A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

BMW M3 é tão incrível que acabou na pré-venda (e nós dirigimos)

Esportivo será vendido em duas versões no mercado brasileiro e pode ser encomendado por até R$ 849.950

É provável que o BMW M3 chame sua atenção pela grade (bem) grande. Ou talvez pela cor verde-limão – que, curiosamente, foi batizada mundialmente como São Paulo Yellow – do carro que CASUAL testou. E há muito mais que isso: motor biturbo com 510 cv de potência; freios de carbono-cerâmica; detalhes de fibra de carbono; e assistente para drift. Quanto custa? Exatos 849.950 reais.

Para começar, tenho uma má notícia para quem já está de olho no esportivo, porque o primeiro lote de 60 unidades já está esgotado. Então, agora, o jeito será encomendar. Mas, pelo menos, existe um ponto positivo nisso tudo, porque os compradores poderão personalizar cada unidade como bem entenderem. Estão disponíveis sete cores para a carroceria e quatro opções de revestimentos.

Durante o dia que tivemos acesso à novidade, ficou claro que o M3 – trazido nas versões Competition e Competition Track – não está preocupado com discrição. E é bem provável que essa também não seja a intenção dos futuros donos. Nem mesmo o parentesco com o “mundano” Série 3 foi capaz de ofuscar o brilho do modelo, que, de acordo com o fabricante, recebeu 80% de peças novas.

BMW M3 Competition Track Novidade já está à venda e custa até 849.950 reais na opção topo de linha

Novidade já está à venda e custa até 849.950 reais na opção topo de linha (Eduardo Frazão/Exame)

Do lado de fora, a principal diferença está na dianteira, que foi completamente redesenhada em relação ao irmão conservador (com novos faróis, tomadas de ar e para-choque). Só que os olhares mais atentos também devem perceber que os para-lamas estão mais largos para garantir espaço às rodas largas e aos pneus semi slick, enquanto, na traseira, existem quatro saídas para escapamento.

Como a redução de peso é palavra de ordem para modelos criados para as pistas, o novo BMW M3 tem teto de fibra de carbono. E, para quem levar a opção topo de linha Competition Track, como a das fotos, o pacote de equipamentos inclui também capa dos retrovisores, difusor de ar e bancos para competição feitos com o material. No fim das contas, a dieta da versão mais cara baixa 20,2 kg.

BMW M3 Competition Track Para acelerar até os 100 km/h, bastam 3,9 segundos

Para acelerar até os 100 km/h, bastam 3,9 segundos (Eduardo Frazão/Exame)

E nem precisa entrar no carro para ter o primeiro impacto: a chave mais parece um smartphone e dá até para controlar funções à distância por meio de uma tela sensível ao toque. Já sentado no banco, o corpo é abraçado pelo conjunto que permite a instalação de cintos de segurança de seis pontos para quem vai à frente – bem ao estilo Stock Car – e há ajustes elétricos até para o apoio lateral.

Basta tocar um botão no console para despertar o coração de seis cilindros 3.0, que ganhou 10 cv a mais que antes e tem 66,3 kgm de torque. E existem dois níveis de ruído do escapamento: alto e ensurdecedor. Mas há dois botões vermelhos no volante que chamam ainda mais atenção, justamente por remeter às pistas, já que permitem acessar duas personalidades totalmente diferentes do M3.

BMW M3 Competition Track na cor verde Painel tem detalhes de fibra de carbono em ambas configurações

Painel tem detalhes de fibra de carbono em ambas configurações (Eduardo Frazão/Exame)

Mais que toda a preocupação com detalhes que os olhos veem, os engenheiros alemães se dedicaram a resolver “o bastidor” para garantir uma condução impecável. Por isso que o conjunto mecânico ganhou novos pontos de apoio, barras estabilizadoras de rigidez variável, suspensão traseira com reforços e até defletores de ar em lugares escondidos para evitar as brigas contra a aerodinâmica.

E o resultado é impressionante: basta pisar fundo no pedal do acelerador para grudar as costas contra o banco – e, ao mesmo tempo, incorporar o Ayrton Senna. Não é que, de uma hora para outra, o motorista aspirante a piloto ganha habilidade sobrenaturais. Mas, como todos os recursos trabalham em perfeita harmonia, é difícil provocar reações inesperadas que acabem em susto (ou até pior).

BMW M3 Competition Track na cor verde Botão no volante permite acessar rapidamente dois modos de condução

Botão no volante permite acessar rapidamente dois modos de condução (Eduardo Frazão/Exame)

Claro que toda a brutalidade está ali, apenas contida por uma série de babás eletrônicas que atuam com toda discrição para evitar problemas maiores. Quer mais? Basta acessar a central multimídia e, como se fosse um código no videogame, as funções são liberadas. Só para o controle de tração, há dez ajustes. E, se o intuito é diversão, dá para ativar o modo de derrapagem que avalia manobras.

Por outro lado, para quem estiver cansado depois de uma tarde no track day, o BMW M3 permite ativar o sistema de condução semiautônomo com piloto automático adaptativo, frenagem automática e até o volante ajuda a fazer curvas por conta própria (mas não dispensa as mãos por muito tempo, tá?). E, para exibir nas redes sociais as proezas na pista, toda telemetria é compartilhável via app.

BMW M3 Competition Track Bancos dianteiros são de fibra de carbono na Competition Track

Bancos dianteiros são de fibra de carbono na Competition Track (Eduardo Frazão/Exame)

Claro que existem outros detalhes que, diante de todas maravilhas feitas, quase passam despercebidas. Quer um exemplo? Esse é o mesmo câmbio automático de oito marchas do M8 Gran Coupé, com trocas de marchas em apenas 200 milissegundos. E existem radiadores específicos para manter a temperatura de praticamente tudo. Isso  é importante, sim, mas garanto: você nem se dará conta.

Assista ao vídeo com detalhes do BMW M3

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também