Novo Ford Mustang muda de visual, ganha tela gigante e mantém motor V8

Esportivo não cedeu à eletrificação e, para fazer alegria dos apaixonados por carros, ganhou sistema para fazer drift
Versão topo de linha tem detalhes exclusivos inspirados em carros de corrida (Ford/Divulgação)
Versão topo de linha tem detalhes exclusivos inspirados em carros de corrida (Ford/Divulgação)
G
Gabriel AguiarPublicado em 16/09/2022 às 15:56.

Eis que o novo Ford Mustang finalmente foi revelado nos Estados Unidos – e, para alegria dos fãs de carros esportivos, manterá o tradicional motor V8. É verdade que boa parte das novidades foram do lado de fora, com estilo inspirado nos últimos lançamentos da marca, mas também há mudanças por dentro: todo o painel foi resenhado e a lista de equipamentos ficou mais recheada.

VEJA TAMBÉM

Enquanto as versões de entrada terão motor 2.3 turbo (ainda sem potência revelada), sempre com o câmbio automático de dez marchas, as versões topo de linha serão vendidas com o “coração” 5.0 V8 de 500 cv, que também terá opção de câmbio manual de seis marchas. Entre as novas tecnologias, o modelo ganhou sistema para travar as rodas e derrapar durante manobras de drift.

“Investir em uma nova geração do Mustang é uma grande afirmação num momento em que muitos dos nossos concorrentes estão saindo do negócio de veículos a combustão interna. Mas a Ford está apostando em opções híbridas dos nossos modelos mais lucrativos e populares, além de investir 50 bilhões em veículos elétricos até 2026”, afirma Jim Farley, diretor executivo da Ford.

Ford Mustang

Motor 5.0 V8 tem 500 cv de potência e opção de câmbio manual (Ford/Divulgação)

E se a intenção for provocar a vizinhança, o novo Ford Mustang poderá ligar à distância, apenas com a chave, que também terá botões para acelerar fora do carro. Ainda mais impressionante é o quadro de instrumentos digital e a tela da central multimídia – de 12,4 e 13,2 polegadas, respectivamente –, que formam um conjunto digno de cinema e rompem totalmente com o antecessor.

Para melhorar a experiência a bordo, o sistema de entretenimento ganhou recursos emprestados de videogames para melhorar as animações e até permitir personalizações. Mas os materiais do cabine também foram revisados e, de acordo com o fabricante, há novas texturas, revestimento de couro e maior variedade de cores para bancos, costuras internas e para cintos de segurança.

Ford Mustang

Grande conjunto de telas é o principal destaque da cabine (Ford/Divulgação)

Também será possível escolher entre 12 diferentes tons para a carroceria, além de listas e desenhos como opcionais. Para quem repara em detalhes, as pinças de freio da Brembo serão oferecidas com três opções de cores (vermelho, preto e azul). Ainda há rodas de alumínio aro 19 e aro 20 (à parte). E, na versão especial Dark Horse, há opção da exclusiva cor azul metálica Blue Amber.

Ainda não há previsão de quando a novidade será vendida no mercado brasileiro, mas, para os EUA, o Ford Mustang reestilizado deverá chegar às lojas na metade do ano que vem. Sendo assim, caso o modelo seja oferecido por aqui, não seria exagero esperar para depois de 2024. Atualmente, apenas uma configuração está disponível no país (batizada Mach 1), que custa 544.520 reais.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos pra você aproveitar seu tempo livre com qualidade