O casal de brasileiros que produz raros vinhos no Chile

O casal Marcos Attilio e Angela Mochi literalmente põe as mãos em todas as partes do processo, desde o cultivo da videira até o engarrafamento
Em parceria com a EXAME, a Edega oferece ainda descontos exclusivos aos leitores, mesmo para os não associados ao clube da marca. (Ruy Barbosa Pinto/Getty Images)
Em parceria com a EXAME, a Edega oferece ainda descontos exclusivos aos leitores, mesmo para os não associados ao clube da marca. (Ruy Barbosa Pinto/Getty Images)
J
Julia StorchPublicado em 07/06/2022 às 08:00.

Marcos Attilio e Angela Mochi são engenheiros de alimentos que estão no ramo do vinho desde 1999. Em 2011, deixaram o Brasil para construir um sonho no Vale de Casablanca, no Chile. Eles têm um pequeno vinhedo com 8 variedades, algumas "raras", incluindo a primeira Grenache de Casablanca e produzem vinhos de alta qualidade, com um clima fresco, em escala humana e que falam do terroir de Casablanca.

O casal literalmente põe as mãos em todas as partes do processo, desde o cultivo da videira até o engarrafamento. E têm um pensamento "verde", onde eles são conscientes da importância dos recursos naturais, se preocupando com o meio ambiente, com seus vizinhos e estão focados na sustentabilidade.

Eles trabalham constantemente a mostrar aspectos menos conhecidos do mosaico de vinho chileno e substituem a ênfase na "qualidade por preço" por "qualidade real". Por essa razão e por acreditar na associatividade, eles são membros ativos do MOVI, do Movimento de Vintners Independentes do Chile, e do Casablanca OFF, um grupo que
promove o desenvolvimento de pequenos produtores no Vale.

Em parceria com a EXAME, a Edega oferece ainda descontos exclusivos aos leitores, mesmo para os não associados ao clube da marca. Quem comprar por meio do link da EXAME ganha 10% de desconto em todo o portfólio. Para isso, é só acessar o site do e-commerce por meio desse link e, na hora de concluir o cadastro obrigatório, selecionar a opção “Exame” na aba “Como nos conheceu”. 

Confira a seleção da Edega:

Attilio & Mochi Pinot Noir 2015

(Edega/Divulgação)

Com muita paciência e curiosidade, Attilio e Mochi desafiaram o tempo e separaram 6 barricas especiais de Pinot Noir da colheita de 2015, uma boa safra com grande amplitude térmica. Valor: 240 reais.

Attilio & Mochi The First Grenache 2018

(Edega/Divulgação)

THE FIRST! Uma das 1.800 garrafas da primeira colheita do primeiro vinhedo de Grenache em Casablanca. Várias pessoas aconselharam seus produtores a não plantar o vinhedo nessa região, portanto não poderia haver um início melhor para um vinho tão teimoso e aguardado. "A safra de 2018 é espetacular, uma temporada marcada por um clima mais frio e com maturação mais lenta, potencializando a qualidade das uvas recolhidas à mão, em maio", comenta Rotschield. Valor: 328,20 reais.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.