Nova Zelândia aprova "bolha" de viagens sem quarentena com a Austrália

A decisão foi adotada mais de um ano depois de a Nova Zelândia fechar as fronteiras para enfrentar a pandemia

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, aprovou as viagens à Austrália sem a necessidade de quarentena contra a covid-19, o que cria uma "bolha" de livre circulação entre os dois países.

Seu dinheiro está seguro? Aprenda a proteger seu patrimônio

"Confirmo que as viagens sem a necessidade de quarentena começarão dentro de duas, às 23h59 de 18 de abril", anunciou Ardern.

A decisão foi adotada mais de um ano depois de a Nova Zelândia fechar as fronteiras para enfrentar a pandemia, e seis meses depois do governo da Austrália permitir que os neozelandeses visitem certos estados australianos sem a necessidade de passar por uma quarentena.

Ardern celebrou os resultados de seu país, com apenas 26 mortes provocadas pela covid-19 em uma população de cinco milhões de habitantes. A Austrália registrou menos de mil óbitos em uma população de 25 milhões.

"Aprecio a medida que o governo da Nova Zelândia anunciou hoje", afirmou o primeiro-ministro australiano Scott Morrison.

"Daremos as boas-vindas, da mesma maneira que os Kiwis (neozelandeses) dão as boas-vindas aos Aussies (australianos)", completou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.