Casual
Acompanhe:

Dia Internacional do Macarrão: 11 restaurantes para comemorar a data em São Paulo

Versátil, o macarrão pode ser servido em diversas versões, seja um soba gelado ou um clássico carbonara. Confira diferentes sugestões

Cacio Pepe do Modern Mamma Osteria. (Rodolfo Regini/Divulgação)

Cacio Pepe do Modern Mamma Osteria. (Rodolfo Regini/Divulgação)

J
Julia Storch

25 de outubro de 2022, 08h49

O macarrão brilha nos almoços de domingo em família e está presente na cozinha dos grandes chefs. De tão versátil, o macarrão tem até uma data em sua homenagem, hoje (25) se celebra o Dia Internacional do Macarrão.

A efeméride foi criada em 1995, durante o Congresso Mundial da Pasta, em Roma, na Itália. E, embora os italianos sejam os principais responsáveis por difundir esse alimento pelo mundo, se engana quem atribui sua paternidade única e exclusivamente a eles.

Há os que dizem que a história começa na China, outros atribuem sua origem aos antigos gregos ou mesmo árabes. O fato é que hoje a combinação de farinha de trigo e água está presente em praticamente todas as mesas do mundo. Segundo estudo da Organização Mundial da Pasta (IPO), 16,9 milhões de toneladas de massa foram produzidas no ano passado.

Para que essa data não passe batido, Casual Exame selecionou restaurantes que servem diversas versões de massas.

Modern Mamma Osteria

Opções para comemorar a data não faltam no restaurante dos brilhantes chefs Paulo Barros e Salvatore Loi. A casa moderninha, mas com massas ótimas a preços justos, tem como excelente opção o clássico Cacio Pepe, feito com rigatone (R$ 61).
Serviço: Rua Manuel Guedes, 160 – Itaim Bibi. (11) 930838387. Rua Ferreira de Araújo, 342 – Pinheiros. De segunda a Sexta, das 12h às 15h e das 18h30 às 23h. Sábado das 12h às 23h e Domingo, das 12 às 21h.

Fasano

Capelli d'angelo com tartufo, do Fasano. (Bruno Gerardi/Divulgação)

No restaurante, o destaque para o cabelo de anjo com lula, bottarga e ervilhas (R$ 165), o spaghetti com frutos do mar e molho de tomate (R$ 226) ou o pappardelle com cogumelos porcini e creme de queijo grana padano (R$ 250).

Já no Trattoria, restaurante pertencente ao grupo Fasano, podemos encontrar outras versões de massa, como o spaghetti ala carbonara, feito com parmesão, gema de ovo e guanciale (R$ 99), o spaghetti com tomate confit e creme de burrata (R$ 99), rigatone com molho a bolognesa (R$ 109), o penne com molho de tomate, berinjela e ricota seca (R$ 109), entre outros.
Serviço: Fasano: Rua Vitório Fasano, 88 - Hotel Fasano - Jardim Paulista. (11) 3896 4000/3062 4000. De segunda a quinta, das 19h às 22h. Sexta e sábado, das 19h à 01h. Domingo, das 12h às 17h
Trattoria Fasano: Rua Iguatemi s/n – Itaim-Bibi. (11) 3167-3322. De segunda a sexta das 12h às 15h e quarta a sexta das 19h às 22h. Sábado das 19h às 22h e Domingo 12h às 18h

Piccini

Pappardele com javali do Piccini Cucina. (Divulgação/Divulgação)

O restaurante italianíssimo com ambiente acolhedor, deixa as vistas dos clientes a fabricação de massas, para já dar água na boca dos comensais. Uma boa opção é o Pappardelle al Ragu di Javali e azeitonas (R$ 99).
Serviço: Rua Vitório Fasano, 49 Jd Paulista. (11) 3476-3376/3476-3393. Reservas contato@restaurantepiccini.com. De segunda a quinta das 12h às 15h e das 19h às 00h e Sexta a Dom 12h às 16:30h e das 19h às 00h.

Nonna Rosa

Clássico Carbonara. (Gustavo Steffen/Divulgação)

A casa sucesso do Jardins que tem a frente o restauranteur Marcelo Muniz – que em breve abre mais um restaurante na região – tem no menu o La Carbonara, feito com pancetta, pimenta preta, parmigiano reggiano e finalizado com gema de ovo caipira (R$ 74).
Serviço: Rua Padre João Manuel, 950. (11) 2369-5542. De segunda a quarta das 12h às 16h e 19h às 23h, quinta e sexta das 12h às 16h e 19h à 00h, sábado das 12h à 00h e domingo das 12h às 17h.

Hospedaria

Macarrão à bolonhesa da Hospedaria. (Mário Rodrigues/Divulgação)

Comfort food é a palavra de ordem no restaurante do chef Fellipe Zanuto, dedicado o resgate da comida de família dos imigrantes que chegaram em São Paulo. Uma boa pedida é a massa à bolonhesa, feita com macarrão parafuso, creme de queijo e manjericão, finalizado no forno à lenha (R$ 59).
Serviço: Rua Borges de Figueiredo, 82 – Mooca. (11) 2291-5629. De segunda das 12h às 15h, terça a quinta das 12h às 15h e 18h às 22h, sexta a sábado das 12h às 23h e domingo das 12h às 17h.

