Casual

Atletas da Rússia e da Belarus estão fora da Paralimpíada de Inverno

Comitês Paralímpicos Nacionais de outros países ameaçaram boicotar os Jogos caso os atletas russos e bielorrussos participassem da competição

 (Reuters/Reuters)

(Reuters/Reuters)

R
Reuters

3 de março de 2022, 12h04

Atletas da Rússia e da Belarus foram impedidos de participar dos Jogos Paralímpicos de Inverno em Pequim na véspera dos Jogos após ameaças de boicote de outras equipes devido à invasão russa na Ucrânia, informou o Comitê Paralímpico Internacional.

Belarus tem sido uma área chave para a invasão em grande escala que a Rússia lançou na Ucrânia há uma semana.

A decisão desta quinta-feira ocorre um dia depois que o comitê paralímpico deu luz verde aos atletas dos dois países para participar dos Jogos de 4 a 13 de março como neutros, dizendo que "os atletas não eram os agressores".

Mas isso levou a protestos e ameaças dos Comitês Paralímpicos Nacionais de outros países de boicotar os Jogos, disse o presidente do Comitê Paralímpico Internacional, Andrew Parsons, em entrevista coletiva em Pequim.

"Eles nos disseram que se não reconsiderássemos nossa decisão, eram prováveis graves consequências para os Jogos de Inverno", afirmou Parsons.

O comitê paralímpico da Ucrânia saudou a decisão e agradeceu à comunidade esportiva por se unir a eles.

"Uma decisão justa, uma decisão contra um país que iniciou esta guerra", disse o presidente do comitê ucraniano, Valeriy Sushkevych, em entrevista coletiva.

Um contingente russo de 71 membros e uma equipe de 12 pessoas de Belarus estavam em Pequim.

VEJA TAMBÉM:

Número de refugiados chega a 1 milhão na Ucrânia, diz ONU

Guerra na Ucrânia: bares trocam nome do ‘Moscow Mule’ e jogam vodka fora

Putin diz a Macron que Rússia pode aumentar exigências sobre Ucrânia

Rússia não tem como usar cripto para driblar sanções, dizem especialistas

Por que Putin já perdeu essa guerra, segundo Yuval Harari

Entenda por que ricos da Rússia trocaram rublos por relógios e joias

Brasil decide evacuar embaixada na Ucrânia