Casual
Acompanhe:

Inverno quente coloca estações de esqui em apuros na Europa

Muitas estações alpinas de esqui tiveram de fechar algumas ou todas as suas pistas devido às temperaturas inusitadamente elevadas neste início do ano

Dois esquiadores usam um teleférico no resort Peyragudes, no sudoeste da França. (AFP/AFP)

Dois esquiadores usam um teleférico no resort Peyragudes, no sudoeste da França. (AFP/AFP)

A
AFP

11 de janeiro de 2023, 08h00

Muitas estações alpinas de esqui tiveram de fechar algumas ou todas as suas pistas devido às temperaturas inusitadamente elevadas neste início do ano. Abaixo estão algumas das regiões mais afetadas.

Áustria

Dezenas de estações foram forçadas a fechar as portas neste país da Europa Central. Outras tiveram que reduzir seus serviços e baixar os preços de seus passes.

Por outro lado, as reservas seguem estáveis, segundo Walter Veit, presidente de uma associação hoteleira que reúne estabelecimentos de alto padrão, principalmente. O responsável avisa que esses números podem retroceder em janeiro.

Também foi registrada uma diminuição na quantidade de pessoas que fazem passeios de um dia para esquiar.

França

Menos da metade das pistas estavam abertas durante a semana passada, segundo a Domaines Skiables de France (DSF), organização que representa os gestores de 250 estações de esqui no país.

As condições meteorológicas obrigaram o cancelamento ou adiamento de várias competições e eventos esportivos programados para este período.

A corrida no gelo de carros e motos chamada Troféu Andros, marcada para os dias 13 e 14 de janeiro na estação de Tignes, nos Alpes, teve de ser cancelada.

Em Contamines, mais ao norte, próximo à fronteira com a Suíça, o mundial de esqui telemark, que também seria realizado neste mês, foi adiado para fevereiro.

E no Ain, ainda mais ao norte, a corrida de cães de trenó da Retordica foi cancelada.

Itália

No centro da Itália, as estações de esqui nos montes Apeninos estão fechadas. As temperaturas não baixaram o suficiente e nem mesmo a neve artificial se consolidou.

Os agentes turísticos da região solicitaram uma reunião urgente com o governo para encontrar uma solução para os cancelamentos de turistas, que afetam a venda de passes e aulas de esqui.

Suíça

Na Suíça, cerca de metade das estações de esqui fecharam total ou parcialmente, especialmente as instalações menores localizadas em altitudes médias e baixas.

Em relação a 2021, as reservas em áreas montanhosas permaneceram estáveis durante as férias de final de ano, informa o serviço de turismo suíço. No entanto, os passes de um dia caíram 8%, acrescenta.

As receitas das empresas de teleféricos caíram 9% por conta das altas temperaturas neste ano, segundo dados da organização, que representa 350 das 500 operadoras da Suíça.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.