Hard Rock planeja 6 hoteis para crescer no Brasil na pandemia

Empreendimentos da marca americana, em parceria com a desenvolvedora VCI, pretendem atrair investidores com novo modelo multipropriedade

A relação do Brasil com as grandes redes internacionais do setor de serviços, como restaurantes e hoteis, é marcada por idas e vindas. Razões não faltam: custos elevados de operação, burocracia e baixo crescimento são alguns dos motivos que explicam saídas temporárias do país, como aconteceu com a Dunkin’ Donuts alguns anos atrás e chegou a se colocar em planejamento com os australianos do Outback antes da pandemia.

Como aproveitar a retomada para ganhar com imóveis? A EXAME Academy fará de você um especialista no setor

Por outro lado, o tamanho do mercado doméstico e o sucesso conquistado por redes como McDonald’s e Starbucks servem como argumentos para quem aposta no país. O mais novo representante desse movimento é o famoso Hard Rock, marca americana de lifestyle, hoteis e restaurantes que planeja a abertura de seis hoteis nos próximos anos. O aumento da presença no país vai se dar por meio de uma parceira, a VCI, uma incorporadora e desenvolvedora de projetos multipropriedade no segmento de alto padrão.

Os projetos mais avançados são o Hard Rock Hotel Fortaleza, na praia de Lagoinha, no Ceará, e o Hard Rock Ilha do Sol, em Sertaneja, na região de represas ao norte de Londrina, no Paraná, quase na divisa com o estado de São Paulo. Ambas as unidades haviam alcançado mais de 760 milhões de reais em vendas em novembro (dado mais recente divulgado). Os dois empreendimentos têm VGV (valor geral de vendas) projetado de 1,5 bilhão de reais.

A VCI contratou no ano passado a BN Engenharia, construtora do Grupo Bueno Netto, para acelerar a execução das obras do Hard Rock Hotel Fortaleza, em um contrato de 85 milhões de reais. É a unidade cujas obras estão em estágio mais avançado. O Hard Rock Hotel de Fortaleza tem previsão de entrega no fim deste ano, e o da Ilha do Sol, em 2022.

Haverá uma unidade também em São Paulo, o Hard Rock Hotel São Paulo (nome provisório), localizado na avenida Paulista, no prédio do grupo japonês Sumitomo.

As demais unidades em desenvolvimento são em Foz do Iguaçu (Paraná), Natal (Rio Grande do Norte) e Recife (Pernambuco). Quando entregues, os hoteis terão a operação a cargo da própria Hard Rock.

Quitação de debêntures e fundo de Cingapura

As receitas com as vendas para Fortaleza e Ilha do Sol permitiram que a VCI, por sua vez, quitasse integralmente suas debêntures antes do período de carência, com 22 meses de antecedência, e retirasse todos seus papéis de circulação na B3. No fim do ano passado, a empresa obteve um empréstimo de 400 milhões de reais com um fundo de Cingapura, com parte conversível em ações, avaliando a VCI em mais de 2 bilhões de reais.

Além da expansão por meio de hoteis, a Hard Rock tem quatro restaurantes no país, em Gramado (Rio Grande do Sul), Curitiba (Paraná), Ribeirão Preto (interior de São Paulo) e Fortaleza, que são administrados diretamente pela marca.

Modelo multipropriedade

A VCI comercializa cotas individuais dos apartamentos dos hoteis no Ceará e no Paraná, a um preço de entrada que na unidade de Fortaleza gira em torno de 60.000 reais. Ele dá direito ao registro de propriedade e a duas semanas de hospedagem por ano, uma vez que são negociadas 25 cotas por apartamento. Caberá ao proprietário usufruir do imóvel no período determinado ou rentabilizar por meio de um pool gerenciado pela VCI para aluguel.

Nos meses de crise mais aguda por causa das medidas de distanciamento social, a VCI lançou a startup 2Share, uma plataforma com um novo modelo de vendas online e franquias para empreendedores imobiliários. É um projeto que estava em desenvolvimento havia um ano e meio com a consultoria de negócios Cherto, do experiente Marcelo Cherto.

O modelo lançado em 2020 funciona com dois tipos de franquia. A primeira é uma microfranquia online para corretores individuais, pensada para gerar renda para microempreendedores durante a pandemia. Já o segundo modelo projeta uma loja física, com atendimento presencial tanto em pontos de rua como em shoppings.

O lançamento da startup praticamente fez dobrar as vendas online das frações da bandeira Hard Rock no Brasil — os números totais de 2019 foram superados em agosto do ano passado — e isso valorizou as cotas em 44%.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.