Casual

Joias da realeza: as 10 coroas que marcaram a história da Família Real Britânica

Entre os vários itens luxuosos da Família Real estão as coroas e tiaras usadas pelas rainhas e princesas

Elizabeth II: as coroas mais bonitas e icônicas usadas pela rainha. (Serge Lemoine/Getty Images)

Elizabeth II: as coroas mais bonitas e icônicas usadas pela rainha. (Serge Lemoine/Getty Images)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e redatora da Homepage

Publicado em 22 de outubro de 2023 às 18h16.

Que a Família Real Britânica é cercada de mistérios e tradições, muita gente já sabe. Mas o que tem chamado a atenção da mídia, para além das fofocas envolvendo o novo reinado de Charles III e dos príncipes, são as vestimentas da realeza.

As coroas e tiaras da Rainha e das princesas, sobretudo após a morte de Elizabeth II, foram alvo de debate na coroação do rei. A nova rainha consorte, Camilla Parker, utilizou em sua coroação a coroa da avó de Elizabeth II, a rainha Mary, junto do mesmo colar oficial utilizado pela antiga rainha, que possui 25 diamantes e um pingente de 22,48 quilates, feito em 1858.

Mas por trás de todo o luxo, as coroas e joias da realeza também são grandes marcos históricos. Veja abaixo as 10 coroas mais bonitas da Família Real Britânica e quando foram utilizadas.

As 10 coroas mais bonitas da Família Real Britânica

1. Tiara da Duquesa Vladimir

A avó da Rainha Elizabeth II, Mary, foi uma das rainhas consortes que usou as mais bonitas tiaras e coroas da família real. A Tiara da Duquesa Vladimir, usada por Mary, foi originalmente leiloada no século 19 pela esposa do Grand Duque Vladimir Alexandrovich da Rússia. É feita de diamantes e tem um mecanismo que permite que as pedras sejam trocadas ou por esmeraldas ou por pérolas.

2. Tiara de esmeraldas Boucheron Kokoshnik 

No casamento da princesa Eugenie,em 2018, o vestido da noiva teve um "toque a mais" da realeza: Eugenie usou a tiara de esmeraldas Boucheron Kokoshnik, uma peça de mais de um século, criada em 1919 pelo joalheiro francês Boucheron. 

Ele foi feito originalmente para a socialite britânica Dame Margaret Greville, que foi dada como um presente para a Rainha Elizabeth I, mãe da Rainha Elizabeth. Conforme consta no site da Família Real, a tiara é feita com diamantes de lapidação rosa, entrelaçados com platina, e conta com seis esmeraldas de cada lado.

3. Coroa do Estado Imperial

A Rainha Elizabeth II foi corada com uma das coroas mais tradicionais da Família Real: a Coroa do Estado Imperial. A peça luxuosa tem 2.868 diamantes, 269 pérolas, 17 safiras e 11 esmeraldas; tem altura de 31,5 centímetros e pesa quase 1kg.

Com mais de 3 mil pedras, a coroa tem um "valor inestimável", segundo especialistas. "Chamar de inestimável é sensato, mas você pode adicionar tantos zeros quanto diamantes na coleção", disse  Alastair Bruce, especialista nas tradições da Família Real Britânica, em entrevista à BBC.

4. Spencer Tiara

Usada pela princesa Diana, a Spencer Tiara é uma peça da família da primeira esposa do Rei Charles III, mãe dos príncipes Harry e William, que morreu em um acidente de carro.

A tiara foi criada pela Casa Garrard, em 1930, e era um item da família Spencer. Foi usada nos casamentos das irmãs e cunhada de Lady Di.

5. Coroa Parure de Aquamarine Brasileira

Na coleção de joias da realeza consta uma peça enviada diretamente pelo governo brasileiro: a coroa e o colar de aquamarine brasileira. No dia da coroação da Rainha Elizabeth II, o Brasil enviou a ela um colar e um par de brincos com a pedra aquamarine, que combinava com a cor dos olhos da monarca.

Tanto foi o apreço da rainha pela peça que, em 1957, ela demandou que fosse feita uma coroa a ela com a mesma pedra e diamantes. Em 1971, o Governo de São Paulo mandou ainda quatro ornamentos de rolagem de uma aquamarine para compor a coroa.

6. Coroa de Saint Edward

A Coroa de Saint Edward seria a peça mais antiga da coleção da Família Real Britânica, feita em 1661, para a coroação de Charles II. No entanto, a peça original foi destruída durante a Guerra Civil Inglesa - e a versão atual é uma réplica dela.

Usada recentemente pelo rei Charles III, a coroa é feita de ouro maciço, com 2600 diamantes, 17 safiras, 11 esmeraldas, cinco rubis e 269 pérolas, além de possuir detalhes prata e veludo. Ela pesa cerca de 2kg.

7. Coroa da Rainha Mary

Utilizada por Camilla Parker na coroação do rei Charles III, a coroa da Rainha Mary é mais uma das relíquias da realeza. A peça possui 2.200 diamantes e, para a recente coroação, foi alterada com os diamantes Cullinan III, IV e V, presentes na coleção pessoal de joias da falecida rainha Elizabeth II, como uma homenagem.

8. Medalhão Oriental

Entre as peças centenárias está o Medalhão Oriental, uma tiara cujo design foi feito pelo príncipe Albert, marido da rainha Vitória. Em 1851, ele visitou a Grande Exposição e se inspirou em joias indianas para produzir a coroa.

Foi usada poucas vezes pela realeza, sendo uma delas em 2005, em uma viagem a Malta, pela Rainha Elizabeth II.

9. Diadema do Estado

Uma das coroas mais especiais é o Diadema do Estado, feia especialmente para o Rei George IV, em 1820. Feita para cerimônias restritas, foi usada poucas vezes pela realeza, pelas rainhas Vitória, em sua cerimônia de coroação, Isabel II, que a usava em algumas aberturas do parlamento, e Elizabeth II.

Essa coroa foi feita especialmente para o Rei George IV em 1820, feita de ouro e prata. Ela possui mais de 1300 diamantes, incluindo um diamante amarelo de quatro quilates. Também é ornamentada com mais de 190 pérolas e tem cerca de 7,5 cm.

10. Tiara da Rainha Mary Fringe

Outra peça icônica da realeza é a "Queen Mary’s Fringe Tiara", que já foi usada pela Rainha Elizabeth I e II, Princesa Anne e Princesa Beatrice de York.

A peça foi criada em 1919 pela Casa de Garrad, a pedido da avó de Elizabeth II, a rainha Mary. Ela foi feita a partir das pedras de um colar, dado como presente de casamento pela Rainha Vitória, e inspirada no kokoshnik, um chápeu tradicional da Rússia. 

A tiara possui 47 barras cônicas de ouro e prata, com diamantes cravejados.

Acompanhe tudo sobre:Família real britânicaRainha Elizabeth IIRei-Charles-III

Mais de Casual

Após ter sido comprada por R$ 11,4 bi, Supreme é vendida para EssilorLuxottica por R$ 8,15 bi

Novo bar em SP de bartender influente e chef premiada é portal para a alta coquetelaria e boa comida

Arquiteto viraliza no TikTok organizando ambientes com Feng Shui

Como esta mochila tradicional do Japão conta a história do país

Mais na Exame