Hummer EV: dirigimos a picape elétrica gigante que faz inveja a Tesla e Ferrari

Novidade tem inspiração nos jipões militares e tem fila de espera nos Estados Unidos até 2024; preços chegam a US$ 112.000
Picape é praticamente 60 cm maior que um Hyundai HB20 (GM/Divulgação)
Picape é praticamente 60 cm maior que um Hyundai HB20 (GM/Divulgação)
G
Gabriel Aguiar, de Milford (EUA)Publicado em 13/08/2022 às 10:00.

Esqueça a ideia de que os carros elétricos são focados (apenas) em eficiência: o novo Hummer EV é tão grande que a GM ressuscitou uma marca de jipões militares que faziam sucesso com rappers e celebridades justamente por conta do tamanho. Mas, por incrível que pareça, existe uma boa dose de racionalidade nesse novo gigante, que recebeu recursos inéditos para trilhas e tem desempenho de fazer inveja a superesportivos da Ferrari. Não por acaso, a fila de espera irá até 2024.

VEJA TAMBÉM

Esse projeto só é possível graças a uma nova estrutura de veículos elétricos, desenvolvida pela GM, que permite construir qualquer modelo sobre uma única base. Ou seja, é praticamente um skate com motores e bateria; o que muda é a carroceria em cima. Não por acaso, o compartilhamento de componentes básicos diminui os custos e promete revolucionar o mercado automotivo.

GMC Hummer EV

Mesmo pesando mais de quatro toneladas, o Hummer EV acelera mais rápido que uma Ferrari (GM/Divulgação)

E se o benchmark desse segmento é a Tesla, o novo Hummer EV saiu à frente da picape Cybertruck, já prometida pela rival desde 2019 (e, por enquanto, sem confirmação de quando chegará às lojas). Só não espere encontrar a gigante pelas ruas tão cedo: para dirigir a estreante, Exame CASUAL teve de viajar até Milford, nos Estados Unidos, onde está o laboratório de testes da empresa.

Para ter ideia do tamanho, o elétrico da GM mede 5,5 metros de comprimento – praticamente 1,25 m mais que um Jeep Renegade – e 2,01 m de altura. Só que a maior prova desse exagero é a largura de fazer inveja à grandalhona RAM 3500, de “apenas” 2,12 m e 26 cm menos que o Hummer EV. E o estilo de tanque de guerra também esconde duas camadas de baterias sob a carroceria.

GMC Hummer EV

Há três motores elétricos que distribuem a força para todas as rodas (GM/Divulgação)

É verdade que a picape pesa mais de 4 toneladas, ou seja, praticamente quatro VW Gol empilhados. Só que os três motores elétricos (um dianteiro e dois traseiros) entregam 1.013 cv de potência, que é praticamente o dobro da Ferrari Roma, que tem 620 cv. É suficiente para acelerar de 0 a 97 km/h em aproximadamente 3 segundos. E a autonomia não decepciona: são mais de 563 km.

Para quem realmente se aventurar fora de estrada, há desde modos de condução capazes de mudar todas as características de suspensão, motores e controles eletrônicos até uma inédita função capaz de girar todas as rodas para andar praticamente de lado – batizada de “caranguejo”. E ainda existem câmeras de 360° para ajudar nas trilhas, além dos tradicionais bloqueios de diferenciais.

GMC Hummer EV

Ambas as telas se destacam na cabine da picape (GM/Divulgação)

E como é dirigir esse grandalhão? No ambiente controlado, o tamanho de caminhão não incomoda e bastam alguns minutos para se acostumar às manobras. Mas é claro que a sensação deverá ser bem diferente para quem decidir enfrentar o trânsito caótico de São Paulo. O que não falta é conforto, já que tudo segue a cartilha americana: da direção macia aos bancos que parecem sofás.

Quem tiver o privilégio de ser convidado para passear no Hummer EV terá à disposição muito espaço para pernas e cabeça (sem nenhuma preocupação de esbarrar os ombros em quem estiver ao lado), além de recursos práticos, como tomada com padrão doméstico. E, para um utilitário com proposta tão rústica, o acabamento é surpreendentemente bom. Dá até inveja ao Jeep Wrangler.

GMC Hummer EV

Acabamento tem materiais macios ao toque por todas as partes (GM/Divulgação)

Entre as soluções bem-pensadas pela GM, há o teto de plástico transparente que pode ser removido em três partes. Por conta dessa característica, a picape é considerada um conversível para as leis dos Estados Unidos. Por outro lado, a eletrificação permitiu alguns milagres inimagináveis para os carros com motor a combustão, como é o caso do porta-malas na dianteira, debaixo do capô.

Por aqui, ainda não existe previsão de chegada para o Hummer EV. Mas, considerando que nenhum dos modelos da marca realmente chegou ao Brasil e, ainda assim, é relativamente fácil encontrar os gigantes nos classificados, é muito provável que esse problema será contornado pelos importadores independentes. Só vale preparar o bolso: por lá, os preços passam dos 112 mil dólares.

GMC Hummer EV

Teto é transparente e removível em três partes separadas (GM/Divulgação)

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.