Entregador vítima de racismo ganha duas motos — de Ceará e Huck

O humorista Ceará, do SBT, se antecipou ao apresentador da Globo e presenteou o motoboy Matheus Pires na semana passada. A moto de Huck chegou nesta segunda

Matheus Pires foi vítima de racismo ao fazer uma entrega em um condomínio em Valinhos, no interior de São Paulo, na sexta-feira, 7 de agosto. O episódio virou motivo de indignação nacional. No mesmo dia, Luciano Huck prometeu dar a ele uma moto nova. O presente foi entregue nesta segunda-feira, 10.

“E aí, galera! Estou aqui com o presente do Luciano Huck”, disse o entregador.

Antes, no fim de semana, o humorista Matheus Ceará se antecipou e, no dia seguinte ao à agressão, localizou o entregador, que mora em Campinas, próximo à cidade de Valinhos. Ceará estava junto com o produtor de eventos Douglas Oliveira. O comediante do SBT presenteou seu xará com uma moto Factor, da Yamaha, de 150 cilindradas. “Nós é ligeiro ou não é?”, comentou Ceará nos stories da sua conta no Instagram, junto com Matheus Pires.

Eles entraram no carro de Ceará e foram conversando, em direção à concessionária. No caminho, Matheus Pires foi falando dele. “Quem é o Matheus?”, perguntou o comediante. “O Matheus é esse cara que você está vendo, que trampa de motoboy, é testemunha de Jeová, então aprendeu a ser modesto, a ser calmo”, respondeu. “É casado, tem filho?”, continuou Ceará. “Sou solteirão na vida, manda mensagem aí”, brincou o entregador.

“Não é uma moto igual a que o Luciano Huck vai dar”, brincou Douglas Nascimento, ao se aproximarem da revendedora. “Eu estou dando a moto para o moleque trabalhar e o Luciano Huck tem que dar a moto para ele de passeio. Tem que ser uma 1.100 cilindradas, viu Luciano, uma BMW”, provocou Matheus Ceará.

Matheus Pires contou que a moto que ele usava teve com o motor fundido. Para trabalhar, estava usando a moto do pai. “Agora tá rolando moto de tudo quanto é lugar pra mim”, brincou. “Isso já mudou a minha vida.”

Na concessionária, Matheus subiu na moto vermelha, com gosto. “Vou cair dela”, disse, rindo. Ceará disse que o documento ficaria por conta de Douglas Oliveira, que concordou, bem-humorado.

No fim dos stories, Matheus Pires aparece agradecendo pelo apoio de todos e pela valorização dos motoboys. “Obrigado a todos que estão me seguindo, estou famoso”, riu.

O triste episódio de racismo está rendendo popularidade ao entregador. Matheus Pires já tem 1,9 milhão de seguidores do Instagram. Na bio de sua conta consta já um contato de assessoria de imprensa. Um desdobramento até agora feliz de uma situação trágica e, infelizmente, cotidiana.

 

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.