Casual
Acompanhe:

Família Lemann vira acionista da marca de calçados de Roger Federer

O tenista Roger Federer, 20 vezes campeão de Grand Slam que investiu na marca On Running em 2019, é vizinho de Jorge Paulo Lemann na Suíça

 (On/Divulgação)

(On/Divulgação)

B
Bloomberg

Publicado em 14 de fevereiro de 2022, 09h00.

Última atualização em 14 de fevereiro de 2022, 18h56.

Duas das mais ricas famílias brasileiras emergiram como principais acionistas de uma fabricante suíça de artigos esportivos de US$ 8,6 bilhões, empresa que tem Roger Federer como acionista e que vende um par de tênis de US$ 200 com o nome da lenda do tênis.

Tenha acesso agora a todo material gratuito da EXAME para investimentos, educação e desenvolvimento pessoal.

Marc Lemann, filho do fundador da 3G Capital, Jorge Paulo Lemann, e Carlos Alberto Sicupira, que co-criou a 3G com Lemann, agora detêm uma participação combinada direta de US$ 1 bilhão na On Holding AG, de acordo com documentos regulatórios. As ações -- cerca de 14% da On -- foram distribuídas para os dois ao longo dos últimos dois meses e antes estavam dentro de uma fatia maior detida pela Point Break Capital, uma empresa de investimentos administrada pelo ex-sócio 3G Alex Perez, que investe na On desde 2016.

A mudança fez das famílias Lemann e Sicupira dois dos maiores acionistas diretos da On e destaca os laços improváveis ​​entre a lenda do tênis e os brasileiros que, via a 3G Capital, assumiram o controle de gigantes globais de alimentos como Kraft e Burger King.

Federer, 20 vezes campeão de Grand Slam e que investiu na On em 2019, é vizinho de Jorge Paulo Lemann na Suíça. Eles se aproximaram pelo amor ao tênis e agora são amigos há mais de uma década.

“Jorge Paulo tem uma família adorável e, com o tempo, fomos nos conhecendo”, disse Federer, 40, em um evento do Credit Suisse na terça-feira, em que ele e Lemann, 82, foram palestrantes.

“Ele também tem uma quadra de tênis em casa que eu aproveitei em várias ocasiões para me preparar para os torneios”, acrescentou Federer, que ajudou a criar para a On a linha “The Roger.”

Um representante da Point Break, que tem sede em Miami, disse que a transferência de ações para empresas controladas por Sicupira e Marc Lemann fazia parte de um acordo pré-estabelecido depois que a On se tornou negociada publicamente ano passado. As famílias Sicupira e Lemann continuam entre os principais apoiadores da Point Break, que planeja permanecer sendo uma investidora de longo prazo na On, acrescentaram.

As ações da On subiram cerca de 16% desde sua oferta pública inicial em setembro, quando a empresa com sede em Zurique levantou mais de US$ 800 milhões.

Jorge Paulo Lemann tem uma fortuna de cerca de US$ 22 bilhões por meio de investimentos da 3G, incluindo participações na fabricante de Budweiser Anheuser-Busch InBev e Kraft Heinz, enquanto Sicupira tem um patrimônio de US$ 9 bilhões também via 3G, segundo Bloomberg Índice de bilionários.

Marc Lemann e Sicupira não responderam aos pedidos de comentários.