O novo Range Rover 2022: modelo mais luxuoso da Land Rover chega com venda esgotada

Testamos o SUV que traz o conceito de "luxo moderno", já tem fila de espera de mais de 400 compradores no Brasil e custa até R$ 1,6 milhão
 (Fernanda Freixosa/Divulgação)
(Fernanda Freixosa/Divulgação)
I
Ivan Padilla

Publicado em 30/08/2022 às 16:18.

Última atualização em 31/08/2022 às 12:49.

A cada cinco anos, mais ou menos, a Land Rover laça um novo modelo do Range Rover, a versão mais luxuosa da marca. Para ficarmos entre os mais recentes, em 2005 foi a vez do Range Rover Sport; em 2011, a montadora britânica apresentou o Range Rover Evoque; em 2017 chegou ao mercado Range Rover Velar.

Ontem foi apresentada oficialmente em primeira mão no Brasil a mais recente versão do mais luxuoso modelo da marca de luxo Land Rover. Seu nome é simplesmente Range Rover. E nem precisa de mais, com tantos itens de sofisticação e refinamento.

Um pequeno grupo, do qual a EXAME Casual fez parte, foi convidado a testar o carro em um trajeto de ida e volta de São Paulo até a cidade de Jundiaí, em um total de 130 quilômetros. O ponto de partida foi o Rosewood, o novo hotspot de São Paulo, que tem parceria com a marca. Hóspedes do hotel podem fazer transfer e alugar modelos da Land Rover durante sua estadia.

O test drive foi importante para entender o porquê do preço final: de R$ 1,160 milhão a R$ 1,604 milhão, dependendo principalmente da motorização. Também ficou mais fácil digerir a informação de que há uma fila de exatos 477 interessados na compra de um carro que até agora ninguém viu.

E ficou mais claro também o conceito do carro apresentado pela Land Rover: "modern luxury", ou luxo moderno, uma categoria que junta tecnologia, qualidade do material e bom gosto com valores como sustentabilidade e simplicidade na forma. Explicamos a seguir cada aspecto do novo Range Rover.

Design simples e minimalista

O novo Range Rover é bastante minimalista, apesar do porte. Tem ar vintage, pelas linhas quadradas do primeiro Range Rover, de 1970. Mas também é futurista, pela ausência de elementos externos. A estética é limpa, fluida. A frente transmite confiança, até pelo gráfico de grade mais profundo e faróis interseccionais.

O farol de LED digital reflete e refrata as luzes diurnas. Os faróis de neblina dianteiros, radares dianteiros e sensores de estacionamento ficam escondidos dentro da abertura inferior. A traseira apresenta os elementos mais modernos, com as luzes distribuídas por todos os cantos do veículo. As lanternas verticais ficam envoltas em um único painel, desenhadas em uma seção horizontal que integra as outras luzes funcionais e define a largura do veículo.

Serão cinco opções de pintura metaçica a princípio, entre cinza, bronze e preto. Uma das apostas da marca é a versao Sunset Gold Satin, em dourado.

Vale destacar que o Range Rover inaugurou a era dos utilitários com conforto, uma espécie de precursor dos SUVs.

Material sustentável

O interior altamente luxuoso traz um material premium mais sustentável, que combina Ultrafabrics™, uma espécie de couro de poliuretano que gera um quarto de emissão de gás carbônico na confecção em relação ao couro tradicional, e mistura de lã criada pela Kvadrat™, o principal fabricante europeu de têxteis premium. O resultado é um acabamento elegante, com nova paleta de cores.

Som com 36 alto-falantes

A viagem até Jundiaí aconteceu ao som de Sugar Ray, Rag’n’Bone Man e Michael Kiwanuka. A nova tecnologia avançada de caixas instalada no veículo permite uma experiência sonora única. No total, são 36 alto-falantes. O sistema de som Meridian Signature de 1.600 W ajuda a criar um dos interiores de veículos mais silenciosos do mercado, com alto-falantes adicionais de 20 W nos quatro principais apoios de cabeça para uma experiência sonora mais imersiva como opcional.

