Catarina Aviation Show teve avião de Elon Musk e 'jato off-road' no Brasil

Evento exclusivo para convidados teve modelos de até R$ 334 milhões, aeronaves com paraquedas e helicópteros de luxo
 (Catarina Aviation Show/Divulgação)
(Catarina Aviation Show/Divulgação)
G
Gabriel AguiarPublicado em 05/06/2022 às 12:00.

Nesta semana, o Catarina Aviation Show reuniu aviões, helicópteros e supercarros – além de clientes de alta renda, é claro – no primeiro aeroporto privado brasileiro autorizado para voos internacionais. Foi também resultado de um evento exclusivo para convidados, feito para aproximar proprietários e usuários de aeronaves, gestores de frotas e profissionais às empresas desse universo de luxo.

VEJA TAMBÉM

No fim das contas, não faltaram “tentações” para quem esteve presente. É o exemplo do Gulfstream G500, lançamento que veio pela primeira vez ao país e é considerada uma das opções mais luxuosas, com capacidade para 19 passageiros e preços que passam dos 50 milhões dólares (equivalente a 240 milhões de reais). E o fabricante providenciou visitas à cabine para os potenciais interessados.

Catarina Aviation Show

Evento permitiu visitação da cabine das aeronaves (Catarina Aviation Show/Divulgação)

Não bastasse a novidade, a marca norte-americana também expôs o famoso G650, jatinho executivo que trouxe o empresário Elon Musk ao Brasil há poucas semanas. Para ter ideia, essa aeronave custa cerca de 70 milhões de dólares (equivalente a 334 milhões de reais), dependendo da configuração, e também ficou aberto – mediante agendamento e potencial de compra – para alguns sortudos.

Outro destaque foi o Pilatus PC-24, projeto desenvolvido para operar mesmo em aeroportos e pistas com pouca infraestrutura (como terra, grama, cascalho ou neve). E o resultado no mercado também está à altura da ousadia: o modelo vendeu 100 unidades em todo o mundo menos de três anos após o lançamento. Já os preços circulam em torno de 10 milhões de dólares (47 milhões de reais).

Catarina Aviation Show

Pilatus PC-12 é considerado um dos monomotores mais avançados do mundo (Catarina Aviation Show/Divulgação)

Mas o fabricante não se limitou ao “jato off-road”, porque também expôs o tradicional Pilatus PC-12, considerado um dos monomotores mais avançados do mundo – e que pode passar dos 5 milhões de dólares (24 milhões de reais), e apresentou o hangar no São Paulo Catarina Aeroporto Executivo aos interessados, que ainda puderam visitar toda a operação de manutenção que mantém no país.

Quem também marcou presença no evento foi a Cirrus, conhecida pelos paraquedas de emergência instalados nas próprias aeronaves: o fabricante mostrou o conhecido SR22, além do inovador Vision Jet SF50, pequeno monomotor a jato que surpreendeu a indústria quando foi apresentado em 2016. De acordo com a organização, a empresa se surpreendeu com a quantidade de encomendas.

Catarina Aviation Show

Leonardo Agusta AW169 (Catarina Aviation Show/Divulgação)

Para os fãs de helicópteros, a Gualter – que também foca na comercialização de aeronaves usadas – apresentou dois modelos fabricados pela anglo-italiana Leonardo: o Agusta A109E Power e o Agusta AW169, que estavam disponíveis para venda durante o Catarina Aviation Show. E, para completar os representantes de “asas rotativas”, o evento teve uma unidade do norte-americano Bell 430.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.