• AALR3 R$ 19,60 -1.01
  • AAPL34 R$ 74,36 1.72
  • ABCB4 R$ 16,43 1.36
  • ABEV3 R$ 14,53 0.35
  • AERI3 R$ 3,81 -1.04
  • AESB3 R$ 10,67 -1.11
  • AGRO3 R$ 32,37 2.76
  • ALPA4 R$ 21,90 -0.82
  • ALSO3 R$ 19,62 0.26
  • ALUP11 R$ 26,19 0.42
  • AMAR3 R$ 2,23 3.24
  • AMBP3 R$ 29,72 4.54
  • AMER3 R$ 23,04 1.63
  • AMZO34 R$ 72,52 3.90
  • ANIM3 R$ 5,38 7.60
  • ARZZ3 R$ 82,03 2.08
  • ASAI3 R$ 15,52 1.84
  • AZUL4 R$ 20,75 11.02
  • B3SA3 R$ 11,44 -3.87
  • BBAS3 R$ 35,10 -0.17
Abra sua conta no BTG

Cruzeiro 'para lugar nenhum' é obrigado a voltar para Hong Kong por covid

A cidade, que, assim como a China, impõe quarentenas restritivas aos viajantes para evitar a entrada do vírus, enfrenta um pequeno surto comunitário ligado a um funcionário de uma companhia aérea
Cruzeiro "para lugar nenhum": A embarcação zarpou no domingo (2) para um cruzeiro por águas internacionais (AFP/AFP)
Cruzeiro "para lugar nenhum": A embarcação zarpou no domingo (2) para um cruzeiro por águas internacionais (AFP/AFP)
Por AFPPublicado em 05/01/2022 10:37 | Última atualização em 05/01/2022 10:37Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Um cruzeiro "para lugar nenhum" que partiu de Hong Kong foi obrigado a voltar para o porto, nesta quarta-feira (5), para aplicar testes em seus 3.700 passageiros, depois que nove foram detectados como contatos de um surto da variante ômicron do coronavírus.

A cidade, que, assim como a China, impõe quarentenas restritivas aos viajantes para evitar a entrada do vírus, enfrenta um pequeno surto comunitário ligado a um funcionário de uma companhia aérea.
Estas infecções locais levaram a uma avalanche de testes em massa e ao rastreamento dos possíveis contatos das pessoas infectadas.

Segundo as autoridades sanitárias, nove desses contatos estão no navio "Spectrum of the Seas". A embarcação zarpou no domingo (2) para um cruzeiro por águas internacionais, uma prática iniciada em Hong Kong durante a pandemia para permitir que seus residentes viajem sem precisar cumprir quarentena ao voltar.

O governo determinou o retorno do cruzeiro ao porto um dia antes para aplicar testes de diagnóstico de covid-19 em seus 2.500 passageiros e 1.200 tripulantes. Todos terão de apresentar resultado negativo para desembarcar.