Sabe quais são os 7 erros de português neste e-mail corporativo?

Professor de português mostra os erros de português em trecho de e-mail corporativo
E-mail: professor explica os erros (BrianAJackson/Thinkstock)
E-mail: professor explica os erros (BrianAJackson/Thinkstock)
D
Diogo Arrais, professor de língua portuguesa

Publicado em 17/01/2017 às 13:07.

Última atualização em 17/01/2017 às 17:17.

Analise o seguinte trecho de e-mail:

"Senhores colaboradores:
Nas próximas segundas-feira de Fevereiro vem palestrantes falar sobre Auto-Promoção no Mundo Corporativo.
Contamos com vocês!"

De acordo com a norma gramatical, o parágrafo acima é terrível. Há inúmeros desvios e abordarei a importância da revisão de textos no dia a dia profissional.

O vocativo de uma mensagem eletrônica deve ser visto como um título; por isso, a importância da inicial maiúscula: "Senhores Colaboradores". Tal chamamento deve ser seguido de vírgula ou dois-pontos.

Sempre que houver frequência, a expressão temporal será sinalizada com a preposição A, ou seja, "às segundas-feiras", "às quartas-feiras", "aos sábados" etc. Além disso, ocorreu crase porque a preposição fundiu-se ao artigo feminino.

Como redigi acima, o plural correto de "segunda-feira" é "segundas-feiras", já que o substantivo composto é formado por dois nomes passíveis de pluralização. Em princípio, lembre-se de que as palavras invariáveis são as finalizadas em X.

Uma curiosidade a muitos leitores: iniciais de meses devem fazer o uso da letra minúscula, de acordo com a Academia Brasileira de Letras.

Outro desvio lamentável da mensagem eletrônica foi a ausência da vírgula para separar a expressão temporal "Às próximas segundas-feiras de fevereiro,". As chamadas locuções adverbiais (advérbios de longa extensão no início da oração) devem ser sinalizadas obrigatoriamente com vírgula.

Já no trecho "vem palestrantes falar", além da falta de concordância entre o verbo vir e o sujeito "palestrantes", existe a oralidade: defeito muito comum em redações corporativas, quando há a aproximação com a língua falada. A fim de que o texto fique elegante, sugere-se o uso do verbo haver: "...haverá palestras sobre..."

Com a vigência obrigatória do Novo Acordo Ortográfico, a palavra "autopromoção" não é hifenizada. O sinal só ocorre se a última letra do prefixo for idêntica à primeira da palavra (ou se a palavra principal iniciar-se por H): "auto-observação", "auto-humanização".

Ao fim do texto, o redator deixa o tom informal com o uso da primeira pessoa do plural e o pronome "vocês". Não é um erro, mas muitos manuais sugerem o fechamento "atenciosamente" (seguido de vírgula ou dois-pontos), a fim de que o texto siga a formalidade empresarial.

Sendo assim, minha sugestão - em acordo à norma gramatical - é:

"Senhores Colaboradores,
Às próximas segundas-feiras de fevereiro, haverá palestras sobre Autopromoção no Mundo Corporativo.
Atenciosamente,"

Um abraço, até a próxima e siga-me pelo Twitter!
Diogo Arrais
@diogoarrais
Professor de Língua Portuguesa - CPJUR
Autor Gramatical pela Editora Saraiva