A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Natação, judô e atletismo: confira os jogos imperdíveis da Paralimpíada

Confira as datas e horários dos jogos brasileiros com grande chances de medalha na Paralimpíada de Tóquio

Falta apenas um dia para a abertura oficial dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. A expectativa é de muitas medalhas para o Brasil na competição. Na edição de 2016, a delegação brasileira conquistou 72 medalhas e ficou em oitavo lugar no quadro geral. O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) espera que a delegação de 253 atletas se mantenha entre as dez primeiras posições.

Há motivos para acordar cedo para acompanhar a competição. Confira os jogos brasileiros imperdíveis na Paralimpíada de Tóquio:

Natação

O nadador Daniel Dias, dono de 14 ouros em Paralímpiadas, anunciou que vai encerrar sua carreira em Tóquio para passar mais tempo com a sua família. No total, o atleta de 33 anos tem 24 medalhas. Ele estreia em Tóquio nesta terça-feira, 24, às 22h56, nos 200m livre S5.

Outro destaque na natação é Gabriel Bandeira. Ele irá disputar seis provas: 100m borboleta, 100m costas, 100m peito, 200m livre, 200m medley e o revezamento 4x100 livre. O atleta de 21 anos compete na classe S14, para pessoas com deficiência mental, e é apontado como um dos favoritos a medalha. Sua estreia também será amanhã, 24, às 21h55 (horário de Brasília).

Lançamento de disco

A brasileira Beth Gomes é a atual recordista mundial no lançamento de disco na classe F52. Aos 56 anos, ela é apontada como uma das atletas brasileiras que podem bater novos recordes em Tóquio.

A disputa da modalidade começa no dia 26 de agosto, às 22h00 (horário de Brasília).

Judô

O judoca Antônio Tenório vai disputar sua sétima Paralímpiada. Aos 51 anos, ele tem quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

Tenório teve covid-19 durante sua preparação para Tóquio. Ele ficou 17 dias internado e teve 80% do pulmão comprometido, mas se recuperou e foi um dos primeiros atletas a ser vacinado.

O brasileiro estreia no dia 26 de agosto, às 22h30 (horário de Brasília).

Atletismo

Petrúcio Ferreira é o atleta paralímpco mais rápido da história. O brasileiro quebrou o recorde mundial dos 100m rasos T47 (para atletas com deficiência nos membros superiores) em 2019 com a marca de 10s42, o melhor tempo entre todas as classes do atletismo paralímpico.

Dono de três medalhas em 2016, Petrúcio estreia dia 26 de agosto, à 01h11 (horário de Brasília).

 

Bocha

Ouro no Rio 2016 e porta bandeira em Tóquio, a jogadora de bocha Evelyn de Oliveira almeja o bicampeonato.

A equipe brasileira de bocha em duplas mistas pela classe BC3 (deficiências mais severas) estreia no dia 27 de agosto, às 23h15 (horário de Brasília).

Futebol

Outra grande chance de medalha para o Brasil está no futebol de 5. O país tentará manter a hegemonia paralímpica, já que é o campeão da modalidade para atletas com deficiência visual desde Atenas-2004.

Na estreia, o Brasil enfrenta a China no dia 28 de agosto, às 23h30 (horário de Brasília).

Novas modalidades

Entre as 22 modalidades das Paralimpíadas de Tóquio, duas são estreantes: parabadminton e parataekwondo. O Brasil tem chances de medalhas nas duas modalidades:

Vitor Tavares, o único brasileiro no parabadminton, conquistou três bronzes no Mundial de 2019.  Sua primeira partida será no dia 31 de agosto, às 06h00 (horário de Brasília).

O Brasil terá três atletas no parataekwondo: Silvana Fernandes (até 58 kg), Débora Menezes (acima dos 58 kg) e Nathan Torquato (até 61 kg). Todos são da classe K44, para pessoas com má-formação ou amputação unilateral nos membros superiores.

Débora Menezes é destaque no trio brasileiro e foi campeã mundial em 2019. A modalidade estreia no dia 1º de setembro, às 22h00 (horário de Brasília).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também