A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Você nunca mais vai perder um prazo com este truque simples

Esqueça os apps de produtividade. Com este método, você só precisará de papel e caneta para organizar a sua vida inteira

São Paulo — Há uma infinidade de sites e aplicativos que podem ajudar você a administrar o seu tempo e ter uma rotina mais produtiva. Mas nem todo mundo se dá bem com a parafernália tecnológica.

Em muitos casos, a simples combinação de papel e caneta pode ser suficiente para organizar toda a sua vida — e de uma vez por todas.

Adepto do velho método, o designer norte-americano Ryder Carroll criou uma técnica de organização de tarefas baseada exclusivamente em um caderno, que tem ganhado cada vez mais adeptos pelo mundo.

Apelidado de Bullet Journal, o sistema faz sucesso principalmente entre aqueles que não aguentam mais depender dos smartphones para tudo.

Como funciona?

A ideia principal é dividir um caderno branco em quatro partes:

- Um índice, como de um livro, em que você listará as páginas do caderno e seus respectivos conteúdos;

- Uma agenda do futuro, em que você escreverá os eventos e prazos dos próximos 6 meses;

- Uma agenda mensal, em que estarão as atividades de cada mês específico;

- Uma agenda diária, em que você deve anotar suas tarefas e notas de cada dia.

O método permite uma visualização rápida das suas prioridades, divididas nos prazos curto (dia), médio (mês) e longo (6 meses), de forma centralizada e fácil de acompanhar.

Tudo isso sem gastar muito dinheiro — ou tempo. Segundo o site Buzzfeed, a preparação inicial do Bullet Journal costuma levar menos de uma hora, e a manutenção dos registros não consome mais do que 10 ou 20 minutos por dia.

Também existem outras vantagens em registrar a sua vida no papel: pesquisadores americanos afirmam que quem escreve informações à mão tem mais facilidade de compreendê-las e memorizá-las do quem as digita.

Uso de símbolos

A grande novidade apresentada por Carroll é o que ele chama de rapid logging, isto é, um registro ágil e simplificado das informações.

A orientação do designer é usar frases curtas e diretas para descrever suas tarefas, e marcar cada item com um símbolo específico, que funcionará como categoria.

O ponto (.), por exemplo, serve para representar o que você ainda precisa fazer. Concluiu a tarefa? Marque um X sobre o ponto. Não deu tempo de completar hoje? Assinale o compromisso com o símbolo > para indicar que ela foi transferida para outro dia.

Um pequeno círculo (O) representa grandes eventos e compromissos, enquanto o traço (—) simboliza atividades menos importantes.

Veja um exemplo do sistema de símbolos na imagem a seguir, extraída de um vídeo explicativo:

(Reprodução/YouTube/Bullet Journal)

Por onde começar?

Veja a seguir um passo a passo para montar a estrutura da agenda:

1. Compre um caderno de tamanho médio e boa qualidade. Se for pequeno demais, não será fácil de manusear; se for grande demais, você terá dificuldades para levá-lo consigo. Também é importante que o material seja resistente o suficiente para suportar os desgastes do uso a longo prazo.

2. Comece organizando o índice nas quatro primeiras páginas. Você deve marcar todas com números. Comprar um caderno pré-numerado pode agilizar o processo;

3. Use as páginas seguintes para a sua agenda do futuro. Carroll sugere que você divida o espaço com uma régua em 6 partes, representando os próximos 6 meses. Em cada retângulo, você deve anotar seus grandes projetos e metas para o próximo semestre;

4. Preencha as páginas seguintes com a agenda mensal. Escreva o nome do mês no topo da página e liste os dias numa coluna à esquerda. Anote todos os seus compromissos para aquele mês nos respectivos dias, como faria num calendário tradicional;

5. A seguir, use as próximas páginas em branco para registrar a sua agenda diária, que funcionará como uma lista de tarefas enriquecida pelo sistema de marcadores (x, o, > e outros símbolos descritos anteriormente). Quando terminar o dia, abra uma nova página para a sua agenda diária, e transfira as tarefas que foram transferidas.

Carroll explica mais sobre a técnica em seu site oficial e no vídeo a seguir (clique no retângulo na parte inferior direita do vídeo para ver legendas em inglês):

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também