Katy Perry e Adriana Lima têm visto negado para China

Tanto a cantora como a modelo - que é uma das principais "angels" da Victoria's Secret - participariam do desfile da marca
Victoria Secret's: a modelo baiana é uma das mais famosas da marca (Getty Images/Getty Images)
Victoria Secret's: a modelo baiana é uma das mais famosas da marca (Getty Images/Getty Images)
Por Estadão ConteúdoPublicado em 17/11/2017 13:00 | Última atualização em 17/11/2017 13:00Tempo de Leitura: 2 min de leitura

São Paulo - A edição deste ano do desfile da Victoria's Secret, que será gravado na China na próxima segunda-feira, dia 20, terá algumas baixas em seu casting.

Segundo o jornal norte-americano Page Six, a baiana Adriana Lima, uma das principais "angels" da marca, teve o visto negado por conta de problemas diplomáticos.

As outras brasileiras confirmadas na apresentação ainda não se manifestaram sobre o assunto. Alessandra Ambrósio postou um foto dentro do avião a caminho do país asiático.

Quem também teve a entrada na China negada foi a cantora Katy Perry, que iria se apresentar durante o desfile. Segundo fontes próximas a artista, ela teria tido o visto aprovado, mas depois foi revogado após autoridades verem um vídeo de sua apresentação em Taiwan, em 2015, usando um vestido de girassol - um dos símbolos dos ativistas anti-China. Ela também teria levantando a bandeira taiwanesa durante a apresentação, gesto que foi encarado como ela defendendo o país.

Gigi Hadid teve o mesmo problema, e foi proibida de entrar no país por causa de um vídeo postado por sua irmã, Bella, no qual ela imitava os olhos de Buda. Outras três modelos russas e uma ucraniana também tiveram o visto negado, porém não se sabe o motivo.