tan passou por uma reformulação de cardápio de drinques autorais, desenvolvidos por Bañares e pelo bartender Caio Carvalhaes. O desafio foi explorar, sob diferentes técnicas, a dua­lidade de ingredientes que contam um pouco da história da casa. Batizada de ­Duality#2, para sua carta foram selecionados dois representantes japoneses (yuzu e conserva de ameixa umeboshi) e dois nativos brasileiros (açaí e a raíz amazônica priprioca), além da banana, encontrada em todo o mundo. Como resultado, o Caso do Terubozo (45 reais), feito com yuzu, vodca, dois tipos de jerez e saquê, e o Kamikaze (57 reais), que leva bourbon, amaro e mel, além da fruta de origem chinesa. Os drinques clássicos, claro, continuam no cardápio, assim como a carta de saquês. Para comer, os consagrados noodles, em três versões (de 65 a 75 ­reais), e as entradinhas de guioza de porco (45 reais), o wantan de camarão e copa-lombo (56 reais) e a asinha de frango frita (46 reais).

Serviço: Rua Fradique Coutinho, 153, Pinheiros, São Paulo. Funcionamento: de terça a domingo, das 19 às 23h30; sábado, das 12 às 16 horas e das 19 às 23h30. Último domingo do mês, fechado.


2º Santana Bar

Santana Bar: clássicos da coquetelaria e criações do mixologista Gabriel Santana na aprazível casa no bairro de Pinheiros, em São Paulo. (Leandro Fonseca/Exame)

Uma carta com 78 clássicos e nove drinques autorais, tudo com a proposta de trabalhar com ingredientes brasileiros valorizando a sazonalidade. No Santana Bar, o menu é repensado a cada seis meses. O bartender Gabriel Santana usa mais de 50 itens nos preparos, sendo a maior parte dos cordiais, licores e top-airs. Apesar da diversidade, um ponto une todos os drinques: são sem açúcar refinado. O mixologista excluiu o ingrediente e o substitui por itens naturais, como o mel.

O menu autoral tem como inspiração o teste inglês “16 personalidades”, que traça perfis com base em características comportamentais. Gabriel Santana tentou traduzir essas características em bebidas, criando nove drinques. Um deles é o Aventureiro (45 ­reais), mais explorador, que leva ­Ketel One com infusão de jatobá, shrub de jabuticaba com vinagre de mel, Dom Bénédictine, limão-siciliano e Bitter de laranja. Já o Defensor (45 reais) traça o perfil de pessoa mais conservadora e é servido em uma xícara de chá. Leva gin Tanqueray, Chartreuse amarela, chá de lichia, lapsang souchong e rosas.

Nas comidinhas, os pratos foram pensados para compartilhar e comer com as mãos e buscam harmonizar com os drinques mais emblemáticos da casa. Do mar, aparecem o mexilhão escabeche (39 reais), rilletes de salmão (45 reais), Gildas (23 reais) e Club Sandwich de Camarão (59 reais).

Serviço: Rua Joaquim Antunes, 1.026, Pinheiros. Telefone: (11) 99105-6699. Funcionamento: de segunda a sexta, das 17 às 23 horas; sábado, das 14 às 23 horas; e domingo, das 14 às 20 horas.


11º Boca de Ouro

É no discreto sobrado de Pinheiros que, há quase dez anos, funciona o bar da dupla bar de Renato Martins e Arnaldo Hirai. Sem perder a essência ao longo do tempo, o empreendimento se destaca pelas opções de drinks e pelo clima intimista – que até parece emprestado dos filmes, com grande balcão que coloca os clientes de frente para o barman. E não esqueça de provar o bolovo.

Serviço: Rua Cônego Eugênio Leite, 1121, Pinheiros, São Paulo. Terça e quarta das 18h à 00h. Quinta à sábado das 18h às 02h.


15º Guarita

Guarita: respeito às receitas nacionais

Guarita: respeito às receitas nacionais. (Guarita/Divulgação)

No universo da coquetelaria, o nome de Jean Ponce dispensa apresentações: o bartender é uma das principais referências justamente pelo respeito às clássicas receitas brasileiras. E a consolidação veio com o Guarita, despretensioso bar criado com o chef australiano Greigor Caisley que fez da rua uma extensão dos quatro ambientes para até 91 pessoas — e que estão sempre lotados.

Na carta há espaço para clássicos, como Negroni e Fitzgerald, e drinques autorais, como o nacionalíssimo Breu, feito com cachaça envelhecida, Brasilberg, Campari com Balsâmico, Cynar 70, perfume de cacau e finalizado com figo desidratado, mel e pimenta. Mas também dá para pedir uma bebida personalizada. Da cozinha, ainda saem desde bolovo até pizza.

