Entenda as diferenças entre república e coliving

Conceito de moradia compartilhada tem transformado a maneira das pessoas morarem e conviverem

São Paulo – Assim como o coworking, o coliving tem transformado a maneira das pessoas morarem. No Brasil, projetos com a proposta de moradia compartilhada têm ganhado adeptos desde 2016, quando as primeiras opções começaram a surgir por aqui. Mas o que diferencia as famosas repúblicas do coliving?

De acordo com Cecília Rodrigues Maia, diretora de propriedades da incorporadora Gamaro, a república e o coliving têm como princípio a divisão de espaço e a convivência, no entanto, apesar da semelhança, existe uma série de fatores que os diferenciam.

Confira a seguir as principais diferenças entre república e coliving:

Privacidade

Nas repúblicas, o mais comum é a divisão de uma casa ou um apartamento em que cada um dos moradores recebe o direito de ter um quarto privativo ou compartilhado com colegas e todo o restante da casa é dividida. Já no coliving, a privacidade é um pouco maior, uma vez que os pequenos apartamentos contam com quarto, sala, banheiro e em alguns casos até uma mini-cozinha.

Despesas

A divisão das contas, como aluguel, água, luz e internet, costuma ser repartida entre seus moradores na república. Já quem opta pelo coliving paga um valor fixo à administradora do espaço e nada mais.

Mobília

Na república, a mobília costuma ser de responsabilidade de cada um. No coliving, o pequeno espaço já vem equipado, alguns, inclusive, contam com geladeira, micro-ondas e até fogão.

Serviços

A república tem como principal objetivo ser uma opção de dormitório para estudantes e pessoas que trabalham em outra cidade, por isso não oferecem, normalmente, serviços adicionais. Já o coliving costuma atender um perfil diferente de público que, além de dormitório, procura novas maneiras de interação e convivência.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.