De saída do Barça, Messi tem valor anual estimado em quase R$ 1 bi

Decisão de Messi por deixar o Barcelona agitou a internet com centenas de especulações sobre onde ele poderia seguir sua carreira

Lionel Messi está saindo do Barcelona e os números envolvidos são enormes.

Qualquer clube que queira trazer o craque precisará de milhões de dólares para bancar seu salário. E isso sem contar a taxa de transferência de 825 milhões de dólares que o Barça exige — embora a assessoria de Messi argumente que essa taxa não se aplica mais.

Em troca, seu novo clube poderia esperar geração anual de valor de 175 milhões de dólares (959 milhões de reais de acordo com o câmbio de hoje) se o atacante argentino entregar seu costumeiro desempenho, de acordo com o cálculo de Matt Balvanz, vice-presidente de análise da Navigate, consultoria de dados focada em esporte e entretenimento. A conta foi feita da seguinte forma:

Cerca de 2 milhões de camisas oficiais com o nome de Messi são vendidas anualmente por preços que variam de 100 a 200 dólares. Os clubes normalmente embolsam 15% da receita com vestuário, então seu novo time poderia esperar 45 milhões de dólares apenas com a venda de camisas.

Balvanz também cita a receita do Barcelona, que atingiu impressionantes de 960 milhões de dólares em 2019. Supondo que cada um dos 11 titulares do clube seja responsável por igual parcela do faturamento, Messi valeria cerca de 87 milhões de dólares (esse dado inclui a venda de camisas). Com um pouco de ousadia, é aplicada a hipótese de que a contribuição de Messi para a venda de ingressos, direitos na mídia e patrocínios é mais do que o dobro do jogador médio do clube catalão. Assim, Balvanz conclui que Messi vale cerca de 175 milhões de dólares por ano.

É um número e tanto, mas não muito longe do cálculo feito pela Transfermarkt no passado. Em 2018, o website avaliou o profissional argentino em 198 milhões e hoje estima seu valor de mercado em 123 milhões de dólares.

Usando a mesma lógica, a saída potencial de Messi provavelmente tiraria o Barcelona da posição de clube mais rico do futebol mundial. E daria impulso significativo à receita de qualquer time que decidir escalar o jogador de 33 anos que se tornou sinônimo dos sucessos do Barça dentro e fora do campo nos últimos anos. O Manchester City, apontado como favorito para levar o craque, está em sexto lugar no ranking Football Money League, elaborado pela Deloitte.

Newell’s Old Boys sonha com retorno de Messi

Lionel Messi nunca escondeu seu desejo de atuar no clube argentino Newell’s Old Boys, onde começou a jogar ainda criança. Por isso, sua decisão de deixar o Barcelona provocou na quinta-feira uma mobilização de centenas de torcedores nas ruas de sua cidade natal, Rosário.

Centenas de torcedores se mobilizaram pelas redes sociais e se uniram para pedir a Lionel Messi que jogue no Newell’s Old Boys. Os torcedores percorreram diversas avenidas de Rosário agitando bandeiras do clube e cantando ao ritmo das buzinas dos veículos.

“Volta Leo, volte por toda ‘La Lepra’. Isso que você sente, todos nós sentimos. Volte Leo, por favor. Esperamos você de braços abertos. Vamos Leo, vamos. Você é Newell, é a Argentina. Você é tudo, irmão. Vamos, Newell!”

A decisão de Messi por deixar o Barcelona agitou a internet com centenas de especulações sobre onde ele poderia seguir sua carreira. A imprensa esportiva aponta o clube britânico Manchester City como possível destino, para um reencontro com Pep Guardiola. Também se fala em Paris Saint-Germain, time de Neymar e a Inter de Milão, novamente contra Cristiano Ronaldo. Porém a torcida do Newell’s Old Boys não perde a esperança

“Estamos orgulhosos. Se o Messi vem ou não vem, não importa. Queremos agradecer a ele. Acima de tudo, agradecer. Sabemos que em algum momento ele vai voltar ao clube, como Martino, como Bielsa. Que marque a história deste clube. Precisamos dele. Rosário te espera, Leo!”, disse um torcedor apaixonado.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.