Casual

Festival cria 'Cidade da Moto' e deve receber 800 mil pessoas e 350 mil motocicletas: veja detalhes

Brasília será palco do Capital Moto Week, um dos maiores festivais de motos e rock da América Latina

Capital Moto Week: evento realizado em Brasília. (Divulgação/Divulgação)

Capital Moto Week: evento realizado em Brasília. (Divulgação/Divulgação)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 25 de junho de 2024 às 14h25.

Última atualização em 25 de junho de 2024 às 17h18.

De 18 a 27 de julho, Brasília será palco do Capital Moto Week, um dos maiores festivais de motos e rock da América Latina. Com uma verdadeira 'Cidade da Moto', o evento ocupará 300 mil metros quadrados do Parque de Exposições da Granja do Torto. A expectativa é receber 800 mil pessoas, 350 mil motos e mais de 1,8 mil motoclubes de todo o mundo.

O festival reúne uma legião de apaixonados por motociclismo e rock. Em 2023, mais de 840 mil pessoas e 350 mil motos circularam pelo complexo, como lembra Pedro Franco, CEO do Capital Moto Week. "Mais do que asfalto, motor e óleo, para nós e nosso público, o Capital Moto Week é um estilo de vida”, afirma.

Este ano, o evento adota o mote "Desperte Seu Lado Moto Week", convidando todos a descobrirem seu lado moto. O festival oferece diversas experiências para proporcionar conforto, bem-estar e entretenimento de alta qualidade a um público exigente, majoritariamente composto por pessoas acima de 30 anos e financeiramente estabelecidas.

Atrações e Programação

O line-up traz diversidade e energia para os 10 dias de programação com mais de 100 shows de rock. A curadoria do Capital Moto Week selecionou 85 bandas de todas as regiões do Brasil, que se apresentarão nos cinco palcos da Cidade da Moto. Somando os oito headliners (Raimundos, CPM 22, Humberto Gessinger, Sepultura, Detonautas, Call The Police, Fernanda Abreu e Blitz), o festival contará com mais de 110 shows, prometendo despertar o chamado espírito Moto Week.

Capital Moto Week em números

  • 846 mil pessoas de público circulante
  • 370 mil motos passaram pelo complexo
  • 100 shows com 72 bandas nos 5 palcos temáticos
  • 298 mil m² de área, o equivalente a 25 Maracanãs
  • 1,8 mil motoclubes
  • 34 mil motos no passeio motociclístico
  • 12 mil postos de trabalho diretos e indiretos
  • R$ 17 milhões de investimento para realizar o Festival
  • R$ 62 milhões foi a movimentação na economia do DF
  • 98% de taxa de ocupação da rede hoteleira de Brasília
  • 6 milhões de pessoas de 10 países já passaram pelo CMW desde 2004
  • 90 ações ambientais e sociais
  • 6,4 toneladas de alimentos arrecadadas com Ingresso Solidário

*Dados consolidados em 2023.

Ingressos

Motociclistas sem garupa e pilotando não pagam. Motos com garupa entram grátis de segunda a sexta-feira até as 18h e, aos sábados e domingos, até as 15h. Crianças de até 12 anos não pagam, desde que acompanhadas por um responsável.

Os ingressos de pedestre custam R$ 180 a inteira, no segundo lote, R$ 90 a meia, também no segundo lote, e R$ 120 o ingresso solidário no segundo lote, mediante doação de lixo eletrônico ou 1kg de alimento não perecível. A venda online é feita no site da BilheteriaDigital.com.

Acompanhe tudo sobre:MotosMotociclismo

Mais de Casual

Estes são os cinco perfumes mais caros já fabricados

4 métodos de preparo de café para aproveitar o inverno

Dia da Pizza: 20 restaurantes para comemorar a data em São Paulo

Moscow Mule ganhou fama no Brasil por toque sutil de bartender; agora, ele lança versão em garrafa

Mais na Exame