Casual

Anitta e Boulos são indicados pela revista Time como personalidades em ascensão

No ranking TIME 100 NEXT 2021, divulgada hoje (17), a cantora Anitta e o político Guilherme Boulos foram incluídos como personalidades que estão moldando o futuro

 (Germano Lüders/Exame)

(Germano Lüders/Exame)

JS

Julia Storch

Publicado em 17 de fevereiro de 2021 às 12h10.

Em 2019, a revista Time lançou o ranking TIME 100 Next, uma nova lista que destaca as cem personalidades em ascensão que estão desenhando o futuro dos negócios, entretenimento, esportes, política, ciência e saúde. Na lista de 2021, divulgada hoje (17), dois brasileiros foram incluídos: a cantora Anitta e o político Guilherme Boulos.   

Seu dinheiro está seguro? Aprenda a proteger seu patrimônio

“Sempre soube que o Brasil tinha uma rainha em Anitta”, disse o cantor colombiano J Balvin à revista. “Temos muito em comum - como eu, ela se fez sozinha. Nos conhecemos no Instagram e começamos a conversar, e percebi que compartilhamos outra qualidade: não deixamos ninguém fazer nosso trabalho. Gostamos de fazer tudo sozinhos.”

A cantora e empresária de 27 anos, já esteve na lista de 100 pessoas mais influentes pela revista Forbes Brasil, em 2013. No mesmo ano, a carioca foi eleita pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) como artista revelação do ano. 

Para Balvin, “Anitta é uma verdadeira traficante que transformou seu movimento em um império. Ela pegou o som do Brasil - o funk, que é como o nosso reggaeton - e levou para outro nível, para que os sons fossem para todos”. 

O cantor ainda exaltou o trabalho de Anitta para além da música. “Ela dá esperança para aqueles que não pensaram que poderiam sobreviver. Por trás de sua fachada de super-heroína está um ser humano real e sensível que dá muito às pessoas. Eu quero que as pessoas se conectem com o ser humano incrível por trás da boa música. Ela tem talento suficiente para continuar conquistando o mundo.”

Guilherme Boulos

Guilherme Boulos eleição - eleições - eleições municipais

(Psol/Divulgação)

Outra personalidade brasileira que entrou no ranking foi o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e uma das figuras da esquerda política brasileira, Guilherme Boulos. 

A revista norte-americana cita que a inclusão de Boulos na lista se deu pela mudança impulsionada pelo paulistano em unir a esquerda brasileira para desafiar a extrema direita. 

Nascido e criado em São Paulo, Boulos trabalhou por duas décadas como organizador comunitário em bairros pobres. Um mês antes do primeiro turno para as eleições para prefeito da capital, o candidato do PSOL não era o favorito à vitória, com apenas 10% dos votos esperados. 

“Mas, ao conquistar os jovens e energizar eleitores desiludidos com a esquerda dominante do Partido dos Trabalhadores, Boulos derrotou o candidato preferido de Bolsonaro e outros para chegar ao segundo turno. No final, ele perdeu a eleição - mas analistas disseram que seu desempenho chocante na cidade influente o estabeleceu como uma figura ascendente na política brasileira e deu à esquerda um novo caminho a seguir. Muitos esperam que Boulos concorra à presidência em 2022 e desempenhe um papel importante na reconstrução da força da esquerda nesse ínterim”, publicou a revista. 

No ano passado, após as eleições, em viagem pelo país, o político comentou sobre a união da esquerda no Brasil. “Eu lembro que quando acabou a eleição de 2018 e o Bolsonaro ganhou teve um monte de gente que se apressou para dizer que a esquerda estava morta, que não tinha espaço para as ideias de esquerda e que a gente viveria um período longo de hegemonia dessa visão autoritária, intolerante. Passaram só dois anos e a esquerda ganhou aqui em Belém com o Edmilson, a esquerda foi ao segundo turno em São Paulo, mobilizou, encantou a juventude. A esquerda disputou valores, porque não disputamos só votos. Nossa disputa é cultural”, disse Boulos.

Acompanhe tudo sobre:AnittaGuilherme BoulosMúsicaPersonalidadesPolíticaRevista Time

Mais de Casual

The Macallan comemora 200 anos em colaboração com El Celler de Can Roca

São Paulo sedia Copa do Mundo de Beach Tennis 2024 pela segunda vez; confira data e local

Olimpíadas de Paris: hotéis cortam preço de diárias em até 41% para atrair turistas

Moda e esporte: lançamentos tênis se voltam às colaborações; confira

Mais na Exame