Carreira

Trabalho com propósito: 5 carreiras promissoras para quem se interessa por sustentabilidade

Ascensão do mercado ESG representa oportunidade para queles que desejam contribuir para avanços sociais e ambientais no dia a dia profissional; veja algumas delas

 (Getty Images/Reprodução)

(Getty Images/Reprodução)

Isabel Rocha
Isabel Rocha

Jornalista

Publicado em 8 de abril de 2024 às 16h14.

Última atualização em 9 de abril de 2024 às 13h51.

O conceito de desenvolvimento sustentável está cada vez mais presente nas discussões globais sobre o futuro do trabalho. Não à toa, o termo ESG, que engloba questões ambientais, sociais e de governança corporativa, virou o centro das discussões entre investidores e CEOs – e já se tornou prioridade para 95% das empresas brasileiras, segundo dados da Aberje.

Nesse contexto, estão surgindo inúmeras oportunidades de carreira para aqueles que buscam maior senso de propósito no âmbito profissional e que sonham em encontrar um emprego que alie boas remunerações e estabilidade financeira à possibilidade de contribuir para avanços sociais e ambientais significativos. E o melhor: as oportunidades estão em diferentes setores – do agronegócio à moda sustentável. Veja algumas delas abaixo.

Por tempo limitado: EXAME abre vagas para workshop de ESG com 87% de desconto; veja como participar

5 profissões para trabalhar com sustentabilidade

1. Engenheiro Ambiental

Os engenheiros ambientais desempenham um papel crucial na proteção e conservação do meio ambiente. Eles trabalham em uma variedade de setores, incluindo gestão de resíduos, controle de poluição e desenvolvimento sustentável de recursos naturais.

A faixa salarial deste profissional no Brasil hoje fica entre R$ 7.474  e R$ 17.731,02,  de acordo com o site salario.com.

2. Gestor de Sustentabilidade Corporativa

Com o aumento da pressão pública e regulatória sobre as empresas para operarem de forma mais sustentável, a demanda por gestores de sustentabilidade corporativa (o Gestor ESG) está em alta. Esses profissionais são responsáveis por desenvolver e implementar estratégias que reduzam o impacto ambiental e promovam práticas socialmente responsáveis dentro das organizações.

Segundo as informações mais recentes do Guia Salarial da Robert Half, a faixa salarial de um gestor de ESG vai de  R$ 16 a R$ 22 mil mensais

ESG: domine na prática a sigla que não sai da boca dos CEOs e comece sua jornada rumo a uma carreira com propósito e ótimos salários. Clique aqui


3. Analista de Investimentos ESG

Quem pensa que o setor financeiro não conversa com questões sociais e ambientais está enganado. Cada vez mais, investidores olham para as práticas ESG das organização antes de alocar recursos e montar seus portfólios -- o que faz das finanças sustentáveis um ótimo nicho para profissionais de economia, contabilidade, administrarão e finanças.

Os analistas de investimentos ESG avaliam o desempenho das empresas em relação aos critérios ambientais, sociais e de governança. Eles fornecem insights valiosos para investidores interessados em colocar seu dinheiro em empresas que demonstrem um compromisso genuíno com a sustentabilidade.

4. Profissional de Moda Sustentável

Com a crescente conscientização sobre os impactos negativos da indústria da moda no meio ambiente, há uma demanda por profissionais com conhecimentos em ESG no setor. Grosso modo, um profissional de moda sustentável trabalha para garantir que a moda seja produzida e consumida de forma ética, respeitando o meio ambiente, os direitos dos trabalhadores e as necessidades das gerações futuras. Isso envolve uma abordagem holística que abrange todas as etapas da cadeira de produção, desde o design até o descarte dos produtos.

Economia Verde: crescem vagas para trabalhar pelo meio ambiente no Brasil, veja aqui como conquistar uma delas!

5. Engenheiro agrônomo

A pressão por um olhar mais cuidadoso com o meio ambiente também  é grande no agro -- que carece de profissionais capacitados em ESG para conseguir responder às novas demandas da sociedade.

Nesse cenário, o engenheiro agrônomo é uma peça chave. Esses profissionais trabalham no desenvolvimento e implementação de práticas agrícolas que visam reduzir o impacto ambiental da produção agrícola, promovendo ao mesmo tempo a eficiência e a rentabilidade das atividades. Eles podem estar envolvidos em projetos que utilizam técnicas de conservação do solo, gestão integrada de pragas, manejo sustentável da água e implementação de sistemas agroflorestais.

Além disso, podem auxiliar os produtores na transição para métodos de cultivo orgânicos ou agroecológicos, que minimizam o uso de agroquímicos e promovem a biodiversidade.

ESG, Carreira e Impacto

Diante do aumento de oportunidades impulsionadas pelo ESG – e ciente da necessidade de qualificar a força de trabalho atual para aproveitá-las – a EXAME apresenta a terceira edição do Workshop ESG: Carreira e Impacto.

O treinamento é composto por quatro aulas práticas, que também abordam teoria e estudos de casos de sucesso do mercado de maneira aprofundada. A carga horária total é de 3 horas, distribuídas entre três aulas de 40 minutos cada uma e uma masterclass ao vivo com 1 hora de duração, ministrada pela executiva Renata Faber. Os participantes que concluírem todas as aulas recebem um certificado para incluir no currículo.

Durante o período de lançamento, o curso está sendo ofertado com condições especiais: além do workshop, os compradores também garantem acesso a um ano de assinatura da EXAME digital e ao livro digital “ESG: O guia completo para empresas e profissionais”. Tudo isso por apenas R$ 37, o que representa uma redução de 87,5% em relação ao preço original, que é de R$ 297.

QUERO PARTICIPAR DO WORKSHOP!

  • Este conteúdo é apresentado por Faculdade EXAME
Acompanhe tudo sobre:branded marketing

Mais de Carreira

Ericsson abre inscrições para o Programa de Estágio com foco em inovação tecnológica

Para além do ChatGPT: veja 4 ferramentas de inteligência artificial para quem trabalha com marketing

Canadá facilita residência permanente para cuidadores estrangeiros

“Conte sobre um erro que cometeu”: como responder na entrevista de emprego

Mais na Exame