Fórmula 1 presta homenagem no aniversário da morte de Ayrton Senna

Brasileiro morreu há exatos 28 anos, no dia 1º de maio de 1994, após um grave acidente durante o GP de San Marino
 (Noiro Koike/Reprodução)
(Noiro Koike/Reprodução)
Por Agência O GloboPublicado em 01/05/2022 12:54 | Última atualização em 01/05/2022 12:54Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna morreu há exatos 28 anos, no dia 1º de maio de 1994, após um grave acidente durante o GP de San Marino, em Ímola. A data movimentou as redes sociais das principais equipes da competição de automobilismo, que prestaram homenagens ao ídolo brasileiro.

A Fórmula 1, por meio de sua conta oficial no Twitter, publicou uma foto do ex-piloto dentro de um carro com capacete verde e amarelo que marcou sua carreira ao fundo. Na legenda, a lembrança do talento de Senna e da multidão de fãs.

"Um talento único, idolatrado por milhões. Para sempre lembrado. #SennaSempre".

A McLaren, equipe que Senna defendeu por mais temporadas (entre 1988 e 1993) e pela qual conquistou os três títulos mundiais (1988, 1990 e 1991), também homenageou o ex-piloto brasileiro:

"Para muitos, o maior piloto que já viveu", escreveu a montadora, que ainda publicou uma série de fotos, destacando a o talento de Senna além das pistas.

A Ferrari também homenageou Senna. O brasileiro nunca pilotou pela equipe, mas dizia que este era um de seus sonhos.

A montadora também publicou em suas redes sociais frases dos pilotos Carlos Sainz e Charles Leclerc explicando a relação com Senna:

"Meu pai era fã do Ayrton e, crescendo, ele se tornou meu herói também", disse Leclerc.

"Acho que todo esportista entende o quão especial o Ayrton Senna era", afirmou Sainz.