Issey Miyake morre aos 84 anos; relembre a trajetória do estilista japonês

Além de roupas, Miyake desenvolveu linhas de acessórios como bolsas, relógios e perfumes
Issey Miyake durante a semana de moda de Paris de 1997. (Daniel SIMON/Gamma-Rapho/Getty Images)
Issey Miyake durante a semana de moda de Paris de 1997. (Daniel SIMON/Gamma-Rapho/Getty Images)
J
Julia StorchPublicado em 09/08/2022 às 08:59.

Poucos sabem, mas os suéteres preto de gola alta que Steve Jobs usava tinha assinatura de ninguém menos que Issey Miyake, estilista japonês conhecido por desenvolver peças plissadas que não amassavam. O estilista faleceu devido a um câncer no fígado aos 84 anos na sexta-feira (5). Porém, o anúncio foi feito hoje (9), pelo escritório de Miyake.

Miyake nasceu em Hiroshima, em 1938. e estava na escola quando a bomba atômica atingiu a cidade, ainda que não falasse sobre o ocorrido. Sua mãe faleceu em decorrência da radiação anos mais tarde.

"Quando fecho os olhos, ainda vejo coisas que ninguém deveria experimentar", escreveu o estilista para o New York Times, durante uma campanha para que Barack Obama visitasse Hiroshima. "Tentei, embora sem sucesso, deixá-los para trás, preferindo pensar em coisas que podem ser criadas, não destruídas, e que trazem beleza e alegria. Isso é moderno e otimista", disse.

O estilista fundou a marca homônima em 1970, após trabalhar com Guy Laroche e Givenchy. Miyake também fez parte do grupo de japoneses que revolucionaram a moda nos anos 1980, ao lado de Rei Kawakubo e Yohji Yamamoto.

Além de roupas, Miyake desenvolveu linhas de acessórios como bolsas, relógios e perfumes. Em 1997 ele se aposentou das criações para se dedicar à pesquisa.

Os projetos do estilista podem ser encontrados em museus como o Victoria & Albert, em Londres, o Museu de Arte Moderna de Nova York e o Museu de Arte da Filadélfia.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos pra você aproveitar seu tempo livre com qualidade