A página inicial está de cara nova Experimentar close button

O Oásis de Bvlgari: a nova coleção da maison quer fazer um mundo mais belo

Bolsas que fazem referências à praia, às águas, ao pôr-do-sol resultam na coleção outono/inverno 2021, sempre com detalhes feitos à mão e a icônica Serpenti

“Se a beleza não pode ser vivenciada ao máximo, não significa que não se possa continuar imaginando-a.” Com essa premissa e a utilização de materiais inusitados e detalhes de joalheria artesanal, a Bvlgari apresenta a nova coleção de bolsas outono/inverno 2021. Batizada de 'Oasis', em alusão aos locais que gostaríamos de poder ir em um mundo sem pandemia, Mireia Montoya, Diretora Geral da Divisão de Bolsas e Acessórios da Bvlgari, conta mais sobre as novidades da grife, as tendências em acessórios e os planos para a marca, direto de Milão, em entrevista exclusiva à Casual.

Seu dinheiro está seguro? Aprenda a proteger seu patrimônio

Após um ano difícil, você conseguiu inovar ao escolher um material diferente, como a ráfia. O que te inspirou a criar em 2020?
Sim, está sendo um momento particular, ainda estamos em lockdown. Nós projetamos a coleção para a maneira que gostaríamos de estar vivendo. Nós pensamos sobre o desejo em estar do lado de fora, ser livres, termos de volta a nossa vida ideal. E então pensamos em um oásis de coleção, porque estávamos pensando em um oásis mental. Então foi o que inspirou as cores da coleção, como a água, as cores mais neutras e a ráfia, pensando na areia, em estar do lado do mar, em curtir a liberdade de novo. Foi realmente esse desejo de ser livre e estamos fazendo algo muito por nós. Quando os designers criaram esse moodboard para a coleção, e o Brasil muitas vezes apareceu como referência de “oásis”.

E por que escolher um material mais simples para se expressar?
A Bvlgari sempre escolhe materiais e combinações inesperadas. Já usamos cerâmica, mármore e mesmo madeira em nossas joias. Então é algo que realmente faz parte da nossa singularidade, explorar diferentes tipos de materiais. Gostamos muito de usar um material muito natural e simples como a ráfia. E a interpretamos como joalheria, com o nosso ícone, a cobra, e com as correntes. Então, tentamos dar um toque que trouxe nossos elementos centrais, mas realmente trazemos algo que nunca fizemos. Foi a primeira vez que usamos ráfia, e como eu disse, queremos levar as pessoas para um oásis na praia. E algum lugar nos levou a esse tipo de material natural como uma forma de explorar algo inesperado de nós.

Trata-se da coleção de inverno. Mas ainda assim, vocês utilizaram desde cores bem mais neutras, como a ráfia e o branco marfim, mas também cores vibrantes, como o rosa e o holográfico. Como foi feita a seleção dessas cores?
Ainda que tenha sido lançada no inverno, é uma coleção que cobre os meses de verão. Mas eu acho que agora, os itens estão mais alinhados entre o que vai ser mostrado e o que as pessoas querem vestir, como por exemplo, no verão as pessoas se interessam por usar cores mais brilhantes e mais vivas. Mas, por outro lado, existem cores que são cada vez mais transitórias. Então, no verão ou no inverno, você ainda vai usar o mesmo marfim, a mesma cor que lançamos no ano passado. As cores realmente não são mais sazonais porque você pode usar o amarelo para o inverno, por exemplo, basta saber como. Mas eu acho que é a força das cores de transição, que é muito, muito forte.

Em uma nova versão, Serpenti usa uma pele em ráfia, misturando a tendência da Maison por materiais não convencionais com combinações de cores marcantes.

Em uma nova versão, Serpenti usa uma pele em ráfia, misturando a tendência da Maison por materiais não convencionais com combinações de cores marcantes. (Bvlgari/Divulgação)

E é muito interessante se vestir com cores no inverno.
Sim. As cores também fornecem algum tipo de energia positiva. Ter uma bolsa amarela com um look completamente cinza ou escuro, é divertido.

Mireia, você consegue escolher sua peça preferida ou apenas dizer as peças-chave da coleção?
Gosto muito da Serpenti Cabochon de marfim, e também gosto da pequena bolsa rosa. Eu achei muito fofa. A cabochon permite que você use algo de uma forma mais casual, tem alças de couro, o que a torna muito usável e muito prática, além de dar um toque especial ao look. 

Falando em Serpenti e joias, como trazer a inspiração joalheira e transmiti-la para as bolsas?
Isso é algo que decidimos há alguns anos que nos perguntamos, “Qual é a nossa posição e o que realmente trazemos para o mercado em termos de exclusividade?” Porque somos uma joalheria, não somos a marca da moda. Portanto, trata-se basicamente de três coisas que as bolsas precisam carregar: a primeira coisa é que a Bvlgari é a mestre das cores. Por isso, sempre trazemos cor para as nossas coleções. Depois, é sobre os segredos da marca. Portanto, todas as nossas bolsas sempre carregam o elemento de joalheria. Seja a cabeça de cobra ou a corrente. E o terceiro elemento é o artesanato, sobre as técnicas utilizadas, como por exemplo, o python que é pintado à mão. Trabalhamos nos materiais para um tratamento único e que traga a imagem do joalheiro. Os três pilares do nosso pensamento quando criamos as bolsas são a cor, os detalhes e os símbolos da marca através do artesanato.

Bvlgari Logo Bag. Dois tamanhos diferentes de corrente foram empregados - um para o logotipo e outro para as molduras, ambos montados a mão.

Bvlgari Logo Bag. Dois tamanhos diferentes de corrente foram empregados - um para o logotipo e outro para as molduras, ambos montados a mão. (Bvlgari/Divulgação)

Você mencionou o artesanato. Você acredita que o consumidor hoje em dia está procurando por itens feitos à mão?
Acho que o consumidor já estava procurando por itens assim. Mas, percebemos a tendência compras de menos itens, mas de peças de alto valor. Os consumidores procuram por itens que durem e tenham um valor real. E é por isso que o artesanato entra em cena, para comprar algo que não é um item sazonal, mas algo que você gostaria de usar por um longo tempo. Então, qualidade e artesanato é algo que tem valor agregado e é mais apreciado hoje em dia.

O que mais você notou sobre as tendências em relação aos desejos do consumidor no ano passado?
As pessoas, no que diz respeito às cores, querem comprar coisas que possam usar independente da situação. E há mais valor em algo que é realmente icônico. Estamos investindo em peças icônicas que são atemporais. E então eu acho que eles estão comprando menos, mas eles estão comprando melhor e estão realmente investindo mais nessas peças atemporais, ao invés de apenas mais efêmeras.  

A Serpenti é um símbolo icônico da Bvlgari. Você pretende ter uma coleção com outro símbolo no futuro?
Sim. Esperamos que no próximo ano tenhamos algo. Mas, também este ano estamos apresentando as novas bolsas com o logotipo. Com um artesanato no logotipo, com o nome Bvlgari feito com correntes, é um detalhe feito à mão e muito, muito detalhado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também