Cuba cria cartão pré-pago para viajantes e turistas na ilha

A iniciativa segue o anúncio feito por autoridades na semana passada de que a partir de 21 de junho o sistema bancário cubano não receberá depósitos de dólares em dinheiro

O estatal Banco de Crédito e Comércio (BANDEC) de Cuba criou um novo "cartão pré-pago" para turistas e viajantes que poderá ser carregado em moedas estrangeiras, exceto dólares americanos, o que permitirá aos viajantes pagar compras em lojas e por serviços durante sua estadia na ilha.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor 

A iniciativa segue o anúncio feito por autoridades na semana passada de que a partir de 21 de junho o sistema bancário cubano não receberá depósitos de dólares em dinheiro, e que os créditos em cartões bancários deverão ser feitos em outras moedas, como o euro.

Segundo a estatal Casas de Cambio (Cadeca), os cartões para viajantes estarão disponíveis a partir desta terça-feira (15) nos balneários turísticos de Varadero e Cayo Coco, os únicos que recebem turistas atualmente por causa da pandemia de covid-19. De terça-feira até o dia 21 ainda poderão ser adquiridos em dólares.

Cuba recebe mais de quatro milhões de turistas estrangeiros por ano e mais de meio milhão de emigrados que visitam seu país e familiares.

Estes cartões vão servir para fazer pagamentos em lojas e por serviços que funcionem com moeda livremente conversível (mlc) em Cuba, onde não se aceita dinheiro vivo e a população só pode adquirir os produtos com cartões de débito carregados com moeda estrangeira.

Os cartões terão validade de dois anos, com valores de 200, 500 e 1.000 dólares, e "não vão admitir depósitos ou transferências do exterior", acrescentou a Cadeca.

Assine a EXAME e acesse as notícias mais importante em tempo real.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também