• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Chanel nº 5 faz 100 anos e traz reflexões sobre a fama nos dias de hoje

Com um século de história, o perfume mais famoso do mundo se mantém vivo através de sua narrativa ainda atual
 (Divulgação/Chanel)
(Divulgação/Chanel)
Por Julia StorchPublicado em 21/05/2021 12:23 | Última atualização em 21/05/2021 12:58Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Quando se fala de Chanel nº 5, um dos perfumes mais famosos do mundo, logo vem à mente a eterna frase de Marilyn Monroe: “Eu só uso Chanel nº 5 para dormir”. Passados 100 anos desde o lançamento da fragrância, a maison lançou hoje uma série de vídeos com especialistas em seus campos que foram convidados a refletir sobre como a noção de celebridade continua a moldar a cultura, a criatividade e a sociedade.

Ganha pouco, mas gostaria de começar a guardar dinheiro e investir? Aprenda com a EXAME Academy

Além de transformar o universo da perfumaria e inspirar artistas, fotógrafos, cineastas e o público por gerações, a maison trouxe reflexões sobre as celebridades podem moldar os próximos 100 anos. Nos filmes estão a atriz e o rosto de n° 5, Marion Cotillard, a bailarina e coreógrafa Marie-Agnès Gillot, a ícone da mídia da moda chinesa Hung Huang, a renomada psicóloga Laurie Santos, o ex-editor da Vanity Fair, Graydon Carter e o dançarino internacional Lil Buck. 

Intitulado "Celebrity By", os filmes são os mais recentes de uma série de conteúdos celebrando o aniversário da fragrância. “O ser celebridade é uma forma de reconhecimento que me deu confiança para prosseguir”, revela a atriz Marion Cotillard em depoimento à marca. “Falando sobre ícones, a primeira que vem à mente é Marilyn Monroe, pois ela ainda é icônica. Sua sensibilidade a ajudou atravessar diversas questões, suas liberdades, aprisionamentos, e é algo muito poderoso. Fazer parte da história do nº 5, que também foi contada por Marilyn, é muito tocante e poderoso. Eu encontrei meu lugar com a Chanel e o nº 5, um perfume que veste as mulheres, e lhes dá um toque diferente, visto que o perfume revela um cheiro diferente em cada pessoa”, diz o rosto da fragrância. 

As visões de celebridade se diferem entre os convidados da maison. “Como mulher chinesa contemporânea, acredito que é a hora das mulheres chinesas terem um novo exemplo. Acho que devemos deixar as antigas tradições de como as mulheres eram vistas, com obediência e para servirem. Como criadora de conteúdo, sei que sou influente. Logo tenho uma responsabilidade social. Nossa sociedade precisa de mais informações, visibilidade e responsabilidade social, com participação feminina”, diz Hung Huang, comunicadora de moda chinesa. 

A história da fragrância

A fama de nº 5 vem carregada de inovações de Gabrielle Chanel. Primeira mulher à frente de uma maison, a estilista lançou um perfume batizado com seu nome, o Chanel nº 5. O pioneirismo também fez vez na composição da fragrância, inovadora, incluiu há um século, substâncias sintéticas na formulação, trazendo maior durabilidade do perfume em contato com a pele. 

Segundo a marca, em 1921, Chanel convidou o perfumista Ernest Beaux para criar "um perfume de mulher com cheiro de mulher". Com o uso de aldeídos, uma novidade à época, a estilista escolhe a versão número 5 da fragrância e decide batizá-la com a numeração. Para a embalagem, um frasco ornamentado com uma etiqueta branca, com vidro facetado e tampa em forma de diamante protege o líquido até os dias de hoje. Em 1986, Jacques Polge, perfumista da maison desde 1978, traz uma releitura do perfume, a eau de parfum.

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.