Globo de Ouro terá cerimônia privativa, sem transmissão ao vivo

No ano passado, a rede NBC desistiu de televisionar o evento após críticas à Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês), que escolhe por votação os prêmios anuais de cinema e televisão
 (Reuters/Mario Anzuoni)
(Reuters/Mario Anzuoni)
Por ReutersPublicado em 07/01/2022 11:54 | Última atualização em 07/01/2022 11:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A cerimônia de premiação do Globo de Ouro no domingo será privativa, sem nenhuma transmissão ao vivo neste ano, disseram os organizadores, enquanto preparam um evento reduzido e sem tapete vermelho após uma polêmica no ano passado.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importantes em tempo real.

Os dramas "O Ataque dos Cães" e "Belfast" lideram as indicações, com sete cada, e os vencedores serão anunciados pela internet.

No ano passado, a rede NBC desistiu de televisionar o evento após críticas à Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês), que escolhe por votação os prêmios anuais de cinema e televisão -- um dos maiores eventos de premiação antes do Oscar.

A HFPA foi criticada por falta de diversidade racial entre seus membros e os críticos levantaram questionamentos sobre a natureza próxima das relações de seus membros com os estúdios de cinema, questionando se podem ter influenciado as escolhas de indicados e vencedores.

Em outubro, a HFPA disse ter convidado 21 novos membros, seis deles negros.

O rapper e ator Snoop Dogg anunciou os indicados para a 79ª edição do Globo de Ouro no mês passado.

Os indicados incluem Lady Gaga, por "House of Gucci", Nicole Kidman, por "Being the Ricardos", Will Smith, por "King Richard", Kristen Stewart, por "Spencer" e Denzel Washington por "A Tragédia de Macbeth".

Na categoria televisão, o drama "Succession" lidera a corrida com cinco indicações.