Kevin Durant: o herói americano do basquete na vingança contra a França

O cestinha liderou a vitória na final e garantiu a 16ª medalha de ouro dos Estados Unidos no esporte
 (Ethan Miller/Getty Images)
(Ethan Miller/Getty Images)
Por ReutersPublicado em 07/08/2021 13:25 | Última atualização em 07/08/2021 13:25Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Kevin Durant liderou a vitória da seleção norte-americana sobre a França na final do basquete masculino nos Jogos de Tóquio, neste sábado, vingando a derrota da primeira rodada e conquistando a 16ª medalha de ouro dos Estados Unidos no esporte.

Durant, que durante estes Jogos passou Carmelo Anthony como o maior cestinha dos Estados Unidos, fez 29 pontos na vitória por 87 x 82 na Super Arena Saitama.

“Sabe, você termina o trabalho, ganha a medalha de ouro, ganha o troféu, mas quando olha para a jornada, é simplesmente incrível fazer parte de algo tão especial”, disse a estrela do Brooklyn Nets, que agora tem três medalhas de ouro olímpicas.

“Estou ligado a esses caras pelo resto da vida”

A seleção norte-americana havia começado devagar as partidas anteriores, mas manteve a pressão sobre a França com regularidade desta vez. Foram as 18 perdas de bola que acabaram custando caro para a França.

“Os detalhes nos custaram o jogo, com certeza”, afirmou o capitão da seleção francesa, Nicolas Batum. “Você não pode entregar a bola tantas vezes contra esse tipo de time”.

A França conquistou sua terceira medalha de prata no basquete masculino da Olimpíada.

O campeonato atraiu o maior público até agora durante os Jogos na arena ao norte de Tóquio, com as fileiras inferiores cheias até aproximadamente a metade com atletas, autoridades, jornalistas e voluntários no lugar dos torcedores, devido às restrições contra a Covid-19.

Supremacia americana

A seleção norte-americana masculina é historicamente o time a ser batido, com 15 medalhas de ouro desde 1936 antes dos Jogos de Tóquio. O título marca o quarto ouro consecutivo.

Mas o time deste ano se mostrou vulnerável. Perdeu dois amistosos em julho e foi derrotado pela França por 83 x 76 na primeira fase dos Jogos, sua primeira derrota na Olimpíada desde 2004.

“A primeira vez em que jogamos com o elenco completo foi contra a França e perdemos”, disse Jrue Holiday, que anotou 11 pontos para os Estados Unidos. “Então achamos que parecia certo jogar contra eles pelo ouro e retribuir”.

Na partida da medalha de bronze feminina, a França venceu a Sérvia por 91 x 76. Gabby Williams liderou o time francês com 17 pontos, e o país conquistou sua primeira medalha desde o ouro em 2012.

A França foi vencida na semifinal pelo Japão, que enfrentará a seleção feminina dos Estados Unidos pela medalha de ouro no domingo.

A Austrália superou a Eslovênia por 107 x 93 na disputa da medalha de bronze masculina. Para um país com apenas dois milhões de pessoas, a Eslovênia colocou em quadra um time forte em sua estreia olímpica, capitaneado pela estrela do Dallas Mavericks Luka Doncic.

Doncic chegou à disputa do bronze como líder em pontos e assistências nos Jogos. Mas a Austrália se mostrou forte demais neste sábado, erguida por incríveis 42 pontos de Patty Mills.