• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

As dez obras de arte mais caras já vendidas

"Shot Sage Blue Marilyn", um retrato de Marilyn Monroe feito por Andy Warhol, foi vendido por US$ 195 milhões ontem, 10, mas não é a obra de arte mais cara já vendida
Salvator Mundi, por Leonardo da Vinci. A obra de arte mais cara já vendida (Getty Images/TOLGA AKMEN/AFP)
Salvator Mundi, por Leonardo da Vinci. A obra de arte mais cara já vendida (Getty Images/TOLGA AKMEN/AFP)
Por Julia StorchPublicado em 11/05/2022 14:33 | Última atualização em 11/05/2022 15:00Tempo de Leitura: 5 min de leitura

Em troca de US$ 195 milhões, o marchand Larry Gagosian adquiriu nesta semana a obra Shot Sage Blue Marilyn, um retrato de Marilyn Monroe feito por Andy Warhol. A peça de 1964 se tornou a obra de arte americana feita no século 20, a mais cara já vendida.

Na obra, Monroe é retratada com cabelos amarelos vibrantes, sombra azul nos olhos e um batom vermelho, em contraste com um fundo azul.

Confira as dez obras de arte mais caras já vendidas, com ajustes da inflação.

10. Masterpiece de Roy Lichtenstein – US$ 165 milhões (atualmente US$ 190,5 milhões) 

Obra do artista de pop arte, Roy Lichtenstein. (Dan Kitwood/Getty Images)

“Ora, Brad querido, esta pintura é uma obra-prima! Nossa, em breve você terá toda Nova York clamando pelo seu trabalho!” São as frases que estampam a obra de arte pop de Roy Lichtenstein. Concebida em 1962, a pintura foi vendida em 2017 para o colecionador de arte Steven A. Cohen.

9. Nu Couché de Amedeo Modigliani – US$ 157,2 milhões (atualmente US$ 202,3 milhões)

Nu couché, de Amedeo Modigliani. (Ben Pruchnie/Getty Images)

Um século após a finalização da obra, a pintura Nu Couché foi arrematada por US$ 157 milhões em um leilão que durou menos de 3 minutos. Na época, a obra foi a mais cara vendida pela casa de leilões Sotheby's. Com preço inicial de US$ 125 milhões, a venda foi feita por telefone, com um único lance.

8. Les Femmes d’Alger (“Version O”) de Pablo Picasso – US$ 179,4 milhões (hoje US$ 212,9 milhões)

Les Femmes d’Alger (“Version O”) de Pablo Picasso. (AFP PHOTO/JUSTIN TALLIS/Getty Images)

A obra de Pablo Picasso pertence a uma série de 15 pinturas. Leiloada por US$ 179,4 milhões pela Christie's em 2015, a pintura de 1834, retrata concubinas argelinas no seu harém com um cachimbo de água usado para fumar haxixe ou ópio. Segundo a casa de leilões, "a obra era conhecida, no século 19, pelo seu conteúdo sexual e pelo seu orientalismo".

7. Pendant portraits of Maerten Soolmans and Oopjen Coppit de Rembrandt – US$ 180 milhões  (atualmente US$ 213 milhões)

Retratos de Maerten Soolmans e Oopjen Coppit por Rembrandt (Patrick van Katwijk/BSR Agency//Getty Images)

Feito pelo pintor holandês no século 17, os retratos de Maerten Soolmans e sua esposa Oopjen Coppit foram pintados em 1634, um ano após o casamento do casal. Desde a compra, em 2016, a pintura faz parte do acervo do Louvre e do Museu Rijksmuseum, em Amsterdam.

6. (Violeta, Verde e Vermelho) de Mark Rothko – 140 milhões de euros (atualmente 222 milhões de dólares)

Obras de Mark Rothko. (Matt McClain/The Washington Post/Getty Images)

Como o nome da obra indica, a peça de 1951 contém três faixas principais de cores, com uma estreita faixa verde entre duas faixas violeta e vermelha. A peça, vendida em 2014 por 140 milhões de euros para o investidor russo Dmitry Rybolovlev, anteriormente havia sido vendida por cerca de 80 milhões de euros.

5. Number 17A de Jackson Pollock – 200 milhões de dólares (atualmente 237 milhões de dólares)

Number 17A, de Jackson Pollock. (Wikimedia Commons/Reprodução)

Em 1948, Pollock despejava tinta a óleo sobre papelão e criava uma das obras mais importantes do impressionismo abstrato. A obra foi comprada em 2015, por 200 milhões de dólares, pelo investidor Kenneth C. Griffin.

4. Nafea Faa Ipoipo de Paul Gauguin – 254 milhões de dólares (atualmente 254 milhões de dólares)

Nafea Faa Ipoipo, 1892. (Fine Art Images/Heritage Images/Getty Images)

Em 2015, a obra que retrata duas mulheres na paisagem da Polinésia foi a pintura mais cara vendida até então. A obra pertencia à coleção de Rudolf Staechelin, e estava exposto no museu Kunstmuseum Basel e foi adquirida pela família real do Catar.

3. The Card Players de Paul Cézanne – 301.1 milhões de dólares (atualmente 301.1 milhões de dólares)

The Card Players, 1893-96. (Art Images/Getty Images)

Também vendida para a família real do Catar, em 2011, a obra faz parte de uma série do pintor pós-impressionista francês.

2. Interchange de Willem de Kooning – 300 milhões de dólares (atualmente 356.1 milhões de dólares)

Interchanged, por Willem de Kooning. (Andrew Cho/Wikimedia Commons)

Além da obra de Jackson Pollock, Kenneth Griffin também possui em sua coleção outra peça valiosa. Em 2016, o investidor adquiriu a pintura a óleo expressionista abstrata do pintor holandês-americano Willem de Kooning por 300 milhões de dólares.

1. Salvator Mundi de Leonardo da Vinci –  450,3 milhões de dólares (atualmente 519.6 milhões de dólares)

Salvator Mundi, por Leonardo da Vinci. (TOLGA AKMEN/AFP/Getty Images)

A obra redescoberta em 2005 passou por um processo de restauração e foi vendida em leilão pela Christie's em 2017 por 450,3 milhões de dólares. Até então, a peça de Leonardo da Vinci é a pintura mais cara já vendida. Na obra, Jesus Cristo é retratado abençoando com a mão direita, enquanto uma esfera de cristal repousa na mão esquerda. O comprador da peça não foi revelado.

Conheça a newsletter da EXAME Casual, uma seleção de conteúdos para você aproveitar seu tempo livre com qualidade.