Netflix e Amazon negociam streaming de sucessos de Hollywood

Streaming está mudando a maneira como Hollywood opera, com serviços online abocanhando mais produtos de alta qualidade da indústria
Os direitos permitiriam às empresas de streaming exibir os filmes cerca de nove meses depois da exibição nos cinemas (Kevork Djansezian/Getty Images)
Os direitos permitiriam às empresas de streaming exibir os filmes cerca de nove meses depois da exibição nos cinemas (Kevork Djansezian/Getty Images)
B
Bloomberg

Publicado em 01/09/2020 às 21:09.

Última atualização em 01/09/2020 às 21:50.

Serviços de streaming já aumentaram o preço de reprises de TV, apresentações de comédia stand-up e contratos com grandes produtores. Agora, miram filmes campeões de bilheteria dos estúdios por trás de Velozes e Furiosos e Homem-Aranha.

Universal Pictures e Sony Pictures começaram a negociar com serviços de streaming e redes a cabo para licenciar a próxima rodada de filmes para vídeo em casa, começando com filmes com previsão de lançamento em 2022. A ViacomCBS, da Paramount Pictures, também tem filmes para vender, embora possa esperar que um dos outros estúdios dê o primeiro passo.

Os acordos podem gerar até 250 milhões de dólares por estúdio por ano — e, em alguns casos, mais —, de acordo com pessoas a par do assunto. Amazon.com, Netflix e Hulu expressaram interesse nos direitos, assim como HBO e Starz, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas.

Cerca de meia dúzia de serviços estão disputando os direitos, o que permitiria às empresas de streaming exibir os filmes cerca de nove meses depois da exibição nos cinemas. As plataformas vencedoras podem ter os direitos exclusivos por 18 meses e, em seguida, estendê-los por um segundo período, vários anos depois. Mas as empresas estão discutindo muitas opções, especialmente porque os maiores gigantes da mídia agora têm seus próprios serviços de streaming para preencher conteúdo.

Outra dificuldade para essas negociações: alguns serviços de streaming perguntaram se os estúdios estariam interessados em produzir filmes originais apenas para eles, disse uma das pessoas.

É um novo sinal de como o streaming está mudando a maneira como Hollywood opera, com serviços online abocanhando mais produtos de alta qualidade da indústria, em vez de se contentar com reprises e filmes B.

Embora a importância da programação original continue a crescer para serviços de streaming e redes de TV paga, filmes de grande orçamento recém-lançados nos cinemas continuam a ser um grande atrativo para o entretenimento doméstico. O modo como a atual rodada de negociações se desenrola pode sinalizar uma mudança fundamental sobre quem consegue os filmes mais novos para assistir em casa.