Frio no Brasil acende alerta sobre uso de aquecedores domésticos; entenda

Equipamentos podem ter vazamento de monóxido de carbono e ser risco para explosões se não forem usados de forma correta
 (Alexander Spatari/Getty Images)
(Alexander Spatari/Getty Images)
Por Agência O GloboPublicado em 19/05/2022 15:11 | Última atualização em 19/05/2022 15:11Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A frente fria que chegou no Brasil esta semana acende o alerta para o uso dos aquecedores domésticos, que, alimentados com gás, podem colocar a vida das pessoas em risco. Quanto mais antigo, mais vazamentos o aparelho pode ter, sendo importante fazer manutenções periodicamente. Para evitar acidentes, saiba como usar corretamente os equipamentos e como identificar possíveis defeitos.

Se estiver fora das condições ideais de instalação, os aquecedores podem ser uma ameaça grave devido à liberação de monóxido de carbono, que não tem cheiro nem coloração. Os níveis elevados dessa substância no sangue podem levar à baixa pressão, insuficiência respiratória, coma e até à morte. Por causa disso, é importante instalar e usar o equipamento em ambientes com ventilação, como próximo a janelas e basculantes.

Além disso, se estiver com algum defeito, o aquecedor pode ter vazamento de gás encanado, o que gera riscos de explosão e incêndio.

Para prevenir um vazamento de gás é importante fazer a manutenção das tubulações, conferindo se elas não estão em contato com cabos elétricos, além de evitar colocar materiais inflamáveis ou corrosivos próximo ao equipamento.

A instalação dos aparelhos deve ser feita priorizando os cômodos mais ventilados, já que o oxigênio do ambiente é consumido durante o processo de combustão que acontece dentro dos aquecedores. Dessa forma, a renovação do ar ajuda a evitar que os moradores tenham asfixia.

Recomendações gerais para uso do aquecedor:

Deixar as janelas sempre abertas para manter o ambiente bem ventilado;

Deixar o espaço entre a porta e o chão em no mínimo 3 centímetros de distância;

Colocar uma veneziana de até 80 centímetros de altura na porta;

Manter a manutenção da tubulação sempre em dia, com uma vistoria no mínimo a cada 2 anos.

LEIA TAMBÉM:

Como fazer o chocolate quente perfeito? Dicas definitivas para não errar

Distrito Federal registra menor temperatura da história

Onda de frio e neve: 5 dicas para economizar na conta de luz