Casual

'A Sociedade da neve' ganha seis categorias no Prêmio Platino

A única categoria que perdeu foi a de Melhor Ator Coadjuvante, vencida pelo filme espanhol "Fechar os Olhos"

Da esquerda para a direita, o ator argentino Juan Caruso, o diretor espanhol Juan Antonio Bayona, e os atores uruguaios Enzo Vogrincic e o argentino Felipe González Otano, do filme "A Sociedade da Neve", na premiação Platino (AFP/AFP)

Da esquerda para a direita, o ator argentino Juan Caruso, o diretor espanhol Juan Antonio Bayona, e os atores uruguaios Enzo Vogrincic e o argentino Felipe González Otano, do filme "A Sociedade da Neve", na premiação Platino (AFP/AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 22 de abril de 2024 às 09h30.

Tudo sobreFilmes
Saiba mais

O filme espanhol A Sociedade da Neve encerrou uma jornada quase perfeita no sábado (20) ao conquistar seis dos sete prêmios aos quais estava indicado na cerimônia do Prêmio Platino, que consagra os destaques da indústria audiovisual ibero-americana, realizada no balneário de Playa del Carmen, no México.

A obra sobre o acidente aéreo de uma equipe de rugby uruguaia em 1972, nos Andes, foi vencedora nas categorias de Melhor Filme, Melhor Direção - de Juan Antonio Bayona -, Melhor Ator - para o uruguaio Enzo Vogrincic -, Edição, Cinematografia e Trilha Sonora.

A única categoria que perdeu foi a de Melhor Ator Coadjuvante, vencida pelo filme espanhol Fechar os Olhos.

A cerimônia foi marcada pela solidariedade dos vencedores diante da crise que a produção cinematográfica da Argentina, uma das mais reconhecidas da região, enfrenta devido aos drásticos cortes de auxílio estatal - implementados pelo governo do presidente Javier Milei.

"O cinema é uma ferramenta de expressão muito poderosa, fundamental para um país, e ser contra o cinema é ser contra o próprio país. Então, Argentina, estamos aqui, vocês não estão sozinhos", disse Bayona ao receber o prêmio de Melhor Diretor.

O premiado protagonista de A Sociedade da Neve, Enzo Vogrincic, aproveitou a ocasião para agradecer pelas oportunidades recebidas depois do filme.

"Venho do Uruguai, que é um país pequeno com poucas oportunidades e uma região que, por sua vez, tem menos oportunidades. E quando alguém te dá uma oportunidade faz realmente uma grande diferença", disse o ator, de 31 anos.

Na sexta-feira (19), o filme recebeu antecipadamente dois Prêmios Platino do Público nas categorias de Melhor Filme e Melhor Performance Masculina.

Em fevereiro passado, o filme foi aclamado nos prêmios Goya do cinema espanhol com 12 prêmios. No Oscar, o filme foi indicado a Melhor Filme Internacional e na categoria de Maquiagem e Penteado, embora não tenha as vencido.

Surpresa

A surpresa da noite foram os quatro prêmios conquistados por "20.000 espécies de abelhas", a estreia em longa-metragem da espanhola Estibaliz Urresola.

O filme, que conta a história de uma menina trans em busca de sua identidade, recebeu os prêmios de Melhor Roteiro, Cinema e Educação em Valores e Atriz Coadjuvante - para Ane Gabarain.

"Sinto-me parte da diversidade que engloba prêmios como os ibero-americanos, onde há tantas nacionalidades, tantas culturas", disse Urresola ao receber o prêmio de estreia.

Acompanhe tudo sobre:FilmesCinema

Mais de Casual

Dia dos Namorados: 26 restaurantes para comemorar a data em São Paulo

Maratona do Rio: recordes de inscritos e patrocinadores

Por que os iates feitos no Brasil são adorados no exterior? Dois modelos explicam o sucesso

Carros híbridos da BYD prometem rodar até 2 mil kms sem paradas

Mais na Exame