8 de março: nas redes sociais e na música, artistas apoiam outras mulheres no dia delas

No Dia Internacional da Mulher, campanhas de celebração de mulheres são lançadas nas redes sociais e aderidas por famosas e anônimas

Ainda é manhã do Dia Internacional da Mulher, mas campanhas e postagens de comemoração e luta ao dia feminino vêm acontecendo durante toda a semana. É o caso de Taís Araújo, Marília Gabriela e Thelma Assis que colocaram as línguas de fora por reconhecimento a um Nobel feminino, Zezé Motta, Angela Ro Ro e Jey, que lançaram um single em homenagem às mulheres, Iza com uma campanha pelas mulheres em parceria com o Tik Tok e Serena Williams, dando apoio a Meghan Markle e a todas as mulheres, em especial às negras, através de seu Instagram

Seu dinheiro está seguro? Aprenda a proteger seu patrimônio

Neste 8 de março, a iniciativa criada pela ONG Inspiring Girls convida à todas a colocarem suas línguas de fora, representando a icônica foto de Albert Einstein, e a postarem a foto com a #NobelForMileva. O motivo vai além da caricatura do cientista, pretende trazer uma visibilidade e notoriedade para a primeira esposa de Einstein, a também física e matemática Mileva Marić, que foi coautora com o marido nas publicações como a Teoria da Relatividade. Porém, ainda que seu nome tenha sido retirado nas reedições do livro, quando Albert recebeu o prêmio Nobel em 1921, metade do prêmio foi dividido com a cientista. 

Para trazer à luz o reconhecimento de Mileva, a atriz Taís Araújo, a apresentadora e jornalista Marília Gabriela e a médica e ex-BBB Thelma Assis colocaram suas línguas de fora em apoio não só a Mileva, como também às mulheres que não devem ser colocadas de lado na história. 

Já na pauta internacional, a tenista Serena Williams demonstrou seu apoio à duquesa de Sussex, Meghan Markle. Ontem (7), a atriz norte-americana fez revelações sobre a família real britânica, junto de seu marido, Príncipe Harry, à Oprah

Na entrevista, Markle afirmou ter sido alvo de uma "campanha de desprestígio" da família real, que a levou a pensar em suicídio, quando a família de seu marido se demonstrou "preocupada" com o "quão escura" seria a pele de seu filho, Archie, antes de seu nascimento em 6 de maio de 2019. 

Serena declarou apoio à duquesa dizendo que sabe “em primeira mão como o machismo e o racismo são usados pela mídia para difamar as mulheres negras, para nos minimizar, para nos destruir e nos demonizar. As consequências da opressão e vitimização sistêmica para a saúde mental são devastadoras, isolantes e muitas vezes letal. Quero que a filha de Meghan, minha filha e sua filha vivam em uma sociedade movida pelo respeito”, declarou em uma postagem no Instagram. 

Em 2018, Williams sofreu penalidades ao utilizar um macacão batizado de “traje de Wakanda” desenvolvido pela Nike para auxiliar no fluxo sanguíneo da atleta, após complicações de saúde que teve após o parto de sua filha. Na época, a atitude dos organizadores do torneio de Roland Garros foi vista como racista. A Nike, em apoio à atleta, utilizou da polêmica para ressaltar a capacidade da atleta com o slogan: “Você pode tirar o super-herói de sua roupa, mas você nunca pode tirar dele seus poderes”.

Na música, a cantora Iza regravou a canção Dona de Mim e lançou a campanha #SouDona, em parceria com a Warner Music e o Tik Tok. Com mais de 15.2 milhões de visualizações, mulheres são convidadas a postarem vídeos na rede social compartilhando suas histórias e respondendo o que significa ser "dona de si". A campanha durante o mês de março, terá diversas lives dedicadas ao tema de empoderamento feminino.

Além de Iza, as cantoras Zezé Motta, Angela Ro Ro e Jennifer Setti se uniram para lançar a música “O Grito”. Com videoclipe gravado de forma remota, o trio canta pela história de luta das mulheres. Ao Gshow, Ro Ro comentou sobre sua carreira, em especial sendo uma mulher no meio artístico. “Desafios fazem parte da minha vida sempre e tanto como mulher ou artista o maior desafio é seguir dia a dia sendo o que sou e confiando em mim, pois a autoconfiança nos faz vendedoras e todos os outros desafios”.

Marcas como a gigante de bebidas Ambev e a Wine também se posicionara neste 8 de março. Visando o reconhecimento e a visibilidade das mulheres profissionais que atuam no mercado cervejeiro, e pela dissociação do termo ‘cervejeira’, relacionado a eletrodomésticos, a companhia lança uma campanha pelo uso correto da palavra no movimento #CervejeiraSouEu. Para incentivar essa mudança, o Empório da Cerveja deu o ponto pé inicial com a alteração do nome do produto para geladeira de cerveja.as sommelières Cibele Siqueira e Paula Daidone, do clube de vinhos Wine, que sugeriram 5 rótulos para serem abertos no Dia Internacional da Mulher

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.