Land Rover vola a fazer Evoque ainda este ano

Os carros elétricos mais vendidos no brasil em 2022

O sistema Active Noise Cancel de terceira geração monitora vibrações nas rodas, ruído dos pneus e sons do motor transmitidos para a cabine e gera um sinal de cancelamento. Ou seja, há pouca interferência dos barulhos de fora no interior do carro. As músicas são ouvidas no detalhe.

A nova geração do Range Rover inclui ainda um par de alto-falantes de 60 mm de diâmetro nos encostos de cabeça para cada um dos quatro ocupantes principais da cabine, que criam zonas de silêncio pessoais semelhantes ao uso de fones de ouvido high-end.

Ar-condicionado contra covid

No centro do painel fica o Interactive Driver Display, uma bela tela de 13,7 polegadas, que apresenta diversas funções do veículo. Um dos gráficos de alta definição mostra a pureza do ar do interior do carro em relação ao exterior. Quando visualizamos o dado durante o test drive, o ar dentro da cabine aparecia na cor verde, enquanto fora estava amarelo. As cores dispensam explicações.

O novo Range Rover traz o sistema Cabin Air Purification Pro, que reduz alérgenos e patógenos, além de odores e vírus. Isso inclui os vírus SARS-Cov-21, que transmitem a covid. O gerenciamento de gás carbônico e um sistema de filtragem aumentam ainda a qualidade do ar.

O veículo também oferece o inovador sistema de ar-condicionado de quatro zonas como opcional, proporcionando uma experiência personalizada para todos a bordo. Sem brigas pela regulagem de temperatura.

Massagem nos bancos (até para o motorista)

No dia do teste do novo Range Rover a temperatura em São Paulo estava na faixa dos 10 graus. Um dia bom, portanto, para testar o sistema de massagem de pedras quentes dos bancos do carro, em todos os bancos (sim, até no assento do motorista). São muitas as funções. Escolhi o modo pedras quentes de cima para baixo. Foi bom.

Lembre-se: é um 4x4

Com tantos itens de luxo, é fácil esquecer que estamos em um veículo todo terreno, capaz de atravessar por trechos de rio de 90 centímetros de profundidade. O novo Range Rover também oferece de série o inovador sistema de esterçamento das quatro rodas, que auxilia o motorista em manobras realizadas em curvas mais sinuosas, como se fosse um veículo de passeio.

Entre as tecnologias de auxílio ao motorista em condições adversas destacam-se o sistema off-road exclusivo Land Rover, Terrain Response configurável, All Terrain Progress Control, tração 4x4 e câmera 360 graus com função capô transparente, que exibe a frente do veículo através de uma câmera frontal. Isso evita a colisão e alguma pedra menos aparente, por exemplo.

Os comandos estão no celular

O novo Range Rover traz novidades de conectividade bastante intuitivas, que permitem uma experiência tecnológica rápida e ágil. A nova tecnologia InControl™ faz a interface entre a tela de infoentretenimento do veículo e o celular do usuário. Com isso, os usuários do modelo poderão conferir uma gama de recursos de segurança e assistência ao motorista, exibidos na tela central.

Já no celular, os clientes podem realizar comandos como dar partida no motor, fazer ajuste de temperatura antes de estar a bordo do veículo, conferir o nível de combustível ou a carga da bateria (em caso de veículos híbridos ou elétricos), checar o histórico de viagens, ativar o sistema Bip & Flash (localizador do veículo) e acionar o sistema de travas e alarme.

Motor a gasolina, diesel e híbrido

Neste primeiro momento a Land Rover está trazendo versões do modelo a gasolina e diesel. A versão que testamos no Brasil é a First Edition, com configurações P530 Twin Turbo V8 a gasolina e D350 a diesel.

Existe um outro novo Range Rover híbrido, com autonomia de 130 quilômetros com motor elétrico, por enquanto disponível apenas no exterior. Por enquanto, dada a importância do mercado brasileiro para a marca. “Nossa primeira fábrica fora da Inglaterra foi aqui, a marca é muito presente e muito querida no mercado brasileiro”, diz Divanildo Albuquerque, diretor-geral da Land Rover no Brasil.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos pra você aproveitar seu tempo livre com qualidade