Oferta de aluguel em Toronto sobe mais de 100% com êxodo urbano

A pandemia de coronavírus estimulou o fluxo de pessoas das maiores cidades do Canadá, já que muitos profissionais trabalham remotamente

O número de condomínios colocados para aluguel em Toronto mais que dobrou no quarto trimestre em comparação com o ano anterior, um sinal de um êxodo crescente de pessoas do centro da cidade para acomodações mais espaçosas nos subúrbios.

Investir no mercado financeiro é mais simples do que você imagina. Saiba mais

O aumento de 132% na oferta fez com que os aluguéis despencassem na capital financeira do Canadá, uma das cidades mais caras do país para habitação. O aluguel médio de um apartamento de um quarto caiu quase 17% em relação ao ano anterior para C$ 1,845 (US$ 1,453), enquanto os custos de uma unidade de dois quartos caíram cerca de 15% para C$ 2,453, de acordo com dados divulgados na quarta-feira pelo Conselho Regional de Imóveis de Toronto.

“O crescimento no número de unidades disponíveis superou o crescimento nas transações de aluguel”, disse Lisa Patel, presidente do conselho, em relatório. “O resultado foi muito mais escolha e poder de negociação para os locatários e um ajuste para baixo nos aluguéis médios.”

A pandemia de coronavírus estimulou o fluxo de pessoas das maiores cidades do Canadá, já que muitos profissionais trabalham remotamente e os lockdowns afastam funcionários do setor de serviços. A mudança dos centros urbanos foi particularmente pronunciada entre o grupo demográfico mais jovem, que normalmente é mais atraído para os bairros modernos do centro, onde as torres de condomínios se agrupam.

Em Toronto, que recentemente impôs medidas restritivas de bloqueio para controlar o surgimento de casos de Covid-19, a oferta está aumentando após um boom de construção de condomínios de várias décadas. Milhares de pequenos investidores que compraram unidades para alugá-las agora enfrentam a perspectiva de perder dinheiro em seu investimento a cada mês.

O número de condomínios listados para venda mais que dobrou nos últimos três meses do ano passado em relação ao mesmo período de 2019, mostram os dados do conselho.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.