Casual

Bernard Arnault, dono da Louis Vuitton, compra participação na controladora da Cartier

Não foi divulgado o tamanho exato da aquisição de ações, mas fontes próximas dizem que foi uma 'pequena' parte

Bernard Arnault: um dos homens mais ricos do mundo. (Divulgação: Edward Berthelot / Colaborador/Getty Images)

Bernard Arnault: um dos homens mais ricos do mundo. (Divulgação: Edward Berthelot / Colaborador/Getty Images)

Gilson Garrett Jr.
Gilson Garrett Jr.

Repórter de Casual

Publicado em 25 de junho de 2024 às 17h16.

Última atualização em 25 de junho de 2024 às 17h33.

Com uma fortuna de US$ 203 bilhões (cerca de R$ 1,09 trilhão) e como terceiro homem mais rico do mundo, Bernard Arnault comprou uma fatia da Richemont, empresa que controla a joalheria de luxo Cartier, segundo informações obtidas pela agência de notícias Bloomberg. Ainda de acordo com a publicação, não foi divulgado o tamanho exato da aquisição de ações, mas fontes próximas dizem que foi uma 'pequena' parte.

A Richemont é controlada pelo bilionário sul-africano Johann Rupert, que também possui a marca Van Cleef & Arpels. Bernard Arnault é o presidente e CEO da LVMH, um conglomerado de luxo que engloba mais de 70 marcas de luxo em diversas indústrias, como moda, beleza, vinhos e relógios, entre elas Louis Vuitton, Christian Dior, Fendi, Givenchy, Moët & Chandon e muitas outras.

O bilionário já demonstrou interesse em adquirir, por diversas vezes, a marca Cartier, mas o negócio poderia esbarrar em órgãos de controle, pois a LVMH já possui diversas marcas de luxo no setor de relógios e joias. O portfólio da LVMH abrange Bulgari, TAG Heuer, Tiffany & Co. e outras marcas de prestígio.

Sucessão de Arnault

Atualmente com 75 anos, Arnault já prepara um de seus cinco filhos para assumir o grupo quando ele completar 80 anos, idade limite para ocupar o cargo máximo dentro da LVMH. Delphine, Antoine, Alexandre, Frédéric e Jean, todos os herdeiros de Arnault, possuem cargos na LVMH. No entanto, apenas dois filhos do primeiro casamento de Arnault, Delphine e Antoine, são membros do conselho do grupo. Alexandre e Frédéric possivelmente entrarão no conselho.

Marcas do grupo LVMH

O conglomerado LVMH possui uma vasta coleção de marcas e subsidiárias em várias indústrias. No segmento de vinhos e destilados, destacam-se nomes como Ao Yun, Chandon, Hennessy, Moët & Chandon, Veuve Clicquot, Glenmorangie e Dom Pérignon, entre outros.

Na moda e artigos de couro, o grupo é lar de marcas renomadas como Louis Vuitton, Christian Dior, Givenchy, Fendi, Celine e Marc Jacobs, oferecendo uma ampla gama de estilos e estéticas.

A divisão de perfumes e cosméticos inclui marcas como Guerlain, Acqua di Parma, Parfums Givenchy e Fenty Beauty by Rihanna.

No setor de relógios e joias, a LVMH abriga Bulgari, TAG Heuer, Tiffany & Co. e outras marcas de prestígio. A divisão de varejo abrange empresas como DFS, Le Bon Marché e Sephora.

Além disso, o grupo está envolvido em várias outras atividades, desde a hospitalidade com Bulgari Hotel and Resorts até a mídia, com propriedades como Les Echos e Radio Classique.

Acompanhe tudo sobre:Louis VuittonCartierBernard Arnault

Mais de Casual

Bar da Dona Onça terá menu degustação pela primeira vez

São Petersburgo se volta para turistas do Oriente

Após ter sido comprada por R$ 11,4 bi, Supreme é vendida para EssilorLuxottica por R$ 8,15 bi

Novo bar em SP de bartender influente e chef premiada é portal para a alta coquetelaria e boa comida

Mais na Exame