Tantin

Macarrão Pantaneiro do Tantin. (Rodolfo Regini/Divulgação)

Quem quer experimentar a massa porém com inspiração brasileira, vale aproveitar o menu do Tantin, do chef Marco Aurélio Sena, que tem o Macarrão Pantaneiro, com carne de sol, linguiça curada, cerveja, tomate, cebola e cheiro verde (R$ 54).
Serviço: Rua dos Pinheiros, 987 - Pinheiros. (11) 3034-3082. Segunda 12h às15h, terça e quarta das 12h às 23h, quinta a sábado 12h às 1h domingo 12h às18h.

Bottega 21

Rigatoni do Bottega 21. (Raul da Motta/Divulgação)

Quem disse que bar não é lugar para se comer macarrão? O Bottega 21, que tem na cozinha o chef Alexandre Vorpagel, tem o Rigatoni al Pomodoro, Nduja servido com bola de muçarela de búfala, raspas de limão siciliano e manjericão (R$ 48).
Serviço: Rua dos Pinheiros, 1308 – Pinheiros. (11) 99342-2332. De segunda a sábado, das 18h às 2h.

Ícone Asiático

Soba Gelado, Ícone Asiático. (Estúdio Cumaru/Divulgação)

O pequeno restaurante, de apenas 16 lugares, dos chefs Alexandre Ortigoso e Roberto Satoru serve um delicioso prato para os amantes de macarrão e comida oriental: o Soba gelado feito com macarrão de trigo sarraceno servido com caldo feito na casa, porém frio (R$ 30).
Serviço: Rua Fidalga, 79 – Pinheiros. (11) 2667-6217. De terça a sexta das 12h às 15h, sábado das 13h às 23h e domingo das 13h às 16h.

Donna

Espaguete alla Puttanesca, Donna. (Bia Fortes/Divulgação)

A casa italiana-moderninha do chef André Mifano tem como sugestão para os apaixonadas por macarrão o Espaguete alla putanesca servido com lula à dorê (R$ 72).
Serviço: Rua Peixoto Gomide, 1815 - Jardim Paulista. (11) 97593-9047. De segunda à quintas das 19h às 22h45, sexta das 19h às 23h30, sábado das 13h às 16h e das 19h30 às 23h.

Locale Trattoria

Spicy Cavatelli alla Vodka. (Divulgação/Divulgação)

O destaque fica para o Cavatelli al Ragù e Polpo (R$ 76, ao ragu de linguiça calabresa artesanal e polvo), Tortellli di Manzo (R$ 76, com recheio bovino, demi glace da própria carne e fonduta de queijo fontina), Plin di Brie & Damasco (R$ 68, com molho de manteiga e sálvia, mel e amêndoas-Foto), Spaghetti al pesto genovês, creme de burrata e tomate (R$ 54)
Serviço: Rua Manuel Guedes, 369, Itaim Bibi. Fone: (11) 3071-0482. De segunda a Quinta das 12h às 15h e 19h às 00h. Sexta e sábado das12h às 00h. Domingo das 12h às 22h.

Quais vinhos melhor harmonizam com macarrão

Por ser um típico prato italiano, é sempre uma boa pedida acompanhar o prato de massa com uma taça de vinho. “Para harmonizar vinhos e macarrão, a dica é observar a composição de ingredientes do molho. Vale prestar atenção quais são as características mais marcantes da receita”, comenta Marina Bufarah de Souza, sommelière da Wine. Confira as sugestões de harmonizações da especialista.

Molho ao sugo
O clássico macarrão ao sugo leva geralmente um molho de tomate de sabor marcante, rico em acidez, que pede um vinho poderoso para acompanhá-lo. Nessa hora, a Itália nos surpreende com seus vinhos a base da uva Sangiovese, que são altamente saborosos e gastronômicos. Invista no Conte Fosco I.G.T. Sangiovese Rubicone 2020 para equilibrar de forma harmoniosa essa combinação.

Molho à bolonhesa
Outra possibilidade bastante comum é adicionar carne a esse molho vermelho, que vai ganhar mais peso e nuances. À medida que você adiciona mais riqueza ao molho, é possível avançar no corpo do vinho, preservando sua acidez, como acontece no Parthenium D.O.C. Sicilia Nero d'Avola Shiraz 2018, um blend de duas uvas intensas que tem estrutura e complexidade para aguentar a intensidade do molho.

Molho à base de queijos
Uma massa acompanhada de um saboroso molho de queijos é uma ótima versão, que também pede vinhos com boa acidez para limpar o paladar envolvido na gordura dos queijos. Aqui, um branco mais untuoso como o Baron Philippe de Rothschild Mas Andes Reserva Chardonnay 2021 completa perfeitamente a cremosidade do prato.

Molho ao funghi
Os vinhos tintos mais leves e florais, como um bom Pinot Noir, fazem uma incrível dupla com molhos elaborados com cogumelos como o shitake e o paris ou vegetais de raiz. Nesse caso, aposte no Nederburg 56 Hundred Pinot Noir 2018.

Molho de camarão
Se a inspiração da receita do molho for o litoral e os acompanhamentos frutos do mar ou camarões, a dica é escolher um rosé leve, frutado e bem refrescante, como o chileno Quinta Las Cabras Rosé 2021.

Conheça a newsletter da Casual EXAME, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.