Com temática gay, "Me Chame Pelo Seu Nome" é censurado na Tunísia

O longa, que concorre ao prêmio de melhor filme no Oscar, narra a história de amor entre um menino de 17 anos e um homem mais velho no norte da Itália
 (Call Me By Your Name/Facebook/Divulgação)
(Call Me By Your Name/Facebook/Divulgação)
E
EFEPublicado em 01/03/2018 às 10:37.

Túnis - A estreia do filme candidato ao Oscar que "Me Chame Pelo Seu Nome" foi suspensa ontem à noite na Tunísia, aparentemente devido à censura, denunciaram nesta quinta-feira os distribuidores da fita.

Segundo os mesmos, foi completado o processo administrativo necessário e a estreia estava prevista para quarta-feira em um dos cinemas do centro da capital, mas a própria sala cancelou a projeção no último momento.

"Foi censurado. É um ataque às liberdades e um atentado à Constituição tunisiana", denunciou à imprensa local Lassaad Goubantini, um dos proprietários dos direitos de distribuição, para quem "está claro que o motivo é a temática do filme".

"Me Chame Pelo Seu Nome", que concorre ao prêmio de melhor filme na cerimônia que será realizada no domingo, narra a história de amor entre um menino de 17 anos e o assistente de seu pai, um homem mais velho com quem encontra durante algumas férias no norte da Itália.

Perguntado, o Ministério de Cultura não confirmou e nem desmentiu a censura.

Não é a primeira vez que é vetada a projeção pública de um filme na Tunísia, um dos países árabes mais avançados em questões relacionadas com a homossexualidade, ainda que esta seja ainda considerada um crime.