Nova gigante do streaming pode reunir HBO, CNN, Warner e Discovery

AT&T e Discovery estão em negociações que podem resultar em uma fusão (ou incorporação) de US$ 250 bilhões considerando os valores de mercado das companhias
A atriz Emilia Clarke em papel na série Game of Thrones, um dos principais sucessos da HBO, que pertence à AT&T (HBO/Divulgação)
A atriz Emilia Clarke em papel na série Game of Thrones, um dos principais sucessos da HBO, que pertence à AT&T (HBO/Divulgação)
D
Da Redação

Publicado em 16/05/2021 às 16:24.

Última atualização em 17/05/2021 às 11:04.

A consolidação dos negócios ganha força no mercado de entretenimento e de streaming. Duas gigantes do setor, a AT&T e a Discovery, estão em negociação para uma fusão que pode reunir canais populares como HBO, CNN, TNT, Cartoon Network, Warner Channel (que pertencem à primeira) e Discovery Channel, HGTV, Animal Planet (no caso da segunda).

As informações sobre as negociações avançadas foram publicadas neste domingo, 16 de maio, pela Bloomberg e pelo The Wall Street Journal.

O negócio pode ser anunciado nesta segunda-feira, 17 de maio, segundo o WSJ. Seria uma transação de cerca de 250 bilhões de dólares somando os valores de mercado das duas companhias (230 bilhões de dólares apenas da AT&T).

Assista à web session da EXAME Gavekal para saber como tomar as melhores decisões de investimento

A combinação das duas companhias criaria uma gigante ainda maior capaz de ganhar força para competir com a Disney e a Netflix, duas das líderes no mercado crescente de conteúdo transmitido via streaming.

O serviço de streaming da Discovery, o Discovery+, estreou apenas no início do ano e tem mais de 15 milhões de assinantes. Já o HBO Max, o principal serviço de streaming da AT&T, tem mais de 44 milhões de assinantes.

No mercado de streaming, a líder ainda é a pioneira Netflix, com 208 milhões de assinantes em todo o mundo, enquanto a Disney+ superou a marca de 100 milhões em cerca de um ano e meio desde que fez a sua estreia. A Disney+ reúne todo o conteúdo da Disney, o que inclui produções da Pixar, da Marvel, da Star Wars e da National Geographic.

A operação seria um novo passo da AT&T para ampliar os negócios. Em 2018, a companhia que era originalmente uma operadora de telefonia pagou 81 bilhões de dólares para adquirir a Time Warner.

Nesta segunda-feira, a AT&T confirmou o fechamento de um acordo que prevê a fusão com a Discovery.