Serviço: Rua Simão Álvares, 952, Pinheiros, São Paulo. De terça à quinta das 18h às 23h30. Sexta das 18h às 1h30. Sábado das 17h às 1h30. Domingo das 17h às 23h30.


15º Guilhotina

Guilhotina

Guilhotina. (Guilhotina/Divulgação)

Não bastasse o mestre Spencer Amereno Jr. – vindo do Frank, tradicional bar que ficava no lobby do extinto hotel Maksoud Plaza – atrás do balcão, o Guilhotina ficou três anos consecutivos na lista dos World’s 50 Best Bar e alcançou a 15ª colocação. E, para acompanhar uma coquetelaria em alto nível, nada mais justo que o ambiente descontraído e com clima de festa à noite.

Serviço: Rua Costa Carvalho, 84, Pinheiros, São Paulo. De terça a sexta, das 18h à 1h e sábado, das 17h à 1h.


15º Moela

Quem disse que não há charme nos tradicionais botecos, que apostam na cerveja gelada e quitutes fritos para conquistar a clientela? Para quem duvidar, basta visitar o Moela, que sempre está lotado de jovens nos descolados bairros de Pinheiros e Santa Cecília. No cardápio descomplicado, há desde os famosos PFs (pratos feitos para almoço) até coxinha com massa de alheira.

Serviço: Rua Cardeal Arcoverde, 2320, Pinheiros, São Paulo. Rua Canuto do Val, 136, Santa Cecília, São Paulo. De quarta à sexta das 14h as 23h. Sábado das 12h às 23h. Domingo das 12h às 18h. Segundas das 15h às 22h (Pinheiros) e Terça das 16h às 23h (Pinheiros).


32º Sede 261

Sede261

Sede261. (Sede261/Divulgação)

Em 2018, o Sede261 ganhou um espaço oficial, situado em uma charmosa casa no bairro de Pinheiros, em São Paulo. O local é uma extensão do clube de vinhos homônimo. Administrado pelas sommelières Cássia Campos e Daniela Bravin, o ambiente informal oferece acomodação para aproximadamente 10 pessoas dentro do bar, além de mais lugares na área da calçada. A carta de vinhos conta com cerca de 40 rótulos disponíveis por taça, sendo trocados semanalmente. A programação ainda inclui noites de pizza, às quintas-feiras, e uma tarde de produtos do mar e vinhos, aos domingos. Cássia e Daniela também estão à frente do Huevos de Oro, uma taberna espanhola em Pinheiros, tocada pela chef Ligia Karazawa.

Serviço: Rua Benjamim Egas, 261, Pinheiros, São Paulo. Quarta a sexta das 18h às 22h, sáb das 15h às 22h e domingo das 12h às 17h.


32º Trinca

Trinca Bar, em São Paulo. (Divulgação/Divulgação)

A primeira vermuteria de São Paulo nasceu da devoção do casal Alê Bussad e Tábata Magarão pelo tema. Estudiosos do assunto e sempre dispostos a um bom papo para quem encosta no balcão, o paulistano Alê e a fluminense Tábata comandam com primor a casa que exibe também uma belíssima coleção de vermutes.

A ideia é difundir o hábito italiano e espanhol de apreciar o vermute puro, como aperitivo em um copo com gelo, fatia de laranja e azeitona (R$ 25,90 a dose). A casa também oferece coquetéis como o Gin Bamboo com jerez fino, gin, dolin dry, luxardo fat wash de manteiga e azeite de uva (R$ 38), o Jerez Jerez, um misto de jerez fino e oloroso, vermute de jerez, cordial de cacau com cumaru e angostura (R4 47).

Serviço: Rua Costa Carvalho, 96 - Pinheiros, São Paulo. Horário de terça à sábado das 18h à 01h.


42º Bottega 21

Do grande balão de madeira saem boas criações do bartender Michel Felício, como o Torino, que leva jim beam, licor de flor de sabugueiro, amaro, carpano clássico e bitter de laranja (R$ 39), o Mezcalito feito com tequila, uisque escocês, licor de café, Amaretto, Campari e perfume de uísque defumado (R$ 40) e o Negroni Cioccolato com campari infusionado com cacau (R$ 40). Da cozinha, o chef Alexandre Vorpagel apresenta petiscos como os Camarões no azeite de alho servido com pão de fermentação natural (R$ 67) e o Fritto Misto, com camarão, lula e polvo empanados e fritos (R$ 56). A casa conta com uma sala exclusiva para eventos.

Serviço: Rua dos Pinheiros, 1308 – Pinheiros - São Paulo. (11) 99342-2332. De segunda a sábado, das 19h à 1h.

Bottega 21, em São Paulo. (Divulgação/Divulgação)


60º EAP Empório de Alto Pinheiros

O bar é ideal para aqueles que são apaixonados por cerveja. O EAP tem um balcão com 42 torneiras de chope e cerca de 700 opções da bebida em lata e garrafa. O cardápio é divido nas seção de chopes e outra de cervejas, dos mais variados estilos e países. Tem opção por 36 reais, e algumas podem passar 400 reais.

Serviço: Rua Vupabussu, 305, Pinheiros, São Paulo. Funciona de domingo a quarta das 11h à meia-noite; quinta a sábado das 11h à 1h.


60º Kotori

Seguindo o conceito de Izakaya -- os famosos bares japoneses --, o cardápio tem boa parte dedicada a um ingrediente: o frango. A casa é outro empreendimento do chef Thiago Bañares, dono do Tan Tan, o primeiro nesta lista. Do menu não deixe de provar o espetinho grelhado na brasa de sobrecoxa com umê shissô (18 reais). Nos drinks, há coquetéis clássicos, e os autorais, como o tiki tok (42 reais) que leva abacaxi com especiarias, taiti e tequila reposado.

Serviço: Rua Cônego Eugênio Leite, 639, Pinheiros, São Paulo. Funcionamento: de terça a sexta das 19h às 23h30; sábado das 12h às 16h, e das 19h às 23h30; domingo das 12h às 17h; fechado no último domingo do mês.


60º Le Jazz Petit

O irmão do célebre Le Jazz Brasserie, a versão 'menor' fica em Pinheiros segue a linha mais experimental dos grandes bares de coquetéis, com uma seleção de 40 drinks entre clássicos e autorais. O cardápio é divido por seções, com alguns seguindo a filosofia biodinâmica, com uma integração maior entre homem e natureza. Dessa vertente, a sugestão é provar o Purgatory a la Française (45 reais) que leva brandy, vermute rosso, Chartreuse Verde e single malte.

Serviço: Rua dos Pinheiros, 262, Pinheiros, São Paulo. Funcionamento: de segunda a quarta das 18h à meia-noite; quinta das 18h à 1h; sexta das 17h à 1h; sábado das 12h à 1h.


Os 100 bares eleitos

Os finalistas apontados pelo júri da EXAME Casual se dividem entre dez cidades pelo país

1Tan TanSão Paulo
2SantanaSão Paulo
3The Liquor StoreSão Paulo
4NossoRio de Janeiro
5Caledonia Whisky & Co.São Paulo
6SubAstorSão Paulo
7Bar do CapinchoPorto Alegre
8MiniBar GemSalvador
9Cervejaria VielaBelo Horizonte
10Bar PirexBelo Horizonte
11Bar dos ArcosSão Paulo
11Boca de OuroSão Paulo
11Koya88São Paulo
11PiccoSão Paulo
15Bar da Dona OnçaSão Paulo
15GuaritaSão Paulo
15GuilhotinaSão Paulo
15MoelaSão Paulo
19BalcãoSão Paulo
19Cineclube CortinaSão Paulo
19FelSão Paulo
19NitSão Paulo
19RegôSão Paulo
19SeenSão Paulo
19The Punch BarSão Paulo
26ArpRio de Janeiro
26AstorSão Paulo
26Cachaçaria LamparinaBelo Horizonte
26Locale CaffèSão Paulo
26Ponto GinCuritiba
26QuartinhoRio de Janeiro
32Bar UrcaRio de Janeiro
32BagaceiraSão Paulo
32ChanchadaRio de Janeiro
32ContinentalCuritiba
32Gogo (Elena)Rio de Janeiro
32Liz Cocktails & Co.Rio de Janeiro
32Sede261São Paulo
32SylvesterSão Paulo
32TimbucaBelo Horizonte
32TrincaSão Paulo
42AbaruSão Paulo
42Adega PérolaRio de Janeiro
42Boteco RainhaRJ/SP
42Bottega 21São Paulo
42BrewtecoRio de Janeiro
42Cabernet ButiquimBelo Horizonte
42CajuSão Paulo
42Dōmo BarSão Paulo
42FechadoSão Paulo
42Galeto Sat’sRio de Janeiro
42GingerCuritiba
42JaguaraCuritiba
42Labuta MarRio de Janeiro
42LardoSão Paulo
42Mercadinho BicalhoBelo Horizonte
42Mykola Lab BarCuritiba
42Nicolau Bar da EsquinaBelo Horizonte
42Vasco da Gama, 1020Porto Alegre
60AgulhaPorto Alegre
60AnanãCuritiba
60Balbino & MartinsCuritiba
60Bar CentralRecife
60Bar da LoraBelo Horizonte
60Bar do Luiz FernandesSão Paulo
60Bar do Luiz NozoieSão Paulo
60Bar do MomoRio de Janeiro
60Bar do ZezéBelo Horizonte
60Borgo MoocaSão Paulo
60Bode CheirosoRio de Janeiro
60BracarenseRio de Janeiro
60Café e CanaSalvador
60Casa AlvoradaBelo Horizonte
60ClosSão Paulo
60EAP Empório Alto dos PinheirosSão Paulo
60Elevado BarSão Paulo
60FloraSão Paulo
60FlorestalBelo Horizonte
60Gran Bar BernaccaSão Paulo
60KotoriSão Paulo
60Le Jazz PetitSão Paulo
60Lemí GastrobarCuritiba
60Marinho AtlânticaRio de Janeiro
60MesaPorto Alegre
60MoemaBelo Horizonte
60ŌkinakiBelo Horizonte
60Olivos 657Porto Alegre
60PressPorto Alegre
60SambiquiraCuritiba
60São CristóvãoSão Paulo
60StuzziRio de Janeiro
60ToroGramado (RS)
60VianRio de Janeiro
94Altas GastrobarBrasília
94BarettoSão Paulo
94Cais Rooftop LoungeRecife
94Cascasse Il Mondo BarSão Paulo
94Moleskine GastrobarFortaleza
94Muamba BarBelém
94RivieraSão Paulo

Os jurados

Alessandra Carneiro (Agenda Carioca), Aline Gonçalves (jornalista), André Bezerra (Duo Gourmet), Andrea D‘Egmont (jornalista), Bruno Calixto (jornalista), Carlos Altman (Estado de Minas), Carolina Daher (revistaEncontro), Caroline Grimm (@carolinegrimm), Cecilia Padilha (@yeswecook), Celina Aquino (jornalEstado de Minas), Cesar Adames (jornalista), Daniel de Mesquita Benevides (Folha de S.Paulo), Daniel Salles (jornalista @dsallesn), Daniela Filomeno (CNN Viagem & Gastronomia), Danielle Dalla Valle Machado (Bom Gourmet), Diego Fabris (Wine Locals), Diogo Carvalho (Destemperados), Edi Souza (Folha de Pernambuco), Fabio Wright (Taste & Fly), Felipe Almeida (@almeida1984), Fernanda Meneguetti (jornalista), Flávia Schiochet (jornalista), Gabrielli Menezes (Nossa), Giba Amendola (O Estado de S. Paulo), Gilson Garrett Jr. (EXAME), Giulianna Iodice (Versatille), Isadora Bello Fornari (Prazeres da Mesa), Ivan Padilla (EXAME), Ju Nakad (@natripdaju), Júlia Storch (EXAME), Juliana Andrade (@viver_para_comer), Junior Ferraro (Azul), Jussara Voss (Gazeta do Povo), Keh Correia (@kehcorreia), Kelly Lobos (Burger Fest), Lela Zaniol (Destemperados), Lorena Martins (O Tempo), Luiza Fecarotta (CBN), Marcel Miwa (Gula), Marcelo Cury (@curym), Marcelo Katsuki (Folha de S.Paulo), Marcelo Sant’Iago (Top Cocktails), Marcos Nogueira (Folha de S.Paulo), Maria Eduarda Vétere (You Must Go), Mauricio Maia (O Estado de S. Paulo), Michel Berndt (@mix_o_logic), Miguel Icassatti (Gula), Nani Rodrigues (@nanirodrigues), Patricia Ferraz (rádio Eldorado), Rafael Tonon (Eater), Renata Araújo (You Must Go), Renata Mesquita (O Estado de S. Paulo), Ricardo Castilho (Prazeres da Mesa), Roberto Hirth (@robertohirth), Rosa Moraes (The World’s 50 Best Restaurants), Saulo Yassuda (Veja SP), Sergio Crusco (jornalista), Simone Pontes (PlumiNews), Tina Bini (CNN Viagem & Gastronomia), Vanessa Lins (Folha de Pernambuco).

Acompanhe tudo sobre:Barescomida-e-bebida

Mais de Casual

Bar da Dona Onça terá menu degustação pela primeira vez

São Petersburgo se volta para turistas do Oriente

Após ter sido comprada por R$ 11,4 bi, Supreme é vendida para EssilorLuxottica por R$ 8,15 bi

Novo bar em SP de bartender influente e chef premiada é portal para a alta coquetelaria e boa comida

Mais na Exame