MG não terá jogos durante lockdown; São Bento e Palmeiras é suspenso

"Fica inviável o recebimento de jogos de outros estados na onda roxa. Por definição, ela não vai permitir essa circulação", disse Fábio Baccheretti, secretário de saúde

A partir desta quarta-feira (17) estará proibida em Minas Gerais a realização de partidas de futebol de outros estados em seus limites territoriaís. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (16), durante coletiva de representantes do governo mineiro para esclarecer a fase Onda Roxa - equivalente a um lockdown (bloqueio total) - na qual apenas atividades essenciais poderão funcionar das 5h às 20h.  A etapa mais restritiva faz parte do programa Minas Consciente, e estabelece medidas mais rígidas durante 15 dias para tentar controlar a disseminação do novo coronavírus (covid-19). 

"Seria muito incoerente a gente tomar uma medida tão dura, tão restritiva como essa que estamos tomando no Estado e permitir que jogos de outros Estados acontecessem aqui em Minas Gerais, lembrando que, na onda roxa, os hotéis não podem receber turistas. Fica inviável o recebimento de jogos de outros estados na Onda Roxa. Por definição, ela não vai permitir essa circulação. Na circulação entre estados, as barreiras sanitárias vão abordar se estão indo para serviços essenciais ou não", esclareceu Fábio Baccheretti, secretário de saúde de  Minas Gerais, que participou da coletiva ao lado do governador Romeu Zema.

O estado receberia nesta quarta (17) um duelo da Copa do Brasil (Marília x Criciúma), na cidade de Varginha, e uma partida do Campeonato Paulista (São Bento x Palmeiras), na capital Belo Horizonte. Na próxima quinta (18), a Caldense receberia o Vasco da Gama, às 21h30, em duelo em Poços de Caldas, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Sobre o torneio estadual, Baccheretii se mostrou contrário à continuidade da competição durante a Onda Roxa e disse que se reunirá com federações ainda hoje (16) para discutir o assunto.

"Nós realmente consideramos, como área técnica, incoerente a manutenção de qualquer tipo de jogo. Iremos discutir com as federações para achar alguma conclusão sobre isso. O jogo não é só a estada do jogador em campo e os riscos sanitários para isso. Vamos avaliar ao longo do dia sobre isso", ressaltou o secretário.

A quinta rodada do Mineiro está programada para começar na próxima quinta (18), com o embate entre Boa Esporte e Uberlândia, em Varginha, às 15h30 (horário de Brasília).

São Bento e Palmeiras

A Federação Paulista de Futebol (FPF) suspendeu o duelo entre São Bento e Palmeiras, que seria disputado nesta quarta-feira (17), às 19h (horário de Brasília), no Independência, em Belo Horizonte. A decisão foi tomada após a proibição anunciada nesta terça-feira (16), pelo governo de Minas Gerais, à realização de jogos de futebol de outras competições estaduais em território mineiro, como parte da Onda Roxa, fase mais restritiva do programa Minas Consciente, de controle à disseminação do novo coronavírus (covid-19).

A partida, válida pela terceira rodada do Campeonato Paulista, estava marcada inicialmente para o estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP), mas teve que ser transferida depois de o governo de São Paulo restringir, por 15 dias, a partir da última segunda-feira (15), a realização de eventos esportivos coletivos no estado, devido ao aumento do número de casos e internações pela covid-19. Segundo o Centro de Contingência do Coronavírus, 89% dos leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) em território paulista estão ocupados.

O anúncio é outro baque na intenção da FPF de manter a programação das três principais divisões do Campeonato Paulista e concluí-las nas datas previstas inicialmente - 23 de maio no caso da Série A1. Na segunda-feira, a entidade apresentou uma proposta ao governo estadual e ao Ministério Público para manutenção do futebol em meio à Fase Emergencial do Plano São Paulo, de enfrentamento à pandemia. O projeto previa a realização de 56% menos partidas (com a suspensão temporária da Série A3, a terceira divisão, e parcial da A2, a segunda divisão), 70% menos pessoas envolvidas, testes antes e depois dos jogos e "bolha de segurança" para atletas e comissões.

As medidas, porém, foram rejeitadas — segundo a federação, em nota, "sob argumentos que fogem de qualquer conceito médico e científico já visto mundialmente no combate à covid-19". A FPF e os clubes se reúnem nesta terça-feira à tarde para discutir a sequência dos campeonatos. O comunicado garante, outra vez, que as três competições serão concluídas "em suas datas programadas".

No caso da Série A1, além do jogo entre São Bento e Palmeiras, outras três rodadas do (quinta a sétima) foram afetadas. Duas partidas da Copa do Brasil, previstas para ocorrer esta semana em São Paulo tiveram que mudar de local. Uma delas - Marília e Criciúma, nesta quarta, às 15h30, transferida para Varginha (MG) - deverá ser impactada pela decisão do governo de Minas. Até o momento, no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o duelo ainda consta no interior mineiro. O outro jogo alterado foi entre Mirassol e Red Bull Bragantino, na quinta-feira (18), às 19h15, levado para Cariacica (ES